O que a Área de Educação Divulga sobre Qualidade e Inovação na Educação a Distância?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v12i2.1683

Resumo

O artigo explicita resultados de pesquisas que tratam da educação a distância pelo viés do campo educacional, tendo como foco os conceitos de qualidade e de inovação. Essa triangulação é construída pela centralidade que estes temas assumem no contexto educacional, a partir das políticas educacionais em curso. Trata-se de pesquisa do tipo revisão sistemática de literatura, tendo como fonte de pesquisa a base Scielo, considerada a partir de suas dezesseis coleções internacionais e a nacional. Foram encontrados vinte e seis artigos entre 2007 e 2017, sendo vinte sobre qualidade e seis sobre inovação, o que explicita uma preocupação maior do campo com a temática da qualidade. Também ficou evidenciado que dentre as coleções analisadas, o campo educacional brasileiro apresentou maior produção, seguido de África do Sul, Costa Rica, México, Portugal e Cuba. Os trabalhos analisados indicam aspectos que devem ser atendidos para a oferta de cursos com qualidade. Trata-se de indicadores que envolvem três aspectos: i) os insumos educativos iniciais, como: ambiente de aprendizagem, infraestrutura, material didático, sistemas de comunicação, internet, computadores, desenho instrucional do curso; ii) indicadores de processo: gestão acadêmica; formação de equipe multidisciplinar; formas de interação aluno-professor-tutor e aluno-aluno; e iii) processos de avaliação: instrumentos inovadores de avaliação; avaliação do rendimento, taxas de evasão, formas de diagnosticar a satisfação dos alunos. Observa-se a necessidade de pesquisas com foco empírico, em caráter longitudinal e com formação de rede de pesquisadores, como sugestão para que o campo da educação possa ampliar o seu potencial em contribuir com o tema.

 

Palavras-chave: Educação a distância. Qualidade. Inovação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giselle Cristina Martins Real, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutora e pós-doutora em educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Francielle Priscyla Pott, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul

Mestre em Educação pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (IFMS) Campus Dourados.

Regina Farias de Souza, Universidade Federal da Grande Dourados

Mestre em Engenharia de Produção - Mídia e Conhecimento - pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Técnica de nível superior da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Referências

ACUNA SOSSA, M.; GIL RENDON, M. E.; SANDOVAL POVEDA, A. M. Buenas prácticas para la selección de recursos educativos abiertos: experiencias del MOOC innovación educativa con REA. Rev. Actual. Investig. Educ, San José, v. 16, n. 2, p. 47-73, ago. 2016.

ALONSO, K. M. A expansão do ensino superior no Brasil e a EaD: dinâmicas e lugares. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1319-1335, dez. 2010.

AMAYA, A; CUÉLLAR, A. Estilos de aprendizaje de los alumnos de posgrado a distancia de la Universidad Autónoma de Tamaulipas. Apert. (Guadalaj., Jal.), Guadalajara, v. 8, n. 2, p. 8-21, 2016.

BERTOLIN, J C. G.; MARCHI, A. C. B. de. Instrumentos para avaliar disciplinas da modalidade semipresencial: uma proposta baseada em sistemas de indicadores. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 15, n. 3, p. 131-146, 2010.

BRENNAND, E. G. de G; BRENNAND, E. de G. Inovações Tecnológicas e a Expansão do Ensino Superior no Brasil. Rev. Lusófona de Educação, Lisboa, n. 21, p. 179-198, 2012.

DU TOIT-BRITS, C. Uitdagings by die implementering van Inligtings- en Kommunikasie tegnologie vir die Setswanasprekende Gevorderde Onderwys Sertifikaat (GOS) Afstandstudent aan die Noordwes-Universiteit. Tydskr. geesteswet., Pretoria, v. 55, n. 3, p. 469-489, sept. 2015.

ESCUDERO NAHON, A. Aportaciones al proceso horizontal de transversalización de la Educación a Distancia en las instituciones de educación superior. Rev. educ. sup, México, v. 46, n. 182, p. 57-69, jun. 2017.

FIUZA, P. J.; SARRIERA, J. C. Motivos para adesão e permanência discente na educação superior a distância. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 33, n. 4, p. 884-901,2013.

GIOLO, J. Educação a distância: tensões entre o público e o privado. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1271-1298, dez. 2010.

INEP. Sinopses estatísticas da educação superior - graduação. Brasília: INEP, 2020.

ISHIDA, J. S.; STEFANO, S. R.; ANDRADE, S. M. de. Avaliação da satisfação no ensino de pós à distância: a visão dos tutores e alunos do PNAP/UAB. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 18, n. 3, p. 749-772, nov. 2013.

JIMENEZ, C. A. Efecto de innovar la estrategia evaluativa sobre la motivación y rendimiento de estudiantes en prácticas de planta piloto para el desarrollo de nuevos productos alimenticios. Cuadernos de Investigación UNED, Sabanilla, Montes de Oca, v. 9, n. 2, p. 218-225, dec. 2017.

JUCA MALDONADO, F. X. La educación a distancia, una necesidad para la formación de los profesionales. Universidad y Sociedad, v. 8, n. 1, p.106-111, abr. 2016.

LLORÉNS BÁEZ, L.; ESPINOSA DÍAZ, Y.; CASTRO MURILLO, M. L. Criterios de un modelo de diseño instruccional y competencia docente para la educación superior escolarizada a distancia apoyada en TICC. Sinéctica, n. 41, p. 2-21, dic. 2013.

LÓPEZ CAMPOS, M. A.; CANNELLA, S.; CIANCIMINO, E. Proyecto de Evaluación Mixta ALT.A.: la experiencia en un entorno mexicano de enseñanza a distancia. REDIE, v. 12, n. 2, p.1-16, nov. 2010.

MARCINIAK, R. Propuesta metodológica para el diseño del proyecto de curso virtual: aplicación piloto. Apert. (Guadalaj., Jal.), Guadalajara, v. 9, n. 2, p. 74-95, 2017.

NEVES-JUNIOR, W. F. P.; HADDAD, C. M. K.; SOUSA, F. S.; PISA, I. T. Educação a Distância (EaD) em Física Médica. Interface (Botucatu) [online]. v. 15, n. 39, p.1199-1206, 2011.

PACKER, A. L.; MENEGHINI R. O SciELO aos 15 anos: raison d'être, avanços e desafios para o futuro. In: PACKER, A L. et al (Org.). SciELO - 15 anos de acesso aberto: um estudo analítico sobre acesso aberto e comunicação científica. Paris: Unesco, 2014. p. 15-28.

PEÑALOSA-CASTRO, E.; CASTAÑEDA FIGUERAS, S. Identificación de predictores para el aprendizaje efectivo en línea: un modelo de ecuaciones estructurales. RMIE, v. 17, n. 52, p.247-285, mar. 2012.

PEREIRA, D. R. M.; CESAR, D. R.. Inovação e abertura no discurso das práticas pedagógicas. Avaliação (Campinas), Sorocaba, v. 21, n. 2, p. 619-636, jul. 2016.

RAMOS, A.; FARIA, P. M.; FARIA, Á. Revisão sistemática de literatura: contributo para a inovação na investigação em Ciências da Educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 17 - 36, jan./abr. 2014.

RANGEL, F. de O. et al. Mediações on-line em cursos de educação a distância os professores de língua portuguesa em questão. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 20, n. 61, p. 359-382, jun. 2015.

REAL, G. C. M. Impactos da avaliação na educação superior. Dourados: Editora UFGD, 2008.

RODRIGUES, L. M. B. da C.; CAPELLINI, V. L. M. F. Educação a Distância e formação continuada do professor. Rev. bras. educ. espec., Marília, v. 18, n. 4, p. 615-628, dez. 2012.

RODRÍGUEZ-ESPINOZA, A. La Universidad Estatal a Distancia de Costa Rica (UNED) y la virtualización de su oferta académica. Un análisis reflexivo de su puesta en práctica. Educare, v. 21, n. 3, p.445-472, dez. 2017.

RUIZ BOLÍVAR, C. El MOOC: ¿un modelo alternativo para la educación universitaria? Apert. (Guadalaj., Jal.), Guadalajara, v. 7, n. 2, p. 86-100, out. 2015.

SEGENREICH, S. C. D. ProUni e UAB como estratégias de EAD na expansão do ensino superior. Pro-Posições, Campinas, v. 20, n. 2, p. 205-222, ago. 2009.

SILVA, K. V. da, PEIXOTO, J.; PACHECO, A. S. V. Qualidade e Educação a Distância: a percepção dos diplomados do curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina. EaD Em Foco, Rio de Janeiro, v. 7, n. 3, p. 52 – 65, 2017.

TODOROV, J. C.; MOREIRA, M. B.; MARTONE, R. C. Sistema Personalizado de Ensino, Educação à Distância e aprendizagem centrada no aluno. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília, v. 25, n. 3, p. 289-296, set. 2009.

UNESCO. Innovación educativa: Serie “Herramientas de apoyo para el trabajo docente”. Peru: UNESCO, 2016.

VIDAL MARTÍNEZ, A. A.; AGUILAR VALENZUELA, F. A. La videoconferencia de escritorio como una herramienta para el desarrollo y colaboración a distancia. Rev. Actual. Investig. Educ, v. 14, n. 2, p.658-680, ago. 2014.

VILLAFUERTE HOLGUÍN, J. S; INTRIAGO PALACIOS, E.; ROMERO ANDONEGI, A. E-Círculo Literario aplicado en la clase de inglés. Una innovación educativa después del terremoto de 2016 en Ecuador. Apert. (Guadalaj., Jal.), Guadalajara, v. 9, n. 2, p. 54-73, 2017.

Downloads

Publicado

2022-06-13

Como Citar

Real, G. C. M., Pott, F. P., & Souza, R. F. de. (2022). O que a Área de Educação Divulga sobre Qualidade e Inovação na Educação a Distância?. EaD Em Foco, 12(2). https://doi.org/10.18264/eadf.v12i2.1683

Edição

Seção

Artigos Originais