Construção do Conhecimento na Modalidade de Educação a Distância: Descortinando as Potencialidades da EaD no Brasil

Palavras-chave: Ensino a Distância, Tecnologias Educacionais, Educação a Distância no Brasil.

Resumo

Este trabalho versa sobre as potencialidades da modalidade de Educação a Distância (EaD) no processo de construção do conhecimento. Para alcançar tal propósito, serão apresentados achados e reflexões na literatura sobre o processo de ensino e aprendizagem com o uso de múltiplos recursos tecnológicos, principalmente no ensino viabilizado com recursos de EaD. Assim, objetivou-se, nesta pesquisa, refletir sobre as potencialidades da modalidade de Educação a Distância como ferramenta estratégica de construção do conhecimento no Brasil. Trata-se de uma revisão integrativa, delineada em quatro etapas - identificação do problema, busca na literatura, avaliação e análise das informações –, realizada a partir de busca nas bases de dados Scientific Electronic Library Onlin e Google Scholar, utilizando-se as palavras-chave: ‘Ensino a Distância’, ‘Tecnologias Educacionais’ e ‘Educação a Distância no Brasil’. A busca deu-se em dezembro de 2019. Os resultados apontam que a EaD, como estratégia de ensino, favorece o acesso ao conhecimento para um maior número de indivíduos, que veem essa ferramenta como alternativa e oportunidade de agregar conhecimento. De modo geral, acredita-se que essa modalidade de educação vem aumentando sua colaboração no processo de democratização do ensino e na aquisição dos mais variados saberes e conhecimentos para aqueles que se encontram distantes das instituições de ensino presencial e/ou que não podem estudar em horários pré-definidos.

Biografia do Autor

Francisco Ariclene Oliveira, Universidade Federal do Ceará (UFC).
Enfermeiro. Mestrando em Saúde Pública no Departamento de Saúde Comunitária pela Universidade Federal do Ceará (DSC/UFC). Bolsista de pesquisa pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Ana Maria Sampaio dos Santos, Faculdade M-Educar (FAMED).
Pedagoga. Especialista em Educação a Distância - EAD. Docente do Curso de Pedagogia da Faculdade M-Educar (FAMED).

Referências

ARETIO, L. G. (1997). La enseñanza abierta a distancia como respuesta eficaz para la formación laboral. Materiales para la Educación de Adultos, Madrid, n. 8-9, p. 15-20, 1997.

BATISTA, W. B. Educação a distância e o refinamento da exclusão social. Revista Conect@ on-line de Educação à Distância, v. 4, s/p, 2002. Disponível em: <http://www.saladeaulainterativa.pro.br/texto_0022.htm>. Acesso em: 10 fev. 2019.

BELLONI, M. L. Educação a Distância. 5. ed. Campinas: Autores Associados, 2009.

BELLONI, M. L. Educação a Distância. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

BRASIL. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Diário Oficial União, 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24>. Acesso em: 25 jan. 2019.

CARLINI, A. L.; TARCIA, R. M. L. Contribuições didáticas para o uso das tecnologias de educação a distância no ensino presencial. IN: CARLINI, A. L. e TARCIA, R. M. L. 20% a distância e agora?: orientações práticas para o uso da tecnologia de educação a distância no ensino presencial. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2010.

DEMO, P. Pesquisa e construção de conhecimento: metodologia científica no caminho de Habermas. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1994.

FREIRE, P. Educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

GOUVÊA, G.; OLIVEIRA, C. I. Educação a Distância na Formação de Professores: Viabilidades, potencialidades e limites. Rio de Janeiro: Vieira & Lent, 2006.

HACK, J. R. Introdução à educação a distância. Florianópolis: UFSC, 2011.

HACK, J. R.; NEGRI, F. Escola e tecnologia: a capacitação docente como referencial para a mudança. Ciênc. cogn., Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 89-99, abr. 2010. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-58212010000100009&lng=pt&nrm=iso>. Acesso: 05 jan. 2019.

MENDES, V. A expansão do ensino a distância no Brasil: democratização do acesso? In: 25º Simpósio Brasileiro e 2º Congresso Ibero-Americano de Política e Administração da Educação. São Paulo: ANPAE, 2011. Disponível em: <http://www.anpae.org.br/simposio2011/cdrom2011/PDFs/trabalhosCompletos/comunicacoesRelatos/0526.pdf> Acesso em: 21 jan. 2019.

MORAN, J. M. O que é educação a distância. 2013. Disponível em: <http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/dist.pdf>. Acesso em: 4 jan. 2019.

MOORE, M.; KEARSLEY, G. Educação a Distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson, 2007.

NISKIER, A. Educação à distância a tecnologia da esperança: políticas e estratégias para a implantação de um sistema nacional de educação aberta e à distância. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

KARPINSKI, J. A.; DEL MOURO, N. F.; CASTRO, M.; LARA, L. F. Fatores críticos para o sucesso de um curso em EAD: a percepção dos acadêmicos. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 22, n. 2, p. 440-457, jul. 2017.

PETERS, O. Didática do ensino a distância. São Leopoldo: UNISINOS, 2001.

RUMBLE, G. A tecnologia da educação a distância em cenários do terceiro mundo. In: PRETI, O. (Org.). Educação a distância: construindo significados. Cuiabá: NEAD/IE: UFMT; Brasília: Plano, 2000.

SCHETTINO-SOUZA, M. Educação superior a distância: experiências e contribuições. Belo Horizonte: UFOP, 2005. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ea000234.pdf>. Acesso em: 12 jan. 2019.

SILVA, M. EAD on-line, cibercultura e interatividade. In: ALVES, L.; NOVA, C. (Org.). Educação a distância: uma nova concepção de aprendizado e interatividade. São Paulo: Futura, 2003.

TAYLOR, J. Fifth generation distance education. In: 20th ICDE WORLD CONFERENCE ON OPEN LEARNING AND DISTANCE EDUCATION, 2001. Disponível em: <http://www.fernunihagen.de/ICDE/D001/final/keynote_speeches/wednesday/taylor_keynote.pdf>. Acesso em: 13 fez. 2019.

TORI, R. Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de distâncias em ensino e aprendizagem. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2010.

VALENTE, C.; MATTAR, J. Second Life e Web 2.0 na Educação: o potencial revolucionário das novas tecnologias. São Paulo: Novatec, 2007.

VILAÇA, M. L. C. Educação a Distância e Tecnologias: conceitos, termos e um pouco de história. Revista Magistro. v. 1, n.2, p. 89-101, 2010.

VYGOTSKY, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ácone, 1988.

WHITTEMORE, R.; KNAFL, K. The integrative review: update methodology. Journal of Advanced Nursing, v. 52, n. 5, p. 546-553, 2005.

Publicado
2020-01-31
Como Citar
Oliveira, F. A., & Santos, A. M. S. dos. (2020). Construção do Conhecimento na Modalidade de Educação a Distância: Descortinando as Potencialidades da EaD no Brasil. EaD Em Foco, 10(1), 26. Recuperado de https://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/799
Seção
Artigos Originais