Avaliação da Educação a Distância da UFSM Baseada em Indicadores de Eficiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.985

Resumo

O estudo objetivou realizar uma avaliação dos cursos de graduação e de pós-graduação lato sensu a distância no âmbito UAB na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), baseado em indicadores de eficiência. Considerou-se todas as ofertas de curso de graduação e de pós-graduação UAB, desde 2005 até 2017. Utilizou-se de pesquisa descritiva e analítica de caráter quantitativo e qualitativo baseadas em informações acerca dos cursos UAB/UFSM para estruturar relatórios sobre as ofertas dos cursos e para gerar indicadores, visando, posteriormente, avaliação do desempenho. Em termos de resultados, o nível de desempenho dos cursos de graduação e pós-graduação UAB, em relação à eficiência, mostrou-se superior à taxa de conclusão de cursos superiores estimada pela Capes, porém quando comparada à modalidade presencial, apresentou resultados pouco inferiores quanto à taxa de conclusão. Ressalta-se que, alguns cursos apresentaram desempenho expressivo, inclusive em relação aos cursos na modalidade presencial.

Palavras-chave: Educação a distância. Universidade Aberta do Brasil. Universidade Federal de Santa Maria. Indicadores de eficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reisoli Bender Filho, Universidade Federal de Santa Maria

Professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Maria

Referências

ALBERTI, T. F.; MALLMANN, E. M.; SONEGO, A. H. S.; PIGATTO, G. M.; JACQUES, J. S.; STORGATTO, G. A. Oportunidades, perspectivas e limitações dos MOOC no âmbito da UAB/UFSM. In: ESUD (UniRede) – X Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância. Belém, 11 a 13 jun. 2013.

ARETIO, L. G. Educación a distancia hoy. Madrid: Uned, 1994.

ARRETCHE, M. T. S. Tendências no estudo sobre avaliação de políticas públicas. Terceiro Milênio: Revista Crítica de Sociologia e Política. Ano nº 01, jul-dez. 2013

BEHR, A.; MORO, E. L. S.; FREITAS, H. M. R. Concepção e experiências no uso de instrumento de acompanhamento da avaliação para a educação a distância. In: Repositório Institucional da UFSC, 2013.

BRASIL. Lei N. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 18 dez. 2016.

_______. Ministério da Educação. Instituições de educação a distância e cursos cadastrados. 2018. Disponível em: <http://emec.mec.gov.br/>. Acesso em 24 mar. 2018.

CONTE, B. P.; CORONEL, D. A.; BENDER FILHO, R. Análise de eficiência dos recursos a distância da Universidade Federal de Santa Maria (2011-2014). In: EUMED – Observatorio Economía Latinoamenricana, 2016.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). UAB/CAPES. Sobre a UAB: o que é. 2016. Disponível em: http://www.capes.gov.br/uab. Acesso em: 18 dez. 2016.

______. Relatório com médias nacionais e regionais dos cursos UAB. 2018. Mensagem encaminhada para Lauren Kleinert Londero Saldanha em 14 mar. 2018.

COSTA, F. L.; CASTANHAR, J. C. Avaliação de programas públicos: desafios conceituais e metodológicos. In: RAP – Revista de Administração Pública: Rio de Janeiro: vol. 37, n. 5, p. 969-992, set./out. 2003.

DEMARCO, D. J. Um balanço do programa nacional de formação em Administração Pública (PNAP) como estratégia de fortalecimento da gestão pública: o caso da Escola de Administração da UFRGS. In: VI Congresso Consad de Gestão Pública. Brasília. Brasília, CONSAD, 2013.

HABOWSKI, A. C.; CONTE, E.; JACOBI, D. F. Interlocuções e discursos de legitimação em EaD. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação. Rio de Janeiro , v. 28, n. 106, p. 178-197, mar. 2020 .

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). 2016. Sinópses estatísticas da educação superior 2015 – graduação. Disponível em: http://inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em: 10 dez. 2017.

_______. 2017. Sinópses estatísticas da educação superior 2016 – graduação. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em 12 jan. 2018.

MALLMANN, E. M.; TEIXEIRA, T. G.; SCHNEIDER, D. R.; TOEBE, I. C. D.; PEREIRA, G.S.F. Fluência tecnológica na prática de tutores no Moodle. In: IX ANPED SUL Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, Caxias do Sul, 2012.

MALLMANN, E. M.; ALBERTI, T. F.; BASTOS, F. P.; ABEGG, I. MOOC mediado por REA: prática da liberdade nos programas de capacitação continuada no ensino superior. In: Repositório Aberto Universidade Aberta (Portugal), 2013.

OLIVEIRA, P. R.; OESTERREICH, S. A.; ALMEIDA, V. L. Evasão na pós-graduação a distância: evidências de um estudo no interior do Brasil. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 44, 2018.

SOUSA, A. S. Q.; MACIEL, C. E. Expansão da educação superior: permanência e evasão em cursos da Universidade Aberta do Brasil. Educação em Revista. Belo Horizonte, v.32, n.04, p. 175-204, 2016.

TAVARES, V. L.; GONÇALVEZ, 1. L. Gestão da EaD no Brasil: desafio ou oportunidade? In: Revista Eletrônica Gestão & Saúde. Ed. Especial, dez. 2012.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM). Pró-Reitoria de Planejamento. Plano de desenvolvimento institucional 2016 – 2026. 2016. Disponível Em: http://pdi.ufsm.br/. Acesso em 20 jan. 2018.

_______. UFSM em números. 2018. Disponível em: https://portal.ufsm.br/ufsm-em-numeros/publico/index.html. Acesso em 03 mar. 2018.

Publicado

2020-06-17

Como Citar

Bender Filho, R. ., & Saldanha, L. K. L. (2020). Avaliação da Educação a Distância da UFSM Baseada em Indicadores de Eficiência. EaD Em Foco, 10(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.985

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)