Competências Digitais Docentes e o Processo de Ensino Remoto Durante a Pandemia da Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i3.1303

Resumo

O objetivo do presente estudo foi identificar as competências digitais dos professores da rede municipal de ensino e a influência das tecnologias digitais de comunicação e informação durante o ensino remoto na pandemia do Covid-19. Trata-se de um estudo caracterizado como descritivo exploratório. Participaram do mesmo um total de 121 docentes de todas as áreas do conhecimento (linguagens, matemática, ciências humanas, ciências da natureza e ensino religioso). Para recolha dos dados foi aplicado o questionário baseado no Quadro Europeu de Competências Digitais para professores, além de questões sobre o desenvolvimento das aulas durante a pandemia. Dentre os participantes 75,2% são do sexo feminino. Quanto à formação inicial dos professores a prevalência foi de 34,7% na área de linguagens e, 54 % não possui pós-graduação. Em relação ao desenvolvimento das aulas durante o isolamento social, destaca-se entre os recursos utilizados, o material impresso como principal ferramenta pedagógica (84,3%). O nível de competência digital predominante entre os professores é o B1-Integradores (40,5%), indicando que os mesmos experimentam tecnologias digitais em diferentes contextos e as utilizam em suas aulas. Em relação a área na qual o professor posssui maior competência, observou-se média superior nas áreas de envolvimento profissional e capacitação dos estudantes (1,9 pontos). Conclui-se que os professores estudados possuem maior proficiência digital para utilização profissional, entretanto, possuem carências no que tange a utilização das tecnologias digitais na educação com objetivo de potencializar e apoiar estratégias pedagógicas centrada no desenvolvimento ativo do estudante.

Palavras-chave: Competência digital.  Ensino remoto. Educação básica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ismael Jung Sanchotene, Universidade Federal do Pampa

Doutorando do PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA .Mestrado em Educação Física pela UFSM - Universidade Federal de Santa Maria. Formação acadêmica Licenciado e Bacharel em Educação Física - Urcamp. Possui especialização em Gestão Escolar (2008) Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) e também Pós- Graduação em Ciências da Saúde (2013) e Atividade Física e Saúde (2018) - Unipampa Uruguaiana - RS. Em andamento Fisioterapia na Universidade Federal do Pampa .Foi Diretor de Esporte do Município de Uruguaiana -RS, servidor público municipal efetivo. Professor da Educação Básica. .Tem experiência no Ensino Superior a distância e semi-presencial, e na educação básica. Tem experiência em políticas públicas no esporte desde 2006, implementação e captação de recursos públicos nas esferas municipais, estadual e federal através de projetos e programas e leis de incentivo. Possui experiência experiência e parecer de projetos técnicos em políticas públicas. Ex- Professor tutor do curso de Educação Física Unopar Polo Uruguaiana.

Patrícia Becker Engers , Universidade Federal do Pampa

Licenciada em Educação Física (2014) e Especialista em Atividade Física e Saúde (2018), ambas pela Universidade Federal do Pampa/UNIPAMPA - Campus Uruguaiana. Mestra em Educação Física pela Universidade Federal de Pelotas (2016). Doutoranda do PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde - UNIPAMPA. 

Raquel Ruppenthal, Universidade Federal do Pampa

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Maria,doutora em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde/UFSM. Professora Adjunta na Universidade Federal do Pampa/ Campus Uruguaiana, docente da Licenciatura Ciências da Natureza e docente permanente do Programa de Pós-Graduação de Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde da Unipampa. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisa em Estágio e Formação de Professores (GEPEF-UNIPAMPA) e vice líder do Grupo Colaborativo de Estudo e Pesquisa: FLEXILHA

Phillip Vilanova Ilha, Universidade Federal do Pampa

Possui Licenciatura Plena em Educação Física (2000), especialização em Ciência do Movimento Humano (2003), especialização em Mídias na Educação (2004), mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (2013) e Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (2016), todos pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente é professor do magistério superior da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e docente permanente do Programa de Pós-Graduação de Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde da Unipampa. Atua na área de Educação Física e Ensino, trabalhando principalmente nos seguintes temas: Práticas pedagógicas na educação física escolar; Metodologia e ensino aprendizagem dos esportes; Projetos de aprendizagem; Formação de professores; Atividade física e promoção da saúde. Coordenador-Líder do Grupo de Estudos em Educação Física e Esportes - GEEFE, da Unipampa.

Referências

ARRUDA, E. P. Educação remota emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. Em Rede - Revista de Educação a Distância, v. 7, n. 1, p. 257-275, 2020. Disponível em: <https://bit.ly/3nyHCNW>. Acesso em: 15 mai. 2020.

AUTRAN, M. M. M.; BORGES, M. M. Competências Digitais: comportamentos, percepções e atitudes dos docentes/pesquisadores dos ppgcis - 2008 a 2012. In: XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. 2016. Disponível em: <https://bit.ly/32U6G9B>. Acesso em: 19 jul. 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Localiza SUS – Corona Vírus (COVID-19). Brasília, DF, 2020. Disponível em: <https://bit.ly/3lBgXQg>. Acesso em: 31 ago. 2020.

CASTAÑEDA, L.; ESTEVE, F.; ADELL, J. ¿Por qué es necesario repensar la competencia docente para el mundo digital?. Revista de Educación a Distancia, n. 56, p. 1-20, 2018. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.6018/red/56/6>. Acesso em: 14 ago. 2020.

CHOI, M.; CRISTOL, D.; GIMBERT, B. Teachers as digital citizens: The influence of individual backgrounds, internet use and psychological characteristics on teachers’ levels of digital citizenship. Computers & Education, v. 121, n. 4, p. 143-161, 2018. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.compedu.2018.03.005>. Acesso em: 05 jul. 2020.

DIAS, E.; PINTO, F. C. F. Educação e a Covid-19. Ensaio, Rio Janeiro, v. 28, n. 108, p. 545-554, 2020. Disponível em: <https://bit.ly/32Sqcnl>. Acesso em: 13 nov. 2020.

DIAS-TRINDADE, S.; MOREIRA, J. A.; NUNES, C. S. Escala de autoavaliação de competências digitais de professores. Procedimentos de construção e validação. Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Belo Horizonte, v.2, p. 72-91, mai/ago, 2019. Disponível em: <https://bit.ly/3hJM4qG>. Acesso em: 19 jul. 2020.

FERRARI, A. Digital competence in practice na analysis of Frameworks. Sevilla: JRC Spain: Institute for Prospective Technological Studies. European Commission. IPTS, 2012. Disponível em: <https://bit.ly/3b884ZO>. Acesso em: 19 ago. 2020.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª edição. São Paulo: Atlas S/A. 2012.

GOMES, V. T. S. et al. A Pandemia da Covid-19: Repercussões do Ensino Remoto na Formação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica, Brasília , v. 44, n. 4, 2020. Disponível em: <https://bit.ly/2UGADWR>. Acesso em: 16 nov. 2020.

HONORATO H. G; MARCELINO B. K. C. A. A arte de ensinar e a Pandemia Covid-19: a visão dos professores. REDE – Revista Diálogos em Educação, v. 1, n. 1, p. 208-220, 2020.

HONORATO, H. G. (no prelo). A educação brasileira e a pandemia covid-19: alinhavos entre o ensino remoto e a aprendizagem dos estudantes. 2020a.

LE BOTERF, G. Desenvolvendo a competência dos profissionais. São Paulo: Artmed, 2003.

MARTINS, R. X. A covid-19 e o fim da educação a distância: um ensaio. Em Rede - Revista de Educação a Distância, v. 7, n. 1, p. 242-256, 2020. Disponível em: <https://bit.ly/3lCO9X6>. Acesso em: 30 jul. 2020

OLIVEIRA, J. B. A.; GOMES, M.; BARCELLOS, T. A Covid-19 e a volta às aulas: ouvindo as evidências. Ensaio, Rio de Janeiro, v. 28, n. 108, p. 555-578, 2020. Disponível em: <https://bit.ly/2ILV0zh>. Acesso em: 13 nov. 2020.

PALÚ, J.; SCHÜTZ, A. J.; MAYER L. Desafios da educação em tempos de pandemia / organizadores: Janete Palú, Jenerton Arlan Schütz, Leandro Mayer. Cruz Alta: Ilustração, 2020.

REDECKER, C.; PUNIE, Y. European Framework for the Digital Competence of Educators (DigCompEdu). Luxembourg: Publications Office of the European Union, 2017. Disponível em: <https://bit.ly/3gKh3BB>. Acesso em: 30 jul. 2010.

Publicado

2021-01-12

Como Citar

Sanchotene, I. J. ., Engers , P. B. ., Ruppenthal, R. ., & Ilha, P. V. . (2021). Competências Digitais Docentes e o Processo de Ensino Remoto Durante a Pandemia da Covid-19 . EaD Em Foco, 10(3). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i3.1303