A Genética de Dark: uma Experiência no Ensino de Ciências por Investigação no Ensino Remoto Emergencial.

Autores

Resumo

Manter o engajamento dos estudantes nas atividades pedagógicas de ensino remoto é um grande desafio. O Ensino de Ciências por Investigação (EnCI) pode ser um caminho para superação dessas barreiras e para aquisição de competências importantes para o cidadão do século XXI. Assim, uma Sequência de Ensino Investigativo (SEI) de Genética foi criada a partir de uma série de ficção científica, e aplicada numa turma de ensino médio de uma escola técnica. O trabalho investigou as contribuições da SEI para o engajamento e a promoção de competências, a partir de questionários de avaliação da SEI e do desenvolvimento de atividades em grupo e individuais. Os estudantes se dedicaram às atividades individuais, apresentando bom desempenho, apesar da nota se referir apenas à sua entrega, evidenciando engajamento comportamental. Através de relatos, verificamos engajamento emocional nas atividades. Os estudantes construíram trabalhos autorais em grupo, com o uso da argumentação e aplicação dos conceitos biológicos de forma contextualizada. Ademais, a estratégia mostrou potencial para promover a aprendizagem de conteúdos conceituais, atitudinais e procedimentais, se mostrando uma boa alternativa para o ensino remoto emergencial. 

Palavras-chave: Metodologias ativas. Atividades investigativas. Ensino remoto. Engajamento. Conteúdos de aprendizagem. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Tebaldi-Reis, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Doutoranda do Programa em Ensino em Biociências e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz. Professora do Departamento de Biologia e da Especialização em Educação e Divulgação Científica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ).

 

Gabriela Dias Bevilacqua, Colégio Pedro II

Doutora em Ensino de Ciências. Professora do Departamento de Biologia e Ciências e da Especialização em Ensino do Colégio Pedro II (CPII). Coordenadora Pedagógica do Espaço Ciência Viva.

 

Robson Coutinho-Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutor em Ciências. Professor do Instituto de Biofísica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Diretor Científico do Espaço Ciência Viva. Orientador permanente do Programa em Ensino em Biociências e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz.

 

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 1. ed. São Paulo: Edições 70, 2016.

BENDER, W. N. Aprendizagem Baseada em Projetos: Educação diferenciada para o Século XXI. 1. ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

CARVALHO, A. M. P. DE. Ensino de Ciências por Investigação: Condições para implementação em sala de aula. 1. ed. São Paulo: Cengage, 2013.

CARVALHO, A. M. P. DE. Fundamentos teóricos e metodológicos do ensino por investigação. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 18, n. 3, p. 765–794, 2018.

DEBOER, G. E. Historical Perspectives On Inquiry Teaching In Schools. In: Scientific Inquiry and Nature of Science. [s.l: s.n.]. p. 17–35, 2007.

FARIA, A. F.; VAZ, A. M. Engajamento de estudantes em investigação escolar sobre circuitos elétricos simples. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 21, p. 1–28, 2019.

FREDRICKS, J. A.; BLUMENFELD, P. C.; PARIS, A. H. School engagement: Potential of the concept, state of the evidence. Review of Educational Research, v. 74, n. 1, p. 59–109, 2004.

HOWLAND, J. L.; JONASSEN, D. H.; MARRA, R. M. Meaningful learning with technology. Pearson New International Edition. Pearson Higher, 2013.

KRATHWOHL, D. R. A Revision of Bloom’s Taxonomy: An Overview. Theory Into Practice, v. 41, n. 4, p. 212–218, 2002.

LO, C. K.; HEW, K. F. A critical review of flipped classroom challenges in K-12 education: possible solutions and recommendations for future research. Research and Practice in Technology Enhanced Learning, v. 12, n. 1, 2017.

LOPES, R. M.; SILVA FILHO, M. V.; ALVES, N. G. (ORG). Aprendizagem baseada em problemas : fundamentos para a aplicação no ensino médio e na formação de professores. 1. ed. Rio de Janeiro: Publiki, 2019. v. 1

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Education for life and work: Developing transferable knowledge and skills in the 21st century. Washington, DC: National Academies Press, 2013.

OCDE. Brazil - Country Note - PISA 2018 Results World Population Policies 2015, 2019. Disponível em: https://www.oecd.org/pisa/publications/PISA2018_CN_BRA.pdf

PEDASTE, M. et al. Phases of inquiry-based learning: Definitions and the inquiry cycle. Educational Research Review, v. 14, p. 47–61, 2015.

SASSERON, L. H. Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 17, n. spe, p. 49–67, 2015.

SASSERON, L. H.; CARVALHO, A. M. P. DE. Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências, v. 16, n. 1, p. 59–77, 2011.

SCARPA, D. L.; CAMPOS, N. F. Potencialidades do ensino de Biologia por Investigação. Estudos Avancados, v. 32, n. 94, p. 25–42, 2018.

SILVA, A. C. Ensino de Ciências por investigação: um levantamento em periódicos da área. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 11, n. 6, p. 306–329, 2020.

TEBALDI-REIS, L.; BEVILACQUA, G. D.; COUTINHO-SILVA, R. Ensino de Ciências por investigação: contribuições de artigos de bases de dados abertas para a práxis docente. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 3, p. 1–23, 2021.

TRIVELATO, S. L. F.; TONIDANDEL, S. M. R. Ensino por investigação: eixos organizadores para sequências de ensino de biologia. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 17, n. spe, p. 97–114, 2015.

ZABALA, A. A prática educativa - Como ensinar. 1. ed. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

ZOMPERO, A. F.; LABURU. C. E. Atividades Investigativas para aulas de Ciências: um diálogo com a teoria da Aprendizagem Significativa. 1. Ed. Curitiba: Appris, 2016.

Publicado

2021-11-10

Como Citar

Tebaldi-Reis, L. ., Bevilacqua, G. D. ., & Coutinho-Silva, R. . (2021). A Genética de Dark: uma Experiência no Ensino de Ciências por Investigação no Ensino Remoto Emergencial. EaD Em Foco, 11(2). Recuperado de https://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/1558