Desafios para a Formação Técnica em Saúde na Educação a Distância

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.990

Resumo

As escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (ETSUS) são referência no Brasil para a qualificação e formação de técnicos de nível médio em saúde para o sistema público. Esta pesquisa buscou analisar a percepção dos diretores dessas escolas sobre a educação a distância (EaD) na formação do pessoal de nível médio em saúde para o SUS. Foi dado enfoque aos desafios da formação técnica e à percepção do que seria uma concepção de formação técnica ideal nessa modalidade. Métodos: Foi realizado um estudo exploratório-descritivo com abordagem quanti-qualitativa, utilizando questionário eletrônico para coleta de dados. Resultados: Em relação aos desafios, foram levantados financiamento das instalações e aquisições de equipamentos, formação de equipe técnica capacitada e capacitação dos alunos para EaD. Constatou-se que a concepção e o perfil ideal para a formação técnica em EaD está diretamente relacionada à Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, ou seja, formação do pessoal da saúde a partir da problematização do seu processo de trabalho, metodologias ativas, conhecimento para resolutividade do SUS (pragmatismo) e o princípio da integração ensino/serviço.

Palavras-chave: Educação a distância. Educação profissionalizante. Pessoal técnico de saúde. Sistema Único de Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMORIN, M.F. A importância do ensino à distância na educação profissional. Revista Aprendizagem em EAD. Ano 2012, v. 1, out. 2012.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Trad. Luiz Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo. Edições 70, 2011.

BELLONI, M.L. Educação a distância. 5.ed. São Paulo: Autores Associados, 2009. 115p.

BRASIL. Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Universidade Aberta do Brasil. Polos. 2010. Disponível em: <http://uab.capes.gov.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=11>. Acesso em 6 dez. 2014.

_______. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/ CEB nº 06, de 20 de setembro de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11663-rceb006-12-pdf&category_slug=setembro-2012-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 04 maio. 2020.

_______. Ministério da Educação. Referenciais de qualidade para cursos de graduação a distância. Brasília, DF. 2007. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf>. Acesso em: 24 jan. 2020.

_______. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 515, de 07 de outubro de 2016. Disponível em: <https://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2016/Reso515.pdf>. Acesso em: 23 jan. 2020.

_______. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria nº 198, de 13 de fevereiro de 2004. Institui a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde como estratégia do Sistema Único de Saúde para a formação e o desenvolvimento de trabalhadores para o setor e dá outras providências. Disponível em: <https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/1832.pdf>. Acesso em: 04 mai. 2020.

_______. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria nº 2.970, de 25 de novembro de 2009. Institui a rede de Escolas Técnicas do SUS (RETSUS) e dispõe sobre as diretrizes para a sua organização. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt2970_25_11_2009.html>. Acesso em: 04 mai. 2020.

_______. Presidência da República. Casa Civil. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 03 abr.2020.

_______. Presidência da República. Casa Civil. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24>. Acesso em: 04 mai. 2020.

_______. Presidência da República. Casa Civil. Lei nº 9.394, 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 03 abr. 2020.

CAMPELLO, C. Educação a distância: perspectivas e desafios para a Universidade Pública. Revista Tema Livre, Edição n.1. 2002. Disponível em: <http://revistatemalivre.com/eddist>. Acesso em: 04 mai. 2020

FALEIRO, F.R.G. Educação a distância na formação dos técnicos de nível médio em saúde: percepção dos diretores das escolas técnicas do SUS no Brasil. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014. Disponível em: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5285. Acesso em: 03 mar. 2020.

GOIÁS. Conselho Estadual de Educação. Câmara de Educação Profissional. Resolução CEE/ CP n.º 02, de 28 de fevereiro de 2009. Dispõe sobre o credenciamento e credenciamento de instituição de ensino, autorização, renovação de autorização e funcionamento de cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio, de Graduação Tecnológica e de Pós Graduação, para o Sistema Educativo do Estado de Goiás e dá outras providências.

HADDAD, S. Banco Mundial, OMC e FMI: o impacto nas políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2008. 214p.

PAULA, K.C.; FERNEDA, E.; CAMPOS FILHO, M.P. Elementos para implantação de cursos à distância. Colabor@ Revista Digital da CVA-Ricesu, v.2, n.7, maio. 2004. Disponível em:< http://www.ricesu.com.br/colabora/n7/artigos/n_7/pdf/id_02.pdf>. Acesso em: 04 mai. 2020.

PEREIRA, M. de F. R.; LOPES, L. F. A CONAE contra a EAD na Formação Inicial de Professores – Mas Não de Todo. Revista HISTEDBR On-line, v.12, n. 45e, p.253-265, Maio/2012. Disponível em:<https://doi.org/10.20396/rho.v12i45e.8640121>. Acesso em: 04 mai. 2020.

PIRES-ALVES, F.; PAIVA, C.H.A. Trabalho e educação em saúde: uma agenda em construção. In: PONTE, C.F.; FALLEIROS, I. (orgs). Na corda bamba de sombrinha: a saúde no fio da história. Rio de Janeiro: FIOCRUZ/ COC. 2010. p. 313-323.

RAMOS, M. Trabalho, educação e correntes pedagógicas no Brasil: um estudo a partir da formação dos técnicos da saúde. Rio de Janeiro: EPSJV, UFRJ, 2010. 290p.

SALVUCCI, M.; LISBOA, M. J. A.; MENDES, N.C. Educação a Distância no Brasil: fundamentos legais e implementação. RBAAD - Associação Brasileira de Educação a Distância, v. 11, 2012, p. 62.

SCHMITT, V.; MACEDO, C.M.S.; ULBRICHT, V.R. Divulgação de cursos na modalidade a distância: uma análise da literatura e do atual cenário brasileiro. 2008. Disponível em: <http://seer.abed.net.br/index.php/RBAAD/article/view/197>. Acesso em: 04 mai. 2020.

SILVA, A. das N. et al . Limites e possibilidades do ensino à distância (EaD) na educação permanente em saúde: revisão integrativa. Ciênc. saúde coletiva, v. 20, n. 4, p. 1099-1107, Abr. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232015000401099&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 04 mai. 2020.

SILVA, C. C.; AZZI, D.; BOCK, R. Banco Mundial em foco: um ensaio sobre a sua atuação na educação brasileira e na América Latina. Ação Educativa. 2007, 68p.

Publicado

2020-05-28

Como Citar

Faleiro, . F. R. G., Lemos, C. L. S. ., & Cardoso, C. G. . (2020). Desafios para a Formação Técnica em Saúde na Educação a Distância. EaD Em Foco, 10(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.990

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)