Ensino à Distância no Contexto Universitário Brasileiro: uma Revisão de Escopo Baseada em Indicadores de Barreiras e Oportunidades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v12i2.1794

Resumo

No cenário de uma pandemia sem precedentes, como reflexos da necessidade de distanciamento social, as discussões sobre o ensino à distância constituem-se em uma temática emergente no Brasil. Um dos subtemas nesta linha investigativa aborda os aspectos qualitativos desta modalidade de ensino. Como resultado destes estudos, evidenciam-se mudanças abruptas, principalmente nas práticas pedagógicas — perdas que revelam imparidades na captação do conhecimento. Dentro destas reflexões, este estudo mapeia as principais lacunas do uso da modalidade de ensino EaD nas universidades brasileiras. Os processos metodológicos compreendem uma revisão de escopo constituída em 90 artigos científicos e análises de palavras-chave por meio do software IRAMUTEQ. Os resultados sugerem que as dificuldades de adaptação a este cenário são agravadas por desafios pertinentes à conjuntura tecnológica, seja nas discussões sobre acessibilidade ou sobre investimentos na formação complementar dos docentes. Estas lacunas propõem que tal modalidade não se sustenta como meio educativo no país. Todavia, algumas oportunidades são reveladas ao longo do texto.

 

Palavras-chave: Ensino EAD. Educação e Covid-19. Modalidade à distância. Distanciamento social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rina Ricci-Cagnacci, Universidade de São Paulo

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Turismo da Escola de Artes Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo - EACH/USP 

Referências

BARBOSA, M. A. C.; PINTO; C. L. T.; CASSUNDÉ, F. de S. R. A. A Influência das Condições Institucionais de Universidades Públicas para o Desenvolvimento de Competências Eletrônicas dos Professores no Ensino Superior, EaD Em Foco, vol. 10, nº 1, 2020.

CARIBÉ, R. C. V.; BRITTO, M. Prolegômenos do projeto pedagógico de curso: estudo da literatura. Revista Brasileira da Educação em Ciência da Informação - REBECIN, vol. 2, nº 2, p.37-65, 2015.

ELIOT, C. W., Educational Reform: Essays and Addresses (New York, 1885), p.125-48, 1885.

GALASSO, B. J. B.; MATUDA, F. G. A Mediação Pedagógica a Distância como Processo de Formação Docente: o Caso da UNIVESP. EaD Em Foco, vol. 11, nº1, 2021.

IMPERATORE, S. L. B. Aprendizados em Projetos de Extensão Universitária sob a Perspectiva de Acadêmicos de Cursos EAD, EaD Em Foco, vol. 10, nº1, 2020.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Ensino a distância se confirma como tendência. Ministério da Educação, 23 de out. de 2020. Disponível em: (https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/censo-da-educacao-superior/ensino-a-distancia-se-confirma-como-tendencia).

LEITE, S; A. da S. ; KAGER, S. Efeitos aversivos das práticas de avaliação da aprendizagem escolar. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação [online], v. 17, n. 62

LIMA; J. G.; CASTRO, C. C. de. Fatores Críticos de Sucesso na Evasão de Alunos do Ensino Superior a Distância, EaD Em Foco, vol. 11, nº1, 2021.

MILL. D. Mudanças de mentalidade sobre educação e tecnologia. In: MILL, D. Escritos sobre educação e tecnologias emergentes: desafios e possibilidades para ensinar e aprender na contemporaneidade. São Paulo: Paulus, pg. 11-38, 2011.

MORAN, J. M. Educação híbrida: um conceito-chave para a educação hoje. In: BACIC, L.TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (Org.). Ensino híbrido: personalização da tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

OLIVEN, A. C. Histórico da Educação Superior no Brasil. In: SOARES, Maria S. A. (org.). A Educação Superior no Brasil. Brasília: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), 2002.

PEREIRA, L. Dahmer; SOUZA, Andréa Cristina Viana de. Mercantilização do ensino superior brasileiro e o uso do EaD como estratégia expansionista. Colóquio Internacional Marx e Marxismo - SEPLA, 1., 2017.

PAGE; et. at. The PRISMA 2020 statement: an updated guideline for reporting systematic reviews, Research Methods & Reporting, vol. 372, nº 71, 2021.

RAMOS, D.; GOMES, P. C. Educação a Distância não é Ensino Remoto: Identificando Ações da Secretaria Estadual de Educação do Paraná em 2020, EaD Em Foco, vol.11, nº2, 2020.

SCHELESKY, P. S.; PEREIRA, A. L.; GROSSI, L. Pensando sobre o Uso das Tecnologias na Formação de Professores no Contexto EaD. EaD Em Foco, vol. 10, nº 2, 2020.

SANCHOTENE, I. J. et al. Competências Digitais Docentes e o Processo de Ensino Remoto Durante a Pandemia da Covid-19. EaD Em Foco, vol. 10, nº 3, 2021.

TRICCO, A. C. et al. PRISMA extension for scoping reviews (PRISMA-ScR): checklist and explanation. Annals of Internal Medicine, vol. 169, nº 7, p.p. 467-73, 2018. Doi: https://doi.org/10.7326/M18-0850.

VIEIRA, K. M. et al. Escala de Determinantes da Evasão no Ensino a Distância (EDED): Proposição e Validação, EaD Em Foco, vol. 10, nº2, 2020.

PORTELLA, F. F. et al. Associação entre o Perfil do Estudante e o Desempenho Acadêmico em um Curso de Especialização em Atenção Primária à Saúde EaD, EaD Em Foco, vol. 11, nº1, 2021.

SOUZA, A. M. L. Avaliação da aprendizagem no ensino superior: aspectos históricos. Revista Exitus, vol. 2, nº1, 2012.

VALENTE, J. A. Blended learning e as mudanças no ensino superior: as propostas da sala de aula invertida. Educar em Revista, [S.I.], n. 4, p.19-97, 2014.

Publicado

2022-06-01

Como Citar

Oliveira, J. L. S., & Ricci-Cagnacci, R. . (2022). Ensino à Distância no Contexto Universitário Brasileiro: uma Revisão de Escopo Baseada em Indicadores de Barreiras e Oportunidades : . EaD Em Foco, 12(2). https://doi.org/10.18264/eadf.v12i2.1794

Edição

Seção

Artigos Originais