Avaliação da Educação a Distância da UFSM Baseada em Indicadores de Eficiência

Autores

  • Reisoli Bender Filho
  • Lauren Kleinert Londero Saldanha

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.985

Resumo

O estudo objetivou realizar uma avaliação dos cursos de graduação e de pós-graduação lato sensu a distância no âmbito UAB na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), baseado em indicadores de eficiência. Considerou-se todas as ofertas de curso de graduação e de pós-graduação UAB, desde 2005 até 2017. Utilizou-se de pesquisa descritiva e analítica de caráter quantitativo e qualitativo baseadas em informações acerca dos cursos UAB/UFSM para estruturar relatórios sobre as ofertas dos cursos e para gerar indicadores, visando, posteriormente, avaliação do desempenho. Em termos de resultados, o nível de desempenho dos cursos de graduação e pós-graduação UAB, em relação à eficiência, mostrou-se superior à taxa de conclusão de cursos superiores estimada pela Capes, porém quando comparada à modalidade presencial, apresentou resultados pouco inferiores quanto à taxa de conclusão. Ressalta-se que, alguns cursos apresentaram desempenho expressivo, inclusive em relação aos cursos na modalidade presencial.

Palavras-chave: Educação a distância. Universidade Aberta do Brasil. Universidade Federal de Santa Maria. Indicadores de eficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBERTI, T. F.; MALLMANN, E. M.; SONEGO, A. H. S.; PIGATTO, G. M.; JACQUES, J. S.; STORGATTO, G. A. Oportunidades, perspectivas e limitações dos MOOC no âmbito da UAB/UFSM. In: ESUD (UniRede) – X Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância. Belém, 11 a 13 jun. 2013.

ARETIO, L. G. Educación a distancia hoy. Madrid: Uned, 1994.

ARRETCHE, M. T. S. Tendências no estudo sobre avaliação de políticas públicas. Terceiro Milênio: Revista Crítica de Sociologia e Política. Ano nº 01, jul-dez. 2013

BEHR, A.; MORO, E. L. S.; FREITAS, H. M. R. Concepção e experiências no uso de instrumento de acompanhamento da avaliação para a educação a distância. In: Repositório Institucional da UFSC, 2013.

BRASIL. Lei N. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 18 dez. 2016.

_______. Ministério da Educação. Instituições de educação a distância e cursos cadastrados. 2018. Disponível em: <http://emec.mec.gov.br/>. Acesso em 24 mar. 2018.

CONTE, B. P.; CORONEL, D. A.; BENDER FILHO, R. Análise de eficiência dos recursos a distância da Universidade Federal de Santa Maria (2011-2014). In: EUMED – Observatorio Economía Latinoamenricana, 2016.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). UAB/CAPES. Sobre a UAB: o que é. 2016. Disponível em: http://www.capes.gov.br/uab. Acesso em: 18 dez. 2016.

______. Relatório com médias nacionais e regionais dos cursos UAB. 2018. Mensagem encaminhada para Lauren Kleinert Londero Saldanha em 14 mar. 2018.

COSTA, F. L.; CASTANHAR, J. C. Avaliação de programas públicos: desafios conceituais e metodológicos. In: RAP – Revista de Administração Pública: Rio de Janeiro: vol. 37, n. 5, p. 969-992, set./out. 2003.

DEMARCO, D. J. Um balanço do programa nacional de formação em Administração Pública (PNAP) como estratégia de fortalecimento da gestão pública: o caso da Escola de Administração da UFRGS. In: VI Congresso Consad de Gestão Pública. Brasília. Brasília, CONSAD, 2013.

HABOWSKI, A. C.; CONTE, E.; JACOBI, D. F. Interlocuções e discursos de legitimação em EaD. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação. Rio de Janeiro , v. 28, n. 106, p. 178-197, mar. 2020 .

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). 2016. Sinópses estatísticas da educação superior 2015 – graduação. Disponível em: http://inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em: 10 dez. 2017.

_______. 2017. Sinópses estatísticas da educação superior 2016 – graduação. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em 12 jan. 2018.

MALLMANN, E. M.; TEIXEIRA, T. G.; SCHNEIDER, D. R.; TOEBE, I. C. D.; PEREIRA, G.S.F. Fluência tecnológica na prática de tutores no Moodle. In: IX ANPED SUL Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, Caxias do Sul, 2012.

MALLMANN, E. M.; ALBERTI, T. F.; BASTOS, F. P.; ABEGG, I. MOOC mediado por REA: prática da liberdade nos programas de capacitação continuada no ensino superior. In: Repositório Aberto Universidade Aberta (Portugal), 2013.

OLIVEIRA, P. R.; OESTERREICH, S. A.; ALMEIDA, V. L. Evasão na pós-graduação a distância: evidências de um estudo no interior do Brasil. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 44, 2018.

SOUSA, A. S. Q.; MACIEL, C. E. Expansão da educação superior: permanência e evasão em cursos da Universidade Aberta do Brasil. Educação em Revista. Belo Horizonte, v.32, n.04, p. 175-204, 2016.

TAVARES, V. L.; GONÇALVEZ, 1. L. Gestão da EaD no Brasil: desafio ou oportunidade? In: Revista Eletrônica Gestão & Saúde. Ed. Especial, dez. 2012.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM). Pró-Reitoria de Planejamento. Plano de desenvolvimento institucional 2016 – 2026. 2016. Disponível Em: http://pdi.ufsm.br/. Acesso em 20 jan. 2018.

_______. UFSM em números. 2018. Disponível em: https://portal.ufsm.br/ufsm-em-numeros/publico/index.html. Acesso em 03 mar. 2018.

Publicado

2020-06-17

Como Citar

Reisoli Bender Filho, & Lauren Kleinert Londero Saldanha. (2020). Avaliação da Educação a Distância da UFSM Baseada em Indicadores de Eficiência. EaD Em Foco, 10(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.985

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)