UM PANORAMA DA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS ATRAVÉS DA EAD NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Daniel Fábio Salvador, Mirian A, Carlos Crapez, Roberta Flávia Ribeiro Rolando, Luiz Gustavo Ribeiro Rolando, Jorge Felippe Leal Magarão

Resumo


O objetivo do artigo é apresentar o perfil dos professores que buscam por formação continuada a distância na área de Biologia da Fundação CECIERJ e a evolução dos níveis de participação deles durante o desenvolvimento dos cursos entre os anos de 2006 a 2009. Nesse período os ambientes virtuais de aprendizagem sofreram constantes inovações pedagógicas e a implementação de novas ferramentas de interação, o que refletiu positivamente na participação dos cursistas. A análise do perfil dos cursistas foi realizada a partir do mapeamento dos dados cadastrais dos inscritos nos cursos de formação continuada na área de Biologia em 2008 e 2009. Neste período, foram oferecidos oito cursos para 18 turmas, havendo um total de 6.993 pedidos de inscrição. As inscrições eram de licenciados na área Ciências da Vida em 73% dos pedidos. A maior parte dos professores que solicitaram inscrição (48%) declarou não lecionar, com 35% declarando trabalhar em escolas públicas de Ensino Fundamental e Médio. É importante assinalar que os licenciandos já ocupam 10% da demanda, provavelmente preocupados com a inserção no mercado de trabalho através de concursos públicos. Além desses, professores com formação na área de Humanas e os que ministram aulas em escolas particulares também têm buscado a formação continuada através da EAD. Para avaliação dos níveis de participação, foi usado o banco de dados do sistema acadêmico entre os anos de 2006 a 2009, sendo os cursistas separados em diferentes grupos: observadores, participantes, concluintes e aprovados. Houve aumento da procura por cursos de formação continuada em Biologia e Ciências, bem como maior índice de participação efetiva dos cursistas do ano de 2006 para 2009, como a maior evolução do ano de 2008 para 2009. Entre 2008 e 2009, houve aumento significativo dos alunos participantes, concluintes e aprovados, com queda de 14,1% da taxa de evasão. Conclui-se que as novas práticas pedagógicas e ferramentas tecnológicas utilizadas têm sido de grande ajuda para os professores-cursistas na construção de novos conhecimentos e o desenvolvimento de potencialidades de aprendizagem para a promoção do crescimento profissional da docência na área de Biologia e Ciências no estado do Rio de Janeiro.

Palavras-chave


Formação continuada de professores. Ensino de Biologia. Ensino de Ciências. Educação a Distância. Ambiente virtual de aprendizado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v1i1.19



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidades consorciadas