Ensino Remoto Emergencial: Pesquisa sobre a Percepção Inicial dos Estudantes de Ensino Superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v12i1.1650

Resumo

Este artigo trata de uma pesquisa realizada com estudantes do ensino superior, no contexto da pandemia da Covid19, precisamente no momento de transição do ensino presencial para o ensino remoto. A partir das demandas levadas pelos estudantes aos setores que prestam serviço de apoio pedagógico, foi construído um instrumento de pesquisa que objetivou captar a percepção dos estudantes sobre o ensino remoto. O instrumento, estruturado com perguntas fechadas e abertas, e disponibilizado aos estudantes por meio do sistema acadêmico da instituição, em maio de 2020, abordou questões relativas à organização das disciplinas ou unidades curriculares, às condições para o estudo remoto e à adoção de estratégias de estudo e aprendizagem compatíveis com o cenário. Os dados quantitativos foram tratados por análise multivariada de cluster, e os dados qualitativos foram categorizados por análise de conteúdo. Os resultados indicaram que a pesquisa relativa à percepção dos estudantes da instituição a respeito dos primeiros momentos das atividades remotas orientou decisões colegiadas sobre o ensino e o apoio aos estudantes, de modo a permitir que dificuldades surgidas no cenário de transição fossem sanadas institucionalmente. Contudo, os resultados sugerem que ainda é necessário investimento institucional na formação pedagógica, oferecida tanto a docentes quanto a discentes, no sentido de se fortalecer a aprendizagem de habilidades autorregulatórias que se reflitam no processo de ensino e de aprendizagem no ensino superior.  


Palavras-chave: Ensino remoto emergencial. Ensino superior. Autorregulação da aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANASTASIOU, L. G. C.; ALVES, L. P. (Org.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: UNIVILLE, 2003.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BELONI, M. L. Educação a distância. Campinas: Autores Associados, 2015.

CASTAMAN, A. S.; HANNECKER, L. A. Currículo Integrado: pensando o ensino integrado nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia no Brasil. Educitec - Revista de Estudos e Pesquisas sobre Ensino Tecnológico, Manaus, Brasil, v. 3, n. 05, 2017. DOI: 10.31417/educitec.v3i05.245. Disponível em: http://200.129.168.14:9000/educitec/index.php/educitec/article/view/245. Acesso em: 11 jan. 2022.

CASTAMAN, A. S.; RODRIGUES, R. A. Educação a distância na crise do COVID - 19: um relato de experiência. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento , [S. l.] , v. 9, n. 6, pág. e180963699, 2020. DOI: 10.33448/rsd-v9i6.3699. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/3699. Acesso em: 11 jan. 2022.

CASTRO, E. A.; QUEIROZ, E. R. Educação à distância e ensino remoto: distinções necessárias. Revista Nova Paideia - Revista Interdisciplinar em Educação e Pesquisa, [S. l.], v. 2, n. 3, p. 3 - 17, 2020. DOI: 10.36732/riep.v2i3.59. Disponível em: http://ojs.novapaideia.org/index.php/RIEP/article/view/40. Acesso em: 11 jan. 2022.

FREITAS-SALGADO, F. A. et al. Autorregulação da aprendizagem: Intervenção com alunos ingressantes do ensino superior. Campinas: Unicamp, 2013. Tese de Doutorado.

HAIR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. 6a ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

MILL, D.; SILVA, C. P. R. Aprendizagem da Docência para Educação a Distância: uma breve revisão da literatura sobre docência virtual. Em Rede, Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, v.5. n.3. 2018. Disponível em: https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/377. Acessado em 03 jan. 2022

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

ROSÁRIO, P.; NÚÑEZ, J. C.; GONZÁLEZ-PIENDA, J. Cartas do Gervásio ao seu Umbigo: comprometer-se com o estudar na educação superior. Versão adaptada para a edição brasileira por Soely Polydoro e Fernanda Andrade de Freitas. São Paulo: Almedina, 2012.

UNIFAL-MG. Relatório de Gestão da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis – UNIFAL-MG – 2020. Disponível em https://www.unifal-mg.edu.br/prace/wp-content/uploads/sites/135/2021/03/Relatorio-de-Gestao2020.pdf

XAVIER, A. R. C. et al. (Org.). Ensino Remoto Emergencial na UNIFAL-MG: relatório consolidado. Alfenas – MG; Poços de Caldas – MG: Editora Universidade Federal de Alfenas, 2021.

XAVIER, A. R. C. Orientações pedagógicas para o planejamento do ensino mediado por tecnologias. Poços de Caldas/Alfenas: UNIFAL-MG, Programa de Desenvolvimento Profissional Docente – PRODOC, 2020.

XAVIER, A. R. C. et al. (Org.). Avaliação no ERE. Alfenas – MG; Poços de Caldas – MG: UNIFAL-MG, 2020.

ZIMMERMAN, B. J. Developing self-fulfilling cycles of academic regulation: an analysis of exemplary instructional models. In: SCHUNK, D. H.; ZIMMERMAN, B.J (Eds.). Self-Regulated learning: from teaching to self-reflective practice. Hillsdale, NJ: Lawrence Erbaum Associates, INC., 1998.

ZIMMERMAN, B. J. Becoming a self-regulated learner: An overview.

Theory into pratice, vol 41, (2), 64-70, 2002.

Publicado

2022-03-16

Como Citar

Toti, M. C. S. ., Xavier, A. R. C., & Bissoli, M. C. . (2022). Ensino Remoto Emergencial: Pesquisa sobre a Percepção Inicial dos Estudantes de Ensino Superior. EaD Em Foco, 12(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v12i1.1650

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)