O Emprego do e-Mail e do Facebook na Educação a Distância com Base nas Percepções de Alunos e Egressos

  • Thaís Tenório UFF
  • Taís Rodrigues Marques UFF
  • Nívia Patterson UFF
  • André Tenório IFRJ

Resumo

E-mail e Facebook são ferramentas de comunicação bastante difundidas. Todavia, a despeito da popularidade, o uso na educação a distância contemporânea parece não explorar todo o potencial delas. Um questionário sobre o tema revelou as percepções de 50 alunos ou egressos de cursos a distância, todos profissionais da rede pública municipal de educação de Maricá. E-mails eram usados constantemente para diferentes finalidades em cursos a distância, mesmo quando havia a alternativa do correio de mensagens disponível nos ambientes virtuais de aprendizagem. Os participantes percebiam o e-mail como um recurso facilitador da aprendizagem. Mas, na prática, utilizavam-no para trocar informações básicas, sobretudo, sanar com o tutor dúvidas sobre assuntos de secretaria e buscar informações sobre avaliações. Todos também haviam empregado o Facebook para fins educativos, mas somente três em cursos a distância. Para a maioria, ele era um recurso facilitador dos estudos, usado frequentemente para comunicação, debate de conteúdos ou esclarecimento de dúvidas. Os pesquisados gostariam de usar a rede social em cursos a distância por confiarem em sua potencialidade para facilitar a comunicação, conhecer e encontrar colegas e promover a interação. Tanto o e-mail quanto o Facebook podem ser mais bem aproveitados para a aprendizagem a distância.

Palavras-chave: Tecnologias de informação e comunicação; Aprendizagem; E-mail; Facebook.
The Use of e-Mail and Facebook in e-Learning According to Perceptions of Students and Graduates

Abstract
E-mail and Facebook are widespread communication tools. However, despite the popularity, the use in e-learning does not seem to explore all potential of the tools. A questionnaire on the subject helped identify the perceptions of fifty students or graduates of e-learning courses, all professionals of public educational institutions of Maricá. E-mails were constantly employed for different purposes in e-learning courses even when messages of virtual learning environments were available. Participants perceived the e-mail as a resource facilitator of learning. But, in practice, it was used to exchange basic information, especially, ask questions about administrative matters to the tutor and seek information about tests. All subjects had used Facebook for educational purposes, but only three in e-learning courses. For most, it was a resource facilitator of studies, often used for communication, content debate or answer doubts. Subjects would like to use the social network in e-learning because they believed in its potential to facilitate communication, to know and meet classmates and to promote interaction. E-mail and Facebook can be better used in the e-learning.

Keywords: Information and communication technologies; Learning; E-mail; Facebook.

Biografia do Autor

Thaís Tenório, UFF
Doutora em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Pesquisadora do Laboratório de Novas Tecnologias da Universidade Federal Fluminense (UFF/UAB). Rua Mário Santos Braga, s/n, Campos Valonguinho, Niterói - Rio de Janeiro - RJ - Brasil. tenoriocalc@gmail.com
Taís Rodrigues Marques, UFF
Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão em EaD, Laboratório de Novas Tecnologias/ Universidade Federal Fluminense (UFF). Rua Mário dos Santos Braga, s/n, Valonguinho - Niterói - RJ - Brasil. lalaecacau@yahoo.com.br
Nívia Patterson, UFF
Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão em EaD, Laboratório de Novas Tecnologias/ Universidade Federal Fluminense (UFF). Rua Mário dos Santos Braga, s/n, Valonguinho - Niterói - RJ - Brasil. niviarr@gmail.com
André Tenório, IFRJ
Doutor em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Pesquisador do Laboratório de Novas Tecnologias da Universidade Federal Fluminense (UFF/CECIERJ/UAB), Professor do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ). Rua Senador Furtado, 121-125, Maracanã - Rio de Janeiro - RJ - Brasil. tenoriocederj@gmail.com

Referências

Boucherville, G. C., Parreira, F. J., & Medeiros, V. C. L. (2009). O uso das nTICs: recurso de EaD e os cursos de formações de professores. Acesso em 15 de dezembro de 2014, disponível em http://www.nead.ufrr.br/index.php/artigos-publicados/141-o-uso-das-ntics-recurso-de-ead-e-os-cursos-de-formacao-de-professores

Brito, M. S. S. (2003). Tecnologias para EAD: via internet. In L. Alves & C. Nova. Educação e tecnologia: trilhando caminhos (pp. 62 - 89). Salvador: Ed. Uneb.

Brzezinski, I. (2008). Trabalho docente, tecnologias e educação. Trabalho e Educação, 17(1), 35-54. Disponível em http://www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/trabedu/article/viewFile/298/281

Corrêa, J. (2005). Sociedade da informação, globalização e educação a distância. Rio de Janeiro: Senac.

Evans, T. (2002). Uma revisão da educação superior a distância: uma perspectiva australiana. In I Congresso de Ensino Superior a Distância (pp. 65 - 67). Petrópolis, RJ.

Facebook. (2015). In: Newsroom company info. Acesso em 26 de fevereiro de 2015, disponível em http://newsroom.fb.com/company-info

Farias, S. C. (2013). Os benefícios das tecnologias de informação e comunicação (TIC) no processo de educação a distância (EAD). Revista digital de biblioteconomia e ciência da informação, 11(3), 15-29. Disponível em http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3868/pdf_41

Ferreira, J. L., Corrêa, B. R. P. G., & Torres, P. L. O. (2012). O uso do pedagógico da rede social facebook. Colabor@, 7(28), 1-16. Disponível em http://pead.ucpel.tche.br/revistas/index.php/colabora/article/view/199

Fuks, H. (2004). O modelo de colaboração 3C no ambiente AulaNet. Informática na Educação: Teoria e Prática, 7(1), 25-48. Disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/4938/2941

Juliani, D. P., Juliani, J. P., Souza, J. A., & Bettio, R. W. (2012). Utilização das redes sociais na educação: guia para o uso do Facebook em uma instituição de ensino. Revista das Novas Tecnologias na Educação, 10(3), 1-11. Disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/36434/23529

Kenski, V. M. (2004). Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus.

Lessa, L. L., & Chagas, A. M. (2011). Tecnologias da informação e comunicação na EaD. In II Simpósio de Educação e Comunicação (pp. 1-10), Aracaju, SE. Disponível em http://ww3.unit.br/simposiodeeducacao/files/2011/08/texto_livia-e-alexandre.pdf

Lévy, P. (1999). Cibercultura. Rio de Janeiro: Editora 34.

Lisbôa, E. S., & Coutinho, C. P. (2011). Comunidades virtuais: sistematizando conceitos. Revista Científica de Educação a Distância Paidei@, 2(4), 1-22. Disponível em http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/15714/1/161-996-2-PB.pdf

Llorens, F., & Capdeferro, N. (2011). Facebook's Potential for Collaborative e-Learning. Revista de Universidad y Sociedad del Conocimiento, 8(2), 197-210. Disponível em http://rusc.uoc.edu/index.php/rusc/article/view/v8n2-llorens-capdeferro/v8n2-llorens-capdeferro-eng

Maanen, J. V. (1979). Reclaiming qualitative methods for organization research: a preface. Administrative Science Quarterly, 24(4), 520-526. Disponível em http://www.jstor.org/discover/10.2307/2392358?sid=21104938127971&uid=2129&uid=70&uid=2&uid=3737664&uid=4

Maia, C., & Mattar, J. (2007). ABC da EaD: Educação a distância hoje. São Paulo: Pearson.

Maia, M. C. (2003). O uso da tecnologia de informação para a educação a distância no ensino superior. Tese de doutorado. Fundação Getúlio Vargas.

Marcelo, R. (2009). As TICs no contexto da EaD: limites e possibilidades. Revista Brasil Escola [On-line]. Disponível em http://www.brasilescola.com/educacao/as-tics-no-contexto-ead-limites-possibilidades.htm

Marteleto, R. M. (2001). Análise de redes sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da Informação, 30(1), 71-81. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ci/v30n1/a09v30n1.pdf

Mazman, S. G., & Usluel, Y. K. (2009). The usage of social networks in educational context. World Academy of Science, Engineering and Technology, 49, 404-408. Disponível em http://www.academia.edu/504013/The_usage_of_social_networks_in_educational_context

Mendonça, J. R. C. (2013). Competências eletrônicas de professores para educação a distância no ensino superior no Brasil: discussão e proposição de modelo de análise. Pernambuco: Universidade Federal de Pernambuco.

Moore, M., & Kearsley, G. (2007). Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning.

Moran, J. M., Masetto, M. T., & Behrens, M. A. (2010). Novas tecnologias e mediação pedagógica. São Paulo: Papirus.

Nascimento, R. B., & Filho, N. T. (2002). Correio eletrônico como recurso didático no ensino superior: o caso da Universidade Federal do Ceará. Revista da Ciência da Informação, 31(2), 86-97. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ci/v31n2/12912.pdf

Neves, J. L. (1996). Pesquisa qualitativa - Características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, 1(3), 1-5. Disponível em http://www.ead.fea.usp.br/cad-pesq/arquivos/c03-art06.pdf

Palloff, R. M., & Pratt, K. (2004). O aluno virtual: um guia para trabalhar com estudantes on-line. Porto Alegre: Artmed.

Pozo, J. I. (2008). A sociedade da aprendizagem e o desafio de converter informação em conhecimento. In M. Salgado (Ed.). Tecnologias na educação: ensinando e aprendendo com as TIC: guia do cursista (pp. 1 - 5). Brasília: Secretaria de Educação a Distância (Ministério da Educação).

Queiroz, M. O., Queiroz, C. B. S., Braz, M., & Santos-Filho (2010). Tecnologia e ensino: O uso das mídias sociais na 1a turma EaD do curso de introdução à conservação e restauro de acervos documentais em papel (CICRAD). Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação, 3(especial), 1-6.

Ramos, S. (2008). Tecnologias da informação e comunicação: conceitos básicos. Acesso em 15 de dezembro de 2014, disponível em http://livre.fornece.info/media/download_gallery/recursos/conceitos_basicos/TIC-Conceitos_Basicos_SR_Out_2008.pdf

Roblyer, M. D., & Wiencke, W. (2004). Exploring the interaction equation: Validating a rubric to assess and encourage interaction in distance courses. Journal of Asynchronous Learning Networks, 8(4), 24-37.

Romani, L. A. S., & Rocha, H. V. (2001). A complexa tarefa de educar a distância: uma reflexão sobre o processo educacional baseado na web. Revista Brasileira de Informática na Educação, 8(1), 71-81. Disponível em http://www.br-ie.org/pub/index.php/rbie/article/view/2247/2009

Teixeira, N., Sales, N. A., Tenório, T., & Tenório, A. (2015). As competências socioafetivas aceitação e honradez segundo a percepção de tutores a distância. RIED. Revista Iberoamericana de educación a Distancia, 18(1), 129-149. Disponível em http://ried.utpl.edu.ec/sites/default/files/files/pdf/v%2018-1/art6_ascompetencias.pdf

Telles, A. (2011). A revolução das mídias sociais: casos, conceitos e ferramentas. São Paulo: M. Books do Brasil.

Tenório, A., Ferreira, R. S. L., Almeida, M. C. R., Zucon, L. H., & Tenório, T. (2014). Ferramentas da educação a distância: a visão do tutor. Revista Científica em Educação a Distância EAD em foco, 4(1), 48-60. Disponível em http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/204/49

Tenório, A., Souto, E. V., & Tenório, T. (2014). Percepções sobre a competência socioafetiva de cordialidade e a humanização da tutoria a distância. Revista Científica em Educação a Distância EAD em foco, 4(1), 36-47. Disponível em http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/199/48

Vieira, R. S. (2011). O papel das tecnologias da informação e comunicação na educação a distância: um estudo sobre a percepção do professor/tutor. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, 10(1), 65-70. Disponível em http://www.abed.org.br/revistacientifica/Revista_PDF_Doc/2011/Artigo_05.pdf

Voigt, E. (2007). Web 2.0, e-learning 2.0, EaD 2.0: para onde caminha a educação a distância? In Congresso da Associação Brasileira de Educação a Distância (pp. 1 - 8), RS. Disponível em http://www.abed.org.br/congresso2007/tc/55200750254PM.pdf

.pdf

Publicado
2015-12-19
Seção
Artigos Originais