Os Desafios da Análise Matemática em um Curso de Licenciatura a Distância

Autores

  • Marcelo Ferreira de Melo Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.734

Resumo

Este trabalho teve por objetivo investigar o que acontece em uma disciplina de Análise Matemática num curso de licenciatura ofertada a distância. Para isso, buscamos compreender como a disciplina Introdução à Análise do curso de licenciatura em Matemática a distância de uma universidade federal cearense tem sido proposta pela instituição, como ela é ministrada pelo professor responsável e como ela é vivenciada pelos alunos. Essa pesquisa é de cunho qualitativo e se constituiu na análise de dados de documentos oficiais da universidade, de entrevistas com o professor responsável pela disciplina e das atividades virtuais e presenciais realizadas por alunos do curso. Concluímos que, embora ensinar e aprender Análise Matemática a distância seja algo muito mais desafiador do que na modalidade presencial, o que pode fazer a diferença no rendimento dos estudantes, além de interagir nos fóruns e entregar os portfólios dentro do prazo, é a participação efetiva nas aulas ministradas por meio de webconferência. Em tempos de crise financeira, em que os encontros presenciais estão cada vez mais escassos, a utilização de webconferências tem se mostrado uma estratégia eficaz no ensino e aprendizagem de Análise Matemática.

Palavras-chave: Ensino de matemática. Licenciatura em Matemática. Análise matemática. Webconferência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, S. C. Análise Matemática: princípios e aplicações na economia. Fortaleza: UFC/CAEN, 2003.

ÁVILA, G. S. S. An álise Matemática para Licenciatura. São Paulo: Edgard Blücher, 2001.

BARRETO, E. S. S. Políticas de formação docente para a educação básica no Brasil: embates contemporâneos. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 20, n. 62, p. 679-701, jul./set. 2015.

BRASIL. Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância. Resolução CNE/CES nº 1/16. Diário Oficial da União, Brasília, 14 de março de 2016, Seção 1, p. 23-24.

FIGUEIREDO, D. G. Análise I. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC: Livros Técnicos e Científicos, 1996.

GATTI, B. A. A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, São Paulo, n. 100, p. 33-46, dez./jan./fev. 2013-2014.

GATTI, B. A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1.355-1.379, out./dez. 2010.

LIMA, E. L. Curso de Análise, vol. 1. 12. ed. Rio de Janeiro: Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, 2006.

MATTOS, L.; SANTOS, S. Os desafios do estágio supervisionado em um curso de licenciatura a distância. Revista EaD em Foco, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, mar. 2018.

NEVES, M. O. A importância da investigação qualitativa no processo de formação continuada de professores: subsídios ao exercício da docência. Revista Fundamentos, Piauí, v. 2, n. 1, 2015.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. Projeto Político-Pedagógico do Curso de Licenciatura em Matemática Semipresencial. Fortaleza, 2011.

Publicado

2019-04-03

Como Citar

Melo, M. F. de. (2019). Os Desafios da Análise Matemática em um Curso de Licenciatura a Distância. EaD Em Foco, 9(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.734

Edição

Seção

Artigos Originais