EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO MODALIDADE INCLUSIVA: E-SIPRIS

Autores

  • Julia Cristina Granetto UNIOESTE
  • Beatriz Helena Dal Molin UNIOESTE
  • Francieli Ludovico UNIOESTE

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v5i2.220

Resumo

O presente artigo versa sobre o projeto piloto nomeado e-Sipris, realizado entre a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e parcerias. O objetivo do projeto é proporcionar aos apenados de três unidades prisionais, sendo elas: Penitenciária Industrial de Cascavel: PR (PIC), Penitenciária Estadual de Cascavel: PR (PEC) e Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Catanduvas: PR, cursos de formação técnica, para que, após o cumprimento de suas penas, estejam capacitados a exercerem uma profissão e (re)integrarem-se na sociedade como cidadãos que agem dentro dos princípios sociais. Essa é uma maneira de garantir a inclusão àqueles que não tiveram acesso à educação. Acredita-se que a formação a distância supera as fronteiras geográficas, sociais e temporais desse processo de ensino-aprendizagem. Este artigo está teoricamente embasado em autores que se dedicam à educação a distância, mais especialmente em Deleuze e o conceito de rizoma, por entender-se que a modalidade educacional em questão tem características hipertextuais, considerando suas especificidades de maneira ampla e vertical.


Palavras-chave: Educação a Distância; Sistema prisional; Inclusão.

 

Distance Education as Inclusive Mode: e-Sipris


Abstract
This paper discusses the pilot project named e-Sipris, conducted by Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) and partnerships. The project goal is to provide to the prisoners of three prison units, namely: Penitenciária Industrial de Cascavel: PR (PIC), Penitenciária Estadual de Cascavel: PR (PEC), e Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Catanduvas: PR, technical training courses, so that, after their sentences, they will be able to have a profession and be (re) integrate into the society as citizens who acts accord to the social principles. This is a way to guarantee inclusion of those who had no access to education. It is believed that the distance learning overcomes the geographical, social, and temporal frontiers of the teaching-learning process. This article is theoretically based on authors engaged in distance education, and more especially in Deleuze's concept of rhizome, because it is understood that the educational modality in question has hypertext features considering its specificities in a wide and vertical way.

Keywords: Distance Education; Prison system; Inclusion.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Belloni, M. L. (1999). Educação a distância. Campinas: Autores Associados.

Catapan, A. H. (2001). Tertium: o novo modo do ser, do saber e do apreender: Construindo uma Taxionomia para Mediação Pedagógica em Tecnologia de Comunicação Digital. Tese de Doutorado. Universidade Federal de Santa Catarina.

Dal Molin, B. H. (2003). Do Tear à Tela: uma tessitura de linguagens e sentidos para o processo de aprendência. Tese Doutorado. Universidade Federal de Santa Catarina.

Dal Molin, B. H., & Ludovico, M. F. (2013). A educação a distância como signo de liberdade: uma proposta para o sistema prisional. In Anais da 16ª Jornada de Estudos Linguísticos e Literários. Marechal Cândido Rondon, UNIOESTE.

Deleuze, G., & Guattari, F. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, v.1, 2000.

Gómez, M. V. (2009). A transversalidade como abertura máxima para a didática e a formação contemporâneas. Revista Iberoamericana de Educación, 48(3).

Hack, J. R. (2011). Introdução à educação a distância. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC.

Julião, E. F. (2009). A ressocialização através do estudo e do trabalho no sistema penitenciário brasileiro. Rio de Janeiro.

Lévy, P. (1999). Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

Roncarelli, D. (2007). Pelas asas de Ácaro: o reomodo do fazer pedagógico. Construindo uma taxionomia para escolha de ambiente virtual de ensino-aprendizagem: AVEA. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina.

Publicado

2015-01-13

Como Citar

Granetto, J. C., Dal Molin, B. H., & Ludovico, F. (2015). EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO MODALIDADE INCLUSIVA: E-SIPRIS. EaD Em Foco, 5(2). https://doi.org/10.18264/eadf.v5i2.220

Edição

Seção

Estudos de Caso

Most read articles by the same author(s)