Ensino Híbrido: Novas Habilidades Docentes Mediadas pelos Recursos Tecnológicos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.913

Resumo

A tecnologia tornou-se uma aliada quando o assunto é processo ensino-aprendizagem, é uma ferramenta para ajudar a personalizar as atividades em sala de aula, além disso, facilita no processo de aquisição de conhecimento dos alunos e professores. Contudo é importante ressaltar que a tecnologia não substitui e nem diminui a presença do professor em sala, apenas modifica seu papel nessa nova concepção de aprendizagem. Neste sentido, esta pesquisa tem como objetivo, investigar através de uma revisão bibliográfica sistemática a proposta do ensino híbrido: Novas habilidades docentes mediadas pelos recursos tecnológicos. As variáveis selecionadas para análise envolvendo o objeto do estudo foram: Tecnologia, Metodologia de Ensino, Professor e Aluno.  Conclui-se que nesse novo cenário de aprendizagem o aluno é o centro do processo, o professor é o mediador do conhecimento, e, portanto, precisa mostrar aos alunos que existem diferentes formas de aprender e construir conhecimento.

Palavras-chave: Ensino híbrido. Papel do professor no ensino híbrido. Tecnologia no processo educacional.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERBEL N. Neusi Aparecida: As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Seminário: Ciências Sociais e Humanas, 32 (1), p. 25-40, 2011.

CARDOSO, Celso Aparecido. Formação crítico-reflexiva: a relação teoria e prática. Integração: ensino, pesquisa, extensão, ano VIII, nº 30, agosto de 2012.

COUTINHO, clara; Lisboa, Eliana. sociedade da informação, do conhecimento e da Aprendizagem: desafios para educação no século XXI?. Revista de Educação, Vol. XVIII, n.1, p 5-22, 2011.

DORIGONI, G. M. L.; DA SILVA, J. C. Mídia e Educação: o uso das novas tecnologias no espaço escolar. v. 10, p. 12, 2013.

GAROFALO, Débora. 7 ideias para usar a tecnologia na Educação infantil. Revista Nova Escola, abril de 2019. Disponível em: <https://novaescola.org.br/conteudo/16856/7-ideias-para-usar-a-tecnologia-na-educacao-infantil>. Acesso: 29 de abril de 2019.

GIDDENS, A. Sociologia. 6. Ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

GOMES, Suzana dos Santos. Brincar em Tempos Digitais. In: Revista Presença Pedagógica: Diálogo entre Universidade e Educação Básica para Formação do Professor. Seção Presença Infantil. Belo Horizonte, n. 113, p. 44-51. set./out. 2013.

HORN, Michael B.; STAKER, Heather; CHRISTENSEN, Clayton. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Penso Editora, 2015.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 7. Ed. São Paulo: Cortez, 2010.

KENSKI, V.M. Educação e Tecnologias o Novo Ritmo Da Informação. Editora Papirus. Campinas, SP, 8º edição, 2011.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: Um novo ritmo da informação. 8. ed. Campinas: Papirus, 2012. p. 15-25.

LIBÂNEO, José Carlos; Oliveira, João Ferreira de; Thoschi, Mirza Seabra. Educação Escolar: Políticas, Estrutura e Organização. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

LIKERT, R. A Technique for the Measurement of Attitudes. Archives of Psychology, v. 140, p. 1-55, 1932.

MASETTO, Marcos T. O professor na hora da verdade. São Paulo: Avercamp, 2010

MORAN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Tradução de Catarina Eleonora F. da Silva e Jeanne Sawaya.2. ed.São Paulo: Cortez, Brasília, 2011. Vol. II. P. 15-33. 2015.

MORAN, José. Educação Híbrida: um conceito-chave para a educação, hoje. In: BACICH, Lilian; NETO, Adolfo Tanzi; TREVISANI, Fernando de Mello (Orgs.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

MORAN, J. M. Mudando a educação com metodologias ativas. In: SOUZA, C. A. de; MORALES, O. E. T. (Org.). Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II. PG: Foca FotoPROEX/UEPG, 2015.

MORAN, Manuel José, MASETO, T. Marcos, BEHRENS. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21ª ed, - Campinas, SP, Papirus, 2013.

OKADA, S. A intermediação pedagógica múltipla no universo das TIC e Moodle?. In L. Alves, D. Barros & A. Okada (org.). Moodle: estratégias pedagógicas e estudos de caso. Salvador: EDUNEB, 2009.

PRENSKY, Marc. O papel da tecnologia no ensino e na sala de aula. In: Conjectura. v. 15, n. 2, p.201-204, maio/ago. 2010.

PAIVA, Natália Moraes Nolêto e COSTA, Johanatan da Silva. A influência da tecnologia na infância: desenvolvimento ou ameaça? IN: Psicologia. Net. 2015.

PIRES, Angela Monteiro. Educação do campo como direito humano. São Paulo: Cortez, 2012.

ROLKOUSKI, E. Tecnologias no ensino de matemática. Curitiba: Ibpex, 2011.

STOCHI, Claudia Roberta Rosa. Qual o papel da educação para a sociedade: formar indivíduos críticos ou especializar mão de obra. 2016. Disponivel em: < https://blog.abmes.org.br/?p=10918> Acesso em 31/07/2019.

SCHEIBE, L. Valorização e formação dos professores para a educação básica: questões desafiadoras para um novo Plano Nacional de Educação. In: Rev. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 112, 2010.

TAJRA, Sanmya Feitosa. Informática na Educação, São Paulo: Érica,2011.

VALENTE, J. A. Educação à distância: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2011.

VOSGERAU, D. S.R. A tecnologia na escola: o papel do gestor neste processo. In: BARBOSA, A. F. (coord). TIC Educação 2011: pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras. São Paulo. 2012, p 35-41.

VANDRESEN, Ana Sueli Ribeiro. Web 2.0 e educação: Uso e Possibilidades. In: X congresso nacional de educação - educere, 2011, Curitiba. I Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação - SIRSSE. Curitiba: PUCPR, 2011. p. 12658 - 12667.

Publicado

2020-05-08

Como Citar

Miranda, R. V., Moret, A. de S., e Silva, J. C., & Perpetua Simão, B. (2020). Ensino Híbrido: Novas Habilidades Docentes Mediadas pelos Recursos Tecnológicos. EaD Em Foco, 10(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.913

Edição

Seção

Artigos Originais

Most read articles by the same author(s)