Pensando sobre o Uso das Tecnologias na Formação de Professores no Contexto EaD

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i2.1082

Resumo

 Este artigo apresenta o resultado de uma pesquisa que tem como objetivo desvelar se, e como, os professores formados no contexto EaD se apropriam do uso das tecnologias digitais. A pesquisa é de natureza quanti-qualitativa e os dados foram coletados por meio de questionários eletrônicos e os sujeitos participantes foram 22 egressos do Curso de Licenciatura em Matemática na modalidade EaD de uma Universidade Estadual de Paraná. Os dados foram organizados e analisados por meio de Análise Textual Discursiva e Análise de Clusters de onde foi possível identificarmos dois clusters principais. Nossos resultados apontam que há indícios de incorporação do uso das tecnologias digitais na prática docente dos sujeitos do cluster 1. Acreditamos que isso foi evidenciado principalmente, porque esses egressos iniciaram o curso de licenciatura com o desejo de ser professor e por exercerem o ofício da docência, ao contrário dos sujeitos do clusters 2.  

Palavras-chave: Formação de professores de matemática. Tecnologia. EaD. Habitus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Sergio Schelesky, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Graduado em Licenciatura Em Matemática pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2005), especialização em Ensino de Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2007). Tenho atuação na educação à distância, no curso de Licenciatura em Matemática da Universidade Estadual de Ponta Grossa - modalidade à distância - na autoria de livro didático, elaboração de plataforma virtual de aprendizagem e como ilustrador de livros didáticos da área de matemática. Atualmente estou cursando o mestrado no PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA da UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa)

Ana Lúcia Pereira, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora (2011) e Mestre (2005) em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Graduada em Ciências e Matemática na Universidade do Norte Pioneiro (UENP, 1994). Professora do Departamento de Matemática e Estatística da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG, Brasil) desde 2012. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, em que serviu como vice-coordenador (2014-2015) e do Programa em Ensino de Ciências e Educação Matemática (2017) na Universidade Estadual de Ponta Grossa. É membro do Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - BASis - INEP/MEC. Foi pesquisadora visitante na University of Strathclyde, no Reino Unido (2016-2018) pelo Programas Estratégicos - DRI, com apoio da Capes. Também atuou como coordenadora Institucional do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID / Capes / UEPG, 2012-2013) e como Coordenadora de Gestão e Processos Educacionais no PIBID (Capes / UEPG, 2014-2016). Foi Chefe do Núcleo Regional de Educação de Jacareziho no Estado do Paraná (2009-2010). Presidente do Sindicato dos Professores (APP) da região Jacarezinho (2002-2009). Autor de vários artigos em revistas e atua como referee nas áreas de Políticas Educacionais, Formação de Professores; Práticas e Desenvolvimento Curricular; Ensino e Aprendizagem; Psicanálise; Midias Socias; Ciência, Tecnologia e Sociedade e Educação Matemática. Editor associado da Frontiers in Psicologia da Educação desde 2015. Bolsista de Produtividade da Fundação Araucária-Paraná.

Luciane Grossi, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Professora associada da Universidade Estadual de Ponta Grossa, lotada no Departamento de Matemática e Estatística, membro permanente do corpo docente dos Programas de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Educação Matemática e PROFMAT (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional) . Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Análise Numérica e atualmente trabalha em Ensino de Matemática e Tecnologias Computacionais no Ensino. A docente atua como professora no Programa de Formação Continuada - PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional) promovido pela Secretaria Estadual de Educação do Governo do Estado do Paraná desde 2010 com orientações e mini-cursos.

Referências

ALVES, J. R. M. A História da EaD no Brasil. In: LITTO, F.; FORMIGA, M. (Org.). Educação a distância: o estado da arte. 1. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, v. 1, 2009. 9-14 p. Disponível em: <http://www.abed.org.br/arquivos/Estado_da_Arte_1.pdf>. Acesso em: 20 nov. 2018.

BOURDIEU, P. Esboço de uma teoria da prática. In: Ortiz, Renato (Org.). Pierre Bourdieu. São Paulo: Ática. p. 46-81. 1983.

BOURDIEU, P. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Campinas: Papirus, 1996.

BOURDIEU, P. Algumas propriedades do campo. In: BOURDIEU, P. Questões de sociologia. Tradução de Miguel Serras Pereira. Fim de Século: Lisboa, 2003, p. 119-126.

BOURDIEU, P. Os três estados do capital cultural. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. M. (Org.). Escritos de educação. Tradução de Aparecida Joly Gouveia. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2007a. p. 71-80

BOURDIEU, P. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp; Porto Alegre: Zouk, 2007b.

BRASIL. Decreto nº 8.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil - UAB, 2006. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5800.htm>. Acesso em: 24 ago. 2018.

BRASIL. REFERENCIAIS DE QUALIDADE PARA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA, ago. 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refEaD1.pdf>. Acesso em: 23 ago. 2018.

BRASIL. Decreto n° 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm>. Acesso em: 04 ago. 2019.

CRESWELL, J. W. Projeto de Pesquisa: Método qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

LEMOS, A; LÉVY, P. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, v. 13, 2010.

LÉVY, P. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. 1ª Ed. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LÉVY, P. O ciberepaço como um passo metaevolutivo. Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia, Porto Alegre, n. 13, p. 59-67, Dezembro 2000. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3081>. Acesso em: 29 jul. 2019.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. Tradução de Luiz Paulo Rouanet. São Paulo: Loyola, 2015.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. D. C. Análise textual discursiva. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2016.

PEREIRA, A. L.; COSTA, C.; LUNARDI, J. T. Cluster analysis characterization of research trends connecting social media to learning in the United Kingdom. Revista de Produtos Educacionais e Pesquisas em Ensino REPP, Cornélio Procópio, v. 1, n. 1, p. 48-58, 2017.

PEREIRA, A. L., LUNARDI, J. T. T. Análise de Clusters: uma análise a partir de pesquisas na área de ensino e educação. (No prelo).

PIES, N. Processo educacional em Pierre Bourdieu. Revista Espaço Acadêmico, v. 12, n. 134, p. 40-46, Julho 2012. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/17688>. Acesso em: 24 jul. 2018.

PONTE, J. P. Tecnologias de informação e comunicação na educação e na formação de professores: Que desafios? Revista Ibero-Americana de Educação, n. 24, p. 63-90. Disponível em: <http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/jponte/docs-pt/00-Ponte-TIC%20(rie24a03).pdf>. Acesso em: 23 jun. 2019.

ZABEL, M., & ALMEIDA, H. Um retrato da formação online do Professor de Matemática. As Licenciaturas em Matemática da Universidade Aberta do Brasil (UAB): uma visão a partir da utilização das Tecnologias Digitais. São Paulo: Livraria da Física, 2015.

Publicado

2020-12-18

Como Citar

Schelesky, P. S. ., Pereira, A. L., & Grossi, L. (2020). Pensando sobre o Uso das Tecnologias na Formação de Professores no Contexto EaD. EaD Em Foco, 10(2). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i2.1082

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)