O Ensino a Distância em Tempos de Pandemia e suas Adequações, Interações, Afetividades e Resultados

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i3.1085

Resumo

A última geração de Educação a Distância é a uma modalidade de ensino que pode combinar abordagens síncronas e/ou assíncronas e tem por objetivo democratizar o acesso à educação, podendo adotar as Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação por meio de plataformas virtuais interativas como mediadoras do processo de ensino-aprendizagem. Contudo, requer ainda a adoção de práticas de cibercultura (LEVY, 1999), resultante das relações entre pessoas e as tecnologias digitais em rede, como catalisadora motivacional da interação. O objetivo deste trabalho é apresentar o relato de experiência de uma oferta de disciplina nesta modalidade, com as adequações realizadas no cenário de pandemia de COVID-19, a alunos de um curso de mestrado matriculados na Universidade Save, residentes em Massinga-Moçambique, enquanto o professor ministrante, da Universidade Federal do Amazonas, residia na cidade de Manaus-Brasil. Ambas as cidades em graus diferentes de isolamento social. Manaus, em Maio/2020, estava sob o colapso do sistema funerário e de saúde pública, com restrições severas à mobilidade urbana e Massinga, em nível 3 de alerta da Organização Mundial de Saúde, permitindo, no máximo, encontros presenciais de até quatro pessoas. Com todas essas limitações, os encontros presenciais não poderiam ocorrer. Após dificuldades de sinal de internet, a interação em tempo real mostrou-se promissora apenas através do aplicativo WhatsApp. A partir daí foi notória a solidariedade, o comprometimento, o companheirismo e o envolvimento entre os alunos e o professor. Nesse espaço coletivo a afetividade e a cooperação fluíram.

Palavras-chave: Práticas de cibercultura. Docente online. Interação em tempo real.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jurandir Dutra, Universidade Federal do Amazonas

   

Carlitos Luís Sitoie, Universidade Save - Moçambique

   

Referências

BERGMANN, J.; SAMS, A. Flipped Learning:Gateway to Student Engagement. ISTE, EUA, 2014.

FVS-AM. [Fundação de Vigilância em Saúde – Amazonas]. [2020]. Disponível em: http://www.fvs.am.gov.br/indicadorSalaSituacao_view/60/2. Acesso em: 16/06/2020.

GILL, S. [Moodle.com]. [2020]. Disponível em: https://moodle.com/news/moodle-lanza-un-programa-global-de-certified-premium-partners/. Acesso em: 21/06/2020.

PORTAL G1 AMAZONAS. [2020]. Disponível em: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/04/23/amazonas-atinge-96percent-de-ocupacao-em-leitos-de-uti-da-rede-publica-de-saude-diz-susam.ghtml. Acesso em: 04/06/2020.

MARTINS, V; BAPTISTA, A. A afetividade na Educação Online: percursos e possibilidades. EaD em FOCO, v.8, n. 1:e 639, 2018. doi:http://dx.doi.org/10.18264/eadf.v8i1.639.

MASETTO, M. T. Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. In: Moran, José Manuel (org.). Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.

MELO, M. F. Os Desafios da Análise Matemática em um Curso de Licenciatura a Distância. EaD em Foco, 9(1):e734, 2019. doi:https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.734

MONTEIRO, A. F. et al. A afetividade na relação tutor-aluno: o ensinar e o aprender na educação online. In Anais do XI Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância (ESUD). Florianópolis, SC, 2014. Disponível em: http://esud2014.nute.ufsc.br/anais-esud2014/files/pdf/128134.pdf

OLIVEIRA, Elsa. Guimarães. Educação a distância na transição paradigmática. Campinas: Papirus, 2003.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE [OPAS]. [2020]. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875. Acesso em: 16/06/2020.

PIMENTEL, M. Princípios do Desenho Didático da Educação Online. Redoc. Rio de Janeiro v.2 n.3 p. 33, 2019.

RODRIGUES, J. V. F. C. (2016). Formação inicial de professores no uso das TICs para o ensino de biologia da Universidade Federal do Amazonas. Revista Amazônica de Ensino de Ciências: ARETÉ | Manaus | v.9 | n.19 | p.176-187 | jul-dez | 2016.

SANTOS, E. O.; CARVALHO, F. S. P.; PIMENTEL, M. Mediação docente online para colaboração: notas de uma pesquisa-formação na cibercultura. ETD - Educação Temática Digital, 18, n. 1, 23-42, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/index.

SEMULSP. [Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos]. [2020]. Disponível em: http://semulsp.manaus.am.gov.br/#. Acesso em: 15/05/2020.

SILVA, K. V.; PEIXOTO, J.; PACHECO, A. S. V. Qualidade e Educação a Distância: a Percepção dos Diplomados do Curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina. EaD em foco. 7 (3), 52–65, 2017.

VÍCTORA, C. G., KNAUTH, D. R. ; HASSEN, M. (2000). Metodologias qualitativa e quantitativa. In Pesquisa Qualitativa em Saúde: uma introdução ao tema (33-44). Porto Alegre: Tomo.

Publicado

2020-11-25

Como Citar

Dutra, J., & Sitoie, C. L. . (2020). O Ensino a Distância em Tempos de Pandemia e suas Adequações, Interações, Afetividades e Resultados. EaD Em Foco, 10(3). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i3.1085