Desafios da In(ex)clusão no Espaço da Educação Superior à Distância no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i2.1121

Resumo

O presente artigo se propõe a discutir o tema inclusão no ensino superior brasileiro, em especial, sob o contexto da educação à distância (EAD). Considerando a função social das instituições de ensino superior (IES), identificou-se como se deu o tratamento dos alunos com deficiência em nível de graduação no Brasil, adentrando ao campo da acessibilidade nos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) utilizados em cursos superiores na modalidade à distância. O estudo apontou que a inclusão no espaço acadêmico de nível superior é um desafio, agravado quando submetido ao contexto da formação à distância. A legislação tímida acerca da inclusão e as ações, sobretudo tecnológicas, voltadas à provisão de acessibilidade no ensino superior à distância ainda estão longe da garantia do direito à educação para todos.

Palavras chave: Inclusão. Alunos com deficiência. Educação à distância. Educação superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Decreto nº3.298, de 20 de dezembro de 1999. Brasília: DF, 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/D3298.htm. Acesso em: 21 dez. 2019.

BRASIL. Decreto 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o artigo 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 25 maio 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24. Acesso em: 03 dez. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 4.059, de 10 de dezembro de 2004. Brasília, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/nova/acs_portaria4059. pdf. Acesso em: 05 mai. 2020

BRASIL, (2015) Ministério da Educação. Lei Brasileira de Inclusão – Estatuto da pessoa com deficiência, nº 13.146 de 06 de julho de 2015. Brasília: MEC, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 01 Mai. 2020.

BURCI, T. V. L. (2016). O processo da inclusão de pessoas com deficiência visual na educação superior a distância no Brasil (Dissertação de Mestrado). Universidade Estadual de Maringá, Maringá.

CARLINI, A. L; RAMOS, M. P. A avaliação do Curso. In: LITTO, Fredric Michael; FORMIGA, Marcos. Educação a distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

CHAUÍ, M. Escritos sobre a universidade. São Paulo: UNESP, 2001.

DEMO, P. Universidade e Pesquisa: agonia de um antimodelo. Revista Motrivência, ano V, nº 5. Ijuí (RS): UNIJUÍ, 1993.

FERREIRA, S. L. Ingresso, permanência e competência: uma realidade possível para universitários com necessidades educacionais especiais. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília v.13, n.1, p. 43-60, 2007.

GATTI, B. A. Implicações e perspectivas da pesquisa educacional no Brasil contemporâneo. Cadernos de Pesquisa, n. 113, p. 65-81, 2001.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (2013). Resumo Técnico Censo da Educação Superior Ministério da Educação. Brasília, DF: Inep.

MATISKEI, A. C. R. M. Políticas públicas de inclusão educacional: desafios e perspectivas. In: Educar em revista, Curitiba, n.23, p. 185-202, 2004.

MAZZONI, A. A., TORRES, E. F., ANDRADE, J. M. B. Admissão e permanência de estudantes com necessidades educativas especiais no ensino superior. Acta Scientiarum, Maringá, v. 23, n. 1, 2001.

MOREIRA, L. C. In(ex)clusão na universidade: o aluno com necessidades educacionais especiais em questão. Revista Educação Especial, Santa Maria, n. 25, p 37-48, 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/4902. Acesso em: 28 de Abr. 2020.

_______________. Universidade e alunos com necessidades educacionais especiais: das ações institucionais às práticas pedagógicas. São Paulo: USP, 2004. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 2004.

OLIVEN, A. C. Origem, características e desenvolvimento do sistema de ensino superior no Brasil. In: MOROSONI M.; LEITE, D. Universidade e integração no Cone Sul. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1992.

PACHECO, R.V.; COSTAS, F.A.T. O processo de inclusão de acadêmicos com necessidades educacionais especiais na Universidade Federal de Santa Maria. Revista Educação Especial. Santa Maria, n. 27, 2006, p. 151-170.

PRETI, O. Educação a distância: uma prática educativa mediadora e mediatizada. Cuiabá: NEAD/ IE –UFMT, 1996.

PRETI, O. Autonomia do aprendiz na educação a distância. In: PRETI, O. (org). Educação a Distância: construindo significados. Cuiabá: NEAD/ IE- UFMT. Brasília: Plano, 2000.

________. Fundamentos e políticas em Educação a Distância. Curitiba: Ibpex, 2002.

ROSSETO, E. Políticas de inclusão no ensino superior no Brasil. Revista Temas & Matizes, Paraná, n. 13, 2008. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/temasematizes/article/view/2486/1897. Acesso em 28 Abr. 2020.

SASSAKI, R. K.. Inclusão: acessibilidade no lazer, trabalho e educação. Revista Nacional de Reabilitação (Reação), São Paulo, Ano XII, mar./abr. 2009, p. 10-16.

SIQUEIRA, I. M; SANTANA, C. S. Propostas de acessibilidade para a inclusão de pessoas com deficiências no ensino superior. Revista Brasileira de Educação Especial. Marília. n. 1, 2010, p. 127 – 136. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbee/v16n1/10.pdf. Acesso em: 28 Abr. 2020.

SOUZA, Suellen Silva dos Santos de; ARAGON, Glauca Torres. Estilos de Aprendizagem e Ensino a Distância na Perspectiva da Inclusão. Revista EaD em Foco , [S.l.], v. 8, n. 1, jun. 2018. ISSN 2177-8310. doi:https://doi.org/10.18264/eadf.v8i1.668.

Publicado

2020-11-17

Como Citar

Di Gesú, V. S. ., & Gimenez, R. . (2020). Desafios da In(ex)clusão no Espaço da Educação Superior à Distância no Brasil. EaD Em Foco, 10(2). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i2.1121

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)