Perspectivas de Usuários Surdos Sobre um Ambiente Digital Acessível: Análises sobre os Princípios de Acessibilidade à Web.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v12i2.1854

Resumo

A presente pesquisa teve por objetivo avaliar a acessibilidade em um ambiente de educação a distância, na perspectiva do surdo usuário de Libras, contribuindo para a ampliação dos padrões de acessibilidade à Web. Para tal, investigou-se os padrões de acessibilidade à Web publicados pela entidade W3C. O estudo contou com teorias advindas do campo das Tecnologias Digitais na Educação. Seis usuários surdos participaram de um curso oferecido em na Plataforma Acessível (Place), onde experimentaram as ferramentas e funcionalidades desse AVA. O corpus deste recorte consiste na resposta, por parte de cada participante, de Fichas de Avaliação feitas especialmente para cada uma das nove ferramentas analisadas. De posse desses materiais, foi possível identificar alguns pontos positivos e negativos a respeito da Place, assim como algumas inconsistências nos princípios de acessibilidade da W3C. Diante disso, fez-se uma crítica a respeito das diretrizes de acessibilidade sustentadas pela W3C, juntamente com propostas de mudança.

 

Palavras-chave: Língua Brasileira de Sinais. Surdos. Ambiente virtual de aprendizagem. Princípios de acessibilidade. Avatar de tradução automática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, ano 139, n. 79, seç. 1, p. 28, 25 abr. 2002.

NIELSEN, J. Usability 101: introduction to usability. Nielsen and Norman Group, Freemont, 2012. Disponível em: https://www.nngroup.com/articles/usability-101-introduction-to-usability/. Acesso em 14 out. 2017.

NÚCLEO DE PESQUISA DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL. Place: Plataforma Acessível. Ambiente virtual de aprendizagem. Disponível em: http://place.niee.ufrgs.br. Acesso em 14 out. 2017.

PIVETTA, E. M.; SAITO, D. S.; ULBRICHT, V. R. Surdos e acessibilidade: análise de um ambiente virtual de ensino e aprendizagem. Revista Brasileira de EducaçãoEspecial, Marília, v. 20, n. 1, p. 147-162, 2014.

SANTAROSA, L. M. C. et al. A equidade na formação de docentes na modalidade EaD. Journal of Research in Special Educational Needs, v. 16, n. s1, p. 55-59, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1111/1471-3802.12124. Acesso em: 14 out. 2017.

SANTAROSA, L. M. C.; CONFORTO, D. Diretrizes de Acessibilidade em Plataforma de Educação a Distância. In: INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON COMPUTERS IN EDUCATION, 17., 2015, Setúbal, Portugal. Atas...Piscataway, NJ, USA: IEEE, 2015. p. 269-276.

SANTAROSA, L. M. C.; CONFORTO, D.; NEVES, B. Teacher education and accessibility on e-learning system: putting the w3c guidelines into practice. International Journal of Computer and Information Technology, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 18-29, jan. 2015.

SANTAROSA, L. M. C.; CONFORTO, D. Rampas Tecnológicas: discutindo a arquitetura de espaços virtuais. In: SANTAROSA, Lucila Maria Costi; CONFORTO, Débora; VIEIRA, Maristela Compagnoni (Org.). Tecnologia e acessibilidade: passos em direção à inclusão escolar e sociodigital. Porto Alegre: Evangraf, 2014.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM BRASIL. Cartilha de acessibilidade na Web do W3C Brasil: fascículo II: benefícios, legislação e diretrizes da acessibilidade na Web. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2015. Disponível em: http://www.w3c.br/pub/Materiais/PublicacoesW3C/cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-II.pdf. Acesso em: 14 out. 2017.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM. Diretrizes de acessibilidade para conteúdo web (WCAG) 2.0. Tradução por Jorge Fernandes e Cláudia Cardoso. Madison, USA, 2008. Disponível em: https://www.w3.org/Translations/WCAG20-pt-PT/. Acesso em: 14 out. 2017.

Publicado

2022-09-13

Como Citar

Guerra, C. G. ., Carneiro, F. H. F. ., & Santarosa, L. M. C. . (2022). Perspectivas de Usuários Surdos Sobre um Ambiente Digital Acessível: Análises sobre os Princípios de Acessibilidade à Web. EaD Em Foco, 12(2). https://doi.org/10.18264/eadf.v12i2.1854

Edição

Seção

Estudos de Caso

Most read articles by the same author(s)