Educação Física Escolar a Distância: Análise de Propostas para o Ensino Remoto.

Autores

Resumo

O ensino da Educação Física escolar na modalidade a distância obteve notoriedade com o cenário de isolamento social causado pela pandemia de COVID-19 no ano de 2020. A partir disso, este texto possui como objetivo analisar propostas de atividades para as aulas virtuais de Educação Física Escolar, destacando as possibilidades pedagógicas de atuação docente. Para tal, toma como ponto de partida um webinário realizado com quatro professores de Educação Física convidados por apresentarem representatividade nas plataformas digitais. Da análise emergiram quatro categorias, a saber: sequência didática; dimensão dos conteúdos; possibilidade de interação e avaliação. Por fim, de modo a oferecer subsídios reflexivos e práticos sobre o tema, sintetizamos algumas das possibilidades de atuação do professor de Educação Física na modalidade EaD para a Educação Básica.

Palavras-chave: Educação física escolar. Educação a distância. Escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Gabriel de Mello, Escola SESC de Ensino Médio

Licenciado e Bacharel em Educação Física pela Universidade Gama Filho. Mestre em Ciências do Exercício e do Esporte pela UERJ. Professor da Escola SESC de Ensino Médio. Membro do grupo de
Estudos em Escola, Esporte e Cultura – GPEEsC/UERJ.

Renato Cavalcanti Novaes, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Doutorando em Ciências do Exercício e do Esporte na UERJ, pós
graduado em Treinamento Esportivo (UFRJ) e Licenciado Pleno em
Educação Física (UFRJ). Docente da Marinha do Brasil, onde atua no
Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA) e no Centro de
Educação Física Adalberto Nunes (CEFAN). Membro do grupo de
Estudos em Escola, Esporte e Cultura – GPEEsC/UERJ.

Silvio de Cassio Costa Telles, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Doutor em Educação Física e Cultura pela Universidade Gama Filho, pós
graduado em Docência Superior, Treinamento Esportivo e Administração
Escolar. Professor da UFRJ e da UERJ, na qual atua no Programa de Pós-
Graduação em Ciências do Exercício e do Esporte. Coordenador do grupo
de Estudos em Escola, Esporte e Cultura – GPEEsC.

Referências

BARBOSA, C. L. Educação Física e didática. Petrópolis: Editora Vozes, 2010.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BAUMAN, Z. Legisladores e intérpretes: sobre la modernidad, la postmodernidad y los intelectuales. Buenos Aires: Universidad Nacional de Quilmes, 1997.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Brasília: MEC / SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Secretaria da Educação Básica, 2017.

BETTI, M.; GOMES-DA-SILVA, P. N. Corporeidade, jogo, linguagem: a Educação Física nos anos iniciais do Ensino Fundamental. São Paulo: Cortez, 2018.

BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. 3. ed. Porto alegre, RS: Magister, 2005.

BRACHT, V. A Educação Física no Brasil: o que vem sendo e o que pode ser. Unijuí: Editora Unijuí, 2019.

COLL, C. et al. Os conteúdos na reforma. Porto Alegre: Artmed, 2000.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. (Coord.). Educação Física na escola. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

DIAS, R. A. Educação a distância: da legislação ao pedagógico. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2019.

GIDDENS, A. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2002.

HALL, S. A identidade cultura na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

IBGE (2018). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

INSTITUTO PENÍNSULA (2020). Em quarentena: 83% dos professores ainda se sentem despreparados para ensino virtual. Disponível em https://www.institutopeninsula.org.br/em-quarentena-83-dos-professores-ainda-se-sentem-despreparados-para-ensino-virtual. Acesso em: 19 de maio de 2020.

LUCKESI, C. Avaliação de aprendizagem: componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2015.

MORAN, J. Metodologias ativas e modelos híbridos na educação. In: YAEGASHI, S. et. al (Orgs). Novas Tecnologias Digitais: Reflexões sobre mediação, aprendizagem e desenvolvimento. Curitiba: CRV, 2017.

MORAN, J. O que é educação a distância. Site pessoal do autor, São Paulo, artigo atualizado em 2003. Disponível em: http:// http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/dist.pdf. Acesso em: 19 de maio de 2020.

NOVAES, R.; FERREIRA, M. S.; MELLO, J. G. As dimensões da avaliação na Educação Física escolar: uma análise da produção de conhecimento. Revista Motrivivência, Florianópolis, v. 26, n. 42, p. 140-160, 2014.

SILVA, R. N.; RUFATO, J. A. Educação Física no ensino a distância: uma revisão. Caderno Intersaberes, v. 9, n. 17, 2020.

UNESCO (2020). Coronavírus: UNESCO e UNICEF trabalham para acelerar soluções de aprendizagem a distância. Disponível em: https://nacoesunidas.org/coronavirus-unesco-e-unicef-trabalham-para-acelerar-solucoes-de-aprendizagem-a-distancia. Acesso em: 19 de maio de 2020.

VALENTE, J. A.; MORAN, J. Educação a distância: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus Editorial, 2011.

WEBINÁRIO IMPULSIONA: As aulas de Educação Física durante o isolamento social. Webinário apresentado por: Eduardo Butter Scofano. [S. I.: s. n.], 2020. 1 vídeo (1h 12min 49seg). Publicado pelo canal Impulsiona. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Xf33Xer36LU. Acesso em: 13 maio de 2020.

ZABALA, A. A prática educativa: Como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Publicado

2021-02-26

Como Citar

de Mello, J. G., Novaes, R. C. ., & Telles, S. de C. C. . (2021). Educação Física Escolar a Distância: Análise de Propostas para o Ensino Remoto. EaD Em Foco, 10(3). Recuperado de https://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/1094

Most read articles by the same author(s)