As Teorias de Aprendizagem na Produção de Materiais Didáticos na Educação a Distância

  • Michele Domingos Schneider Universidade do extremo sul catarinense - unesc https://orcid.org/0000-0002-4274-9840
  • Rodrigo Rodolfo Universidade do extremo sul catarinense Unesc
  • Elisa Netto Zanette Universidade do extremo sul catarinense Unesc
  • Almerinda Tereza Bianca Bez Batti Dias Universidade do extremo sul catarinense Unesc
Palavras-chave: Educação a distância, Material didático, Material didático. Teorias de aprendizagem

Resumo

A Educação a Distância tem apresentado números significativos na expansão de matrículas de alunos no Brasil, nos últimos anos. Evidencia-se nos estudos e pesquisas, a preocupação dos gestores com a qualidade do ensino e dos livros didáticos utilizados pelas instituições. O Ministério da Educação define referenciais de qualidade para a educação a distância, incluindo indicadores para a produção de material didático. Além disso, a elaboração dos materiais didáticos na educação a distância pode ser embasada em teorias de aprendizagem para que se alcancem os resultados de aprendizagem desejados pelas instituições. Neste contexto, o presente estudo objetivou investigar as teorias de aprendizagem utilizadas na produção dos livros didáticos em um curso de graduação ofertado por uma instituição de ensino superior do Extremo Sul de Santa Catarina. A pesquisa é de natureza qualitativa e, quanto aos objetivos, é exploratória. Utiliza-se a metodologia de estudo de caso e utiliza dados documentais. Os resultados da pesquisa apontam para uma padronização na elaboração dos materiais didáticos analisados, embora algumas alterações no formato e recursos de diagramação tenham sido identificadas. Fica evidenciada a abordagem comportamentalista, uma vez que o material analisado é focado na exposição dos conteúdos e o método de exposição deste conteúdo dá-se com repetição contínua em formato repetitivo.

Biografia do Autor

Michele Domingos Schneider, Universidade do extremo sul catarinense - unesc

Doutoranda e Mestre em Desenvolvimento Socieconômico pela universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC

docente Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC

Rodrigo Rodolfo, Universidade do extremo sul catarinense Unesc
Graduado em letras pela Universidade do extremo sul catarinense Unesc
Elisa Netto Zanette, Universidade do extremo sul catarinense Unesc

Mestre, docente da Universidade do extremo sul catarinense Unesc

Almerinda Tereza Bianca Bez Batti Dias, Universidade do extremo sul catarinense Unesc

Doutora e docente pela Universidade do extremo sul catarinense Unesc

Referências

ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância. Censo EAD.br: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2013. Curitiba: Ibpex, 2014. Disponível em: . Acesso em: 02 fev. 2017.

ALTET, M. As pedagogias da aprendizagem. Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

ARRUDA, E. P. O professor universitário no contexto da autoria para a EaD: provocações entre a formação e a elaboração de materiais didáticos. In: FIDALGO, F. et. al (Orgs.). Educação a distância: meios, atores e processos. Belo Horizonte: CAED-UFMG, 2013.

BRASIL/MEC. Referências de Qualidade na Educação a Distância (2007). Ministério da Educação. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf Acesso em: Dez 2016.

BRITO, G. S.; BELÃO, V. A utilização de material didático impresso na educação a distância do século XXI. In: BRITO, G. S. (Org.). Cadernos de educação a distância. Curitiba: UFPR, 2012.

FERNANDES, A.; NUNES, R. C. A utilização de materiais didáticos em curso de educação a distância*. EntreVer-Revista das Licenciaturas, v. 4, n. 6, p. 72-102, 2015.

FREIRE, P. Ação Cultural para a Liberdade e outros escritos. 6ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

_______. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

MAIA, CM.; SCHEIBEL, M.F.; URBAN, AC. Didática: organização do trabalho pedagógico. Curitiba: IESDE Brasil S.A. 2009.

NOGUEIRA, M. O. G.; LEAL, D. Teorias da aprendizagem: um encontro entre os pensamentos filosófico, pedagógico e psicológico. Curitiba: Intersaberes, 2013.

NUNES, A. I.; SILVEIRA, R.N. Psicologia da aprendizagem: processos, teoria e contextos. Brasília: Líber Livros, 2008.

PIAGET, J. Psicología de la inteligencia. Argentina: Editorial Psique, 1972.

PIVA JR., D. et al. EAD na prática: planejamento, métodos e ambientes de educação online. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

ROGERS, C. R. Tornar-se pessoa. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1977.

SCHNEIDER, M. Fundamentos de vendas. Criciúma, SC: UNESC, 2013.

SILVA, A. S. et al. Teorias da aprendizagem na EAD: ideações de professores autores de material didático impresso. 2017.

SILVA, A. R. L. da; MACHADO, A. de B.; CATAPAN, A. H.; SPANHOL, F. J. Um olhar interdisciplinar pelo design instrucional na produção de material didático: benchmarking. In: Congresso Internacional Abed de Educação a Distância, 22º. 2015. Águas de Lindóia – SP. Anais 22º Congresso Internacional Abed de Educação a Distância, ABED, 2015. Águas de Lindóia – SP.

SOMMERMAN, A. Pedagogia e a transdisciplinaridade. Educação na Era do Conhecimento em Rede e Transdisciplinaridade. Campinas–SP: Alíne. 2003.

TEIXEIRA, E. As três metodologias: acadêmica, da ciência e da pesquisa. Petrópolis/RJ: Vozes, 2007.

TRIMER, R. Livros e apostilas na EAD. In: Litto, M.F; FORMIGA, M. Educação a Distância: estado da arte. volume 2. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012. WHITE, Jan V. Edição e design: para designers, diretores de arte e editores. Tradução de Luis Reyes Gil. São paulo: JNS, 2006.

Publicado
2020-03-11
Como Citar
Schneider, M. D., Rodolfo, R., Zanette, E. N., & Dias, A. T. B. B. B. (2020). As Teorias de Aprendizagem na Produção de Materiais Didáticos na Educação a Distância. EaD Em Foco, 10(1), 12. https://doi.org/10.18264/eadf.v10i1.896
Seção
Artigos Originais