(RE)pensando a Formação Docente: o que o Ensino Remoto Emergencial Diz sobre a Formação do professor?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v12i1.1632

Resumo

O ensino remoto emergencial foi criado para adaptar as práticas da educação formal. Esta ação, entendida como provisória, desvelou movimentos e urgências que estão para além do contexto de pandemia do novo Coronavírus. Neste artigo, foi utilizada a metodologia de revisão sistemática de literatura para realizar um levantamento sobre os desafios apresentados no ensino emergencial remoto e traçar reflexões sobre as características necessárias nos docentes no mundo permeado pela cibercultura. Os resultados apontaram que os desafios enfrentados pelos docentes independem de nível de ensino: falta de formação para atuar com tecnologias; alunos apáticos e sem acesso à internet; docentes sobrecarregados com múltiplas atividades, são alguns deles. Conclui-se apontando a necessidade de uma formação docente que abarque distintas e novas competências e habilidades necessárias para sua atuação no contexto atual de ensino remoto e no ensino híbrido em um cenário pós-pandemia.

 

Palavras-chave: Formação docente. Tecnologias educativas. Ensino remoto.

 

 



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dorcas Janice Weber, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Educação – tecnologias educativas pela Universidade do Minho – UMINHO, Mestre em Educação – estudos culturais pela ULBRA e Licenciada em Educação artística – Artes plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU.

Docente na Faculdade de Educação / Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Elaine Jesus Alves, Universidade Federal do Tocantins

Doutorado e pós-doutorado em Educação (Universidade do Minho).

Professora colaboradora no Programa pós-graduação Scricto Senso em Ensino em Ciências e Saúde da Universidade Federal do Tocantins.

Referências

ABBOT, D. What is digital curation? Edinburgh, UK: Digital Curation Centre, 2008. Disponível em:<http://www.era.lib.ed.ac.uk/bitstream/1842/3362/3/Abbott%20What%20is%20d igitl%20curation_%20_%20Digital%20Curation%20Centre.doc>. Acesso em 21 de março 2022.

ALVES, E. 30 anos em 30 dias - o que a pandemia nos ensinou sobre a educação online no Brasil. In Jornal do Tocantins. Disponível em https://www.jornaldotocantins.com.br/editorias/opiniao/tend%C3%AAncias-e-ideias-1.1694943/30-anos-em-30-dias-o-que-a-pandemia-nos-ensinou-sobre-a-educa%C3%A7%C3%A3o-online-no-brasil-1.2072112, 2020. Acesso 18 abril 2021.

ARAÚJO JR, C. F.O Cisne Negro na Educação Superior: Ensino Remoto Emergencial e a Educação a Distância (EaD). 2020. Disponível em https://pt.linkedin.com/pulse/o-cisne-negro-na-educa%C3%A7%C3%A3o-superior-ensino-remoto-e-carlos Acesso em 12 jan. 2022.

BONDÍA, J. L. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. 2002. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n19/n19a02.pdf. Acesso em 04 fev 2021.

BARROS, D. M. Estilos de aprendizagem em plataformas digitais. In MONTEIRO, A.; MOREIRA, A.; ALMEIDA, A. C. Educação online: pedagogia e aprendizagem em plataformas digitais. Santo Tirso: De facto editores, 2012.

BLUMENSTYK, G. Why Coronavirus Looks Like a ‘Black Swan’ Moment for Higher Ed. Disponível em https://www.chronicle.com/newsletter/the-edge/2020-03-11 Acesso em 18 abril 2021.

BRASIL. O que é COVID-19. Disponível em https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca. Acesso em 12 fev 2021.

CANI, J. B. et al. EDUCAÇÃO E COVID-19: A ARTE DE REINVENTAR A ESCOLA MEDIANDO A APRENDIZAGEM “prioritariamente” PELAS TDIC . Revista Ifes Ciência , [S. l.], v. 6, n. 1, p. 23-39, 2020. Disponível em: https://ojs.ifes.edu.br/index.php/ric/article/view/713. Acesso em: 28 mar. 2022.

CASTIONI, R. et al. Universidades federais na pandemia da Covid-19: acesso discente à internet e ensino remoto emergencial. In Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 29(111), 399-419. Epub February 22, 2021.https://dx.doi.org/10.1590/s0104-40362021002903108

COSTA, F. O potencial transformador das TIC e a formação de professores e educadores. In: M. E. Almeida, P. Dias, & B. Silva. O potencial transformador das TIC e a formação de professores e educadores. São Paulo: Loyola, 2013, pp. 47-72.

FACHINETTI, T.; SPINAZOLA, C.; CARNEIRO, R. Educação inclusiva no contexto da pandemia: relato dos desafios, experiências e expectativas. In Educação em Revista, 22(1), 2021, pp.151-166.

FERNANDES, A. Ensino. Remoto Emergencial e a Lógica do Cisne Negro. Research, Society and Development; Vol 10, Nº 1, 2021.

HONORATO, T.; NERY, A. C. B.. História da Educação e Covid-19: crise da escola segundo pesquisadores africanos (Akanbi, Chisholm), americanos (Boto, Civera, Cunha, Kinne, Rocha, Romano, Rousmaniere, Southwell, Souza, Taborda, Veiga, Vidal) e europeus (Depaepe, Escolano, Magalhães, Nóvoa). Acta Educ. [online]. 2020, vol.42, e54998. Epub 01-Set-2020. ISSN 2178-5201.

LAGO, N. et al. Ensino remoto emergencial: investigação dos fatores de aprendizado na educação superior. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 2, p. 391–406, 2021. DOI: 10.21723/riaee.v16i2.14439. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14439. Acesso em: 27 abr. 2021.

LIMA, E. B.; PAIVA, S. C.; GOULART, J. C. Ensino a distância frente à pandemia COVID-19. In REEDUC / UEG. V 7 n1 jan/abr 2021. Disponível em https://www.revista.ueg.br/index.php/reeduc/article/view/11064/7995. Acesso em 27 abr 2021.

LIMA, J. A implementação do ensino hibrido no período pós-pandemia. In Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(2), 10. https://doi.org/10.51891/rease.v7i2.667

LOPES, Daniel de Q.; SOMMER, Luis H.; SCHMIDT, Saraí. Professor-propositor: a curadoria como estratégia para a docência on-line. In Educação & Linguagem. V. 17 – n. 2 p. 54 – 72. Jul –dez. 2014. Disponível em https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/142559/000993876.pdf?sequence=1. Acesso em 18 mar 2021.

LITTO, Fredric Michael. A solução para o distanciamento social está à mão:EAD. 2020. Disponível em http://www.abed.org.br/arquivos/A_solucao_para_o_distanciamento_social_esta_a_mao_EAD_Fredric_Litto.pdf Acesso em 28 jan. 2022.

MATOS, Ronaldo. Possibilidades de ensino remoto de música na educação básica baseadas no material Música Br. In Revista Música na Educação básica v. 10, n. 12, p. 74 a 95.

MARTINS, Mirian. C. Mediação: provocações estéticas. São Paulo, UNESP, 2005. ano 1 nº 1 nov/2005.

MARTINS, M. C.; PICOSQUE, G. Mediação cultural para professores andarilhos na cultura. São Paulo: Instituto Sangari, 2008.

MARTINS, M. C. (coord.). Curadoria educativa: inventando conversas. Reflexão e Ação – Revista do Departamento de Educação/UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul, vol. 14, n.1, jan/jun 2006. (p. 9 - 27) Disponível em http://fvcb.com.br/site/wp-content/uploads/2012/05/Canal-do-Educador_Texto_Curadoria-Educativa.pdf. Acesso em 12 abr 2021.

MENDONÇA, C. Vivências em EAD: trilhando novos caminhos para o cenário de pandemia. In Revista Paidéi@-Revista Científica de Educação a Distância, 13(23). Disponível em https://periodicos.unimesvirtual.com.br/index.php/paideia/article/view/1171. Acesso em 18 mar 2021.

MOREIRA, J. A. M.; HENRIQUES, S..; BARROS, D.. Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. In Dialogia. São Paulo, n 34. 2020. (p. 351-364). Disponível em https://periodicos.uninove.br/dialogia/article/view/17123/8228. Acesso em 18 mar 2021.

MOREIRA, J. A. & SCHLEMMER, E. Por um novo conceito e paradigma de educação digital onlife. Revista UFG, V.20, 63438. Disponível em https://www.revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/63438/34772 Acesso em 23 jan. 2021.

MORIN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2012.

OLIVEIRA, V.; BASNIAK, M. O planejamento de aulas assentes no ensino exploratório de Matemática desenvolvidas no ensino remoto de emergência. In Educação Matemática Debate, 5(11), 1-26.

OLIVEIRA, B. et al.. Implementação da educação remota em tempos de pandemia: análise da experiência do Estado de Minas Gerais. In Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 16(1), 84–106. https://doi.org/10.21723/riaee.v16i1.13928

OSÓRIO, A. J. Reflexões sobre tecnologia e educação em tempo de pandemia. In Martins, M., Rodrigues, E., A Universidade do Minho em tempos de pandemia: Tomo II: (Re)Ações. UMinho Editora, 2020.

PANTOJA, J; BRANDEMBERG, J. Tecnologias digitais da informação e comunicação no ensino de matemática em tempos de pandemia: desafios e possibilidades. In Boletim Cearense De Educação E História Da Matemática, 8(22), 34–54. https://doi.org/10.30938/bocehm.v8i22.4176

PAULA, S. Reflexões sobre educação infantil em tempos de pandemia do COVID -19. In Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, 7(3), 336–343. https://doi.org/10.51891/rease.v7i3.779

RAMOS, A.; M. FARIA P.; FARIA, Á. Revisão sistemática de literatura: contributo para a inovação na investigação em Ciências da Educação. Revista Diálogo Educacional, [S. l.], v. 14, n. 41, p. 17–36, 2014. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/dialogoeducacional/article/view/2269 . Acesso em: 28 mar. 2022.

SAMPAIO, R.; MANCINI, M. C. Estudos de revisão sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. In Brazilian Journal of Physical Therapy, 11(1), 83-89. https://doi.org/10.1590/S1413-35552007000100013

SANCHO, J. M. De tecnologias da informação e comunicação a recursos educativos. In: SANCHO, Juana M.; HERNÁNDEZ, Fernando. Tecnologias para transformar a educação. Porto Alegre: Artmed, 2006.

SILVA, J.; GOULART, I..; CABRAL, G. Ensino remoto na educação superior: impactos na formação inicial docente. In Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 16(2), 407–423. https://doi.org/10.21723/riaee.v16i2.14238

SILVA, Pedro H. S. et al. Educação remota na continuidade da formação médica em tempos de pandemia: viabilidade e percepções. In Revista Brasileira de Educação Médica, 45(1), e044. Epub February 15, 2021.https://doi.org/10.1590/1981-5271v45.1-20200459

SILVA, B.; ALVES, E.; PEREIRA, I. C. A. Do quadro negro ao tablet: desafios da docência na era digital. In Revista Observatório, 3(3), 2017, pp.532-560.

TALEB, N. N. A lógica do Cisne Negro: o impacto do altamente improvável. São Paulo: Objetiva, 2021.

UNESCO. Estratégias de ensino a distância em resposta ao fechamento das escolas devido à COVID-19. 2020. Disponível em https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000373305_por Acesso em 20 jan. 2022.

VERGARA, L. G. Curadorias Educativas. Rio de Janeiro. In Anais ANPAP, 1996. Disponível também em: http://www.arte.unb.br/anpap/vergara.htm. Acesso em 10 mai. 2006.

Publicado

2022-04-08

Como Citar

Weber, D. J., & Alves, E. J. . (2022). (RE)pensando a Formação Docente: o que o Ensino Remoto Emergencial Diz sobre a Formação do professor?. EaD Em Foco, 12(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v12i1.1632

Edição

Seção

Artigos Originais