Professor Criativo: uma Oficina de Divulgação das Tecnologias Digitais para Auxiliar o Processo de Ensino-Aprendizagem

Autores

Resumo

O presente artigo tem como objetivo relatar a experiência da oficina Professor Criativo, oferecida na plataforma Moodle da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, para professores e licenciandos durante a pandemia de Covid-19. A oficina apresentou algumas possibilidades de construção de materiais didáticos utilizando ferramentas digitais que podem auxiliar e enriquecer o processo de ensino-aprendizagem. Esse trabalho relata também as percepções dos cursistas sobre a oficina, as contribuições que ela trouxe aos participantes e busca também compartilhar os desafios e limitações que os atuais e futuros professores vêm enfrentando no que diz respeito ao uso das tecnologias digitais. Para isso, foram coletados dados dos fóruns do Moodle, dos formulários e dos trabalhos realizados pelos cursistas, utilizando o método de análise de conteúdo. Os resultados demonstram que a maior parte dos cursistas possuem limitações para usar os recursos tecnológicos digitais.  Os participantes também destacaram a necessidade desses recursos estarem contemplados na formação inicial do professor. As motivações que os levaram a participar da oficina são as de aperfeiçoamento profissional e atuação no contexto do ensino remoto. Os cursistas tiveram suas expectativas alcançadas e acreditam que os aprendizados irão auxiliar no ensino remoto como também no presencial. Os trabalhos e as falas dos cursistas demonstram o êxito da oficina.  Por fim, evidencia-se a importância e a demanda existente por oficinas como esta para promover a formação continuada dos professores, especialmente agora, frente a esse grande desafio, durante a pandemia do Covid-19.

Palavras-chave: Oficina online. Formação continuada. Tecnologias digitais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila da Paixão Silva Veras, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro /Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

 

Mestranda em Ensino de Ciências pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Campus Nilópolis. Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Integrante do Grupo de Pesquisa em Trabalho-Educação e Educação Ambiental – GPTEEA. Mediadora de Biologia no Pré-Vestibular Social da Fundação CECIERJ. Supervisora de Ciências da Natureza no Pré-Enem da UFRRJ.

 

Sylvia Coelho Alves Sineiro, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

 

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) com período sanduíche na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP). Técnica em Meio Ambiente pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Campus Pinheiral. Bolsista do Departamento de Arte e Cultura (DAC) da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

 

Camila Eller Gomes, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

 

Graduada em Engenharia Industrial Têxtil pelo Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (2006), graduanda em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF), especialização em Gestão Administrativa e Marketing pela Escola Superior Aberta do Brasil (2011), mestre em Engenharia de Produção pela COPPE -UFRJ (2016).  Possui experiência na gestão administrativa de Programas e Projetos Institucionais de Ensino e Extensão. Atuando como chefe do Departamento de Arte e Cultura (DAC) da Pró-Reitoria de Extensão da UFRRJ.

 

Rosa Maria Marcos Mendes, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Professor Associado IV da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Doutora em Ciências (Biologia Animal - UFRRJ- 2004).Mestrado em Ciências (Biologia Animal - UFRRJ - 1996). Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Gama Filho (1983). Chefe do Departamento de Biologia Animal/ Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde/ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2013-2020). Vice Coordenadora dos Cursos de Ciências Biológicas do ICBS. Coordenadora Institucional do Programa Pré-Enem da UFRRJ (2017- atual). Coordenadora do Subprojeto de Ciências Biológicas do Programa de Residência Pedagógica/CAPES (2018-2019). Presidente da Comissão de Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Licenciatura de Ciências Biológicas. Coordenadora do projeto de extensão "O Museu de Zoologia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro como ferramenta para aproximar a população fluminense ao conhecimento biológico e ao meio acadêmico". Professora pesquisadora da área de Histologia, linha de pesquisa de células neuroendócrinas de diferentes espécies animais.

 

Referências

ABED - Associação Brasileira de Educação a Distância. Censo EAD Brasil 2014: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. Curitiba: Ibpex, 2015. Disponível em: http://www.abed.org.br/censoead2014/CensoEAD2014_portugues.pdf. Acesso em: 17 out. 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BASTOS, G. D. et al O moodle como mediador no processo de formação pedagógica: uma pesquisa-ação sobre a experiência de futuros professores em estágio extracurricular. Renote, Porto Alegre. v. 10, n. 1, jul. 2012. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/30854/19210. Acesso em: 20 ago. 2020.

BEHAR, P. A. O ensino remoto emergencial e a educação a distância. Jornal da Universidade. Porto Alegre, jul, 2020. https://www.ufrgs.br/coronavirus/base/artigo-o-ensino-remoto-emergencial-e-a-educacao-a-distancia/. Acesso em: 14 set. 2020.

DIAS, E; PINTO, F. C. F.. A educação e a covid-19. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 28, n. 108, p. 545-554, set. 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40362020000300545&lng=en&nrm=iso. Acesso em 17 set. 2020.

DIONÍZIO, T. P. et al. O uso de tecnologias da informação e comunicação como ferramenta educacional aliada ao ensino de química. EaD em Foco, v. 9, n. 1, dez. 2019. Disponível em: https://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/809/502. Acesso em: 20 ago. 2020.

FRIZON, V. et al. formação de professores e as tecnologias digitais. In: XII Congresso Nacional de Educação, 2015, Paraná. Paraná: PUCPR, 2015. p. 10.191-10.205. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/22806_11114.pdf. Acesso em: 21 ago. 2020.

KENSKI, V. M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. 2 ed. Campinas: Papirus, 2007.

OLIVEIRA, E. da S. G. de et al. Formação docente para o uso das tecnologias digitais: novos saberes do professor. Revista do Seminário Mídias & Educação, v. 1, n. 1, 2015. Disponível em: http://cp2.g12.br/ojs/index.php/midiaseeducacao/article/view/505/435. Acesso em: 21 ago. 2020.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 2012.

ROMANOWSKI, J. P. Professores principiantes no Brasil: questões atuais. In: III Congresso Internacional sobre Profesorado Principiante e Inserción Profesional a La Docencia, 2012, Santiago do Chile.

UNESCO. A Comissão Futuros da Educação da Unesco apela ao planejamento antecipado contra o aumento das desigualdades após a COVID-19. Paris: Unesco, 16 abr. 2020. Disponível em: https://pt.unesco.org/news/comissao–futuros–da–educacao–da–unesco–apela–ao–planejamento–antecipado–o–aumento–das. Acesso em: 14 set. 2020.

Publicado

2021-04-08

Como Citar

Veras, P. da P. S., Sineiro, S. C. A., Gomes, C. E. ., & Mendes, R. M. M. . (2021). Professor Criativo: uma Oficina de Divulgação das Tecnologias Digitais para Auxiliar o Processo de Ensino-Aprendizagem. EaD Em Foco, 11(2). Recuperado de https://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/1308