Curso de Extensão Semipresencial em Agroecologia: Inclusão Cidadã de Jovens do Campo pela Educação a Distância nos Territórios Maranhenses

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.752

Resumo

O presente artigo se propõe apresentar a concepção, finalidade, funcionamento e metodologia do Curso de Extensão Semipresencial em Agroecologia promovido pelo Núcleo de Extensão e Desenvolvimento da Universidade Estadual do Maranhão. O curso tem como objetivo formar jovens rurais de quatro territórios maranhenses para que possam desenvolver atividades produtivas na perspectiva agroecológica em suas comunidades de modo a garantir a segurança alimentar das suas famílias e manter a sustentabilidade ambiental dessas áreas. A metodologia inclui videoaulas, tempo de estudo na comunidade e práticas ministradas por técnicos do Núcleo. Mesmo com todas as dificuldades impostas pela falta de infraestrutura nos municípios e apoio das prefeituras municipais, o curso já apresenta resultados tanto relacionados ao processo de conscientização da importância do uso da Agroecologia como modelo de produção quanto na implantação de sistemas que geram alimentação e renda para as famílias dos jovens participantes do projeto.

Palavras-chave: Educação a distância. Agroecologia. Territórios rurais. Juventude rural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Itaan Pastor Santos, Universidade Estadual do Maranhão

Departamento Patologia

Centro de Ciências Agrárias

Gerente do Núcleo de Extensão e Desenvolvimento

 

Ricardo Costa Gonçalves, Secretaria de Estado de Educação do Maranhão

Professor ensino médio

Unidade Regional de Educação de Pedreiras, Maranhão

Referências

ANDRADE, E. M. de. As práticas pedagógicas do tutor na educação a distância. In: Anais do IX SEMINÁRIO PEDAGOGIA EM DEBATE e IV COLÓQUIO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Curitiba: Universidade Tuiuti do Paraná, 2009.

BERNARDO, V. Educação a distância: fundamentos. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Disponível em: http://www.virtual.epm.br/material/tis/enf/apostila.htm# introdução. Acesso em: 18 jul. 2018.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o Art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 20 dez. 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/portarias/dec5.622.pdf. Acesso em 24 jul. 2018.

GANGA, L. L. S.; VILARINHO, L. R. G. A docência em ambientes virtuais de aprendizagem: reinventando a formação e a prática pedagógica. In: ENCONTRO DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (7º E-TIC). Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: https://etic2009.files.wordpress.com/2009/09/lana.pdf.

GONÇALVES, B. M. F. Mooc e b-learning: uma proposta para o mestrado em TIC na Educação e Formação do Instituto Politécnico de Bragança. Dissertação (mestrado em TIC na Educação e Formação), Escola Superior de Educação de Bragança. Bragança, 2013.

GUAREZI, R. M.; MATOS, M. Educação a distância sem segredos. Curitiba: Ibpex, 2009.

HERMIDA, J. F.; BONFIM, C. R. de S. A educação a distância: história, concepções e perspectivas. Universidade Estadual de Campinas. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/22e/art11_22e.pdf. Acesso em: 18 jul. 2018.

LABEX/UEMA. Curso de Extensão em Agroecologia na Modalidade Semipresencial. Núcleo de Extensão e Desenvolvimento: Labex. São Luís, 2017.

LEMGRUBER, M. S. Educação a distância: expansão, regulamentação e mediação docente. Educ. Foco, Juiz de Fora, v. 14, n. 1, p. 145-159, mar./ago. 2009. Acesso em: 18 de jul. 2018.

LIMA, D. C. B. P. Políticas públicas de EaD no ensino superior: uma análise a partir das capacidades do Estado. Tese (doutorado), Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2013.

LIMA, D. C. B. P.; TOSCHI, M. S. Formação de professores: estratégias cognitivas do docente na aprendizagem de um software de autoria. In: RODRIGUES, C. A. C.; FARIA, J. G.; CALAÇA, G. L. M. S. Educação, comunicação, mídias e tecnologias: processos de formação acadêmica. Goiânia: Cânone Editorial, 2013.

LIMA, D. C. B. P.; SOUSA, L. S. L. Educação a Distância (EaD): processos de mediação e uso das tecnologias em uma abordagem transdisciplinar. EaD em foco: Revista Científica em Educação a Distância, v. 5, n. 3, 2015. Disponível em: http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/317/155.

MORAN, J. Ml. O que é educação a distância. Universidade de São Paulo. 2002. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/dist.htm. Acesso em: 18 jul. 2018.

MORAN, J. Ml. Os modelos educacionais na aprendizagem on-line. 2007. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/modelos.htm. Acesso em: 18 jul. 2018.

MORAN, J. M. Proposta de mudança nos cursos presenciais com a educação on-line. 2004. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2004/por/htm/153-TC.htm. Acesso em: 18 jul. 2018.

NEDER, Maria. L. C. A educação a distância e a formação de professores: possibilidades de mudança paradigmática. In: PRETI, Oreste (Org.). Educação a distância: sobre discursos e práticas. Brasília: Liber Livro, 2005. p. 47-87.

OLIVEIRA, M. A. N. Educação a distância como estratégia para a educação permanente em saúde: possibilidades e desafios. Rev. Bras. Enferm., v. 60, n. 5, p. 585-589, 2007.

PORTAL DO UEMANET. Núcleo de Tecnologia para Educação. Disponível em: http://www.uemanet.uema.br/. Acesso em: 18 jul. 2018.

SANCHO, J. Maria et al. Tecnologias para transformar a educação. Porto Alegre: Artmed, 2006.

SANTOS, A. F. dos. O tutor: atribuições na mediação em EaD. Dissertação (mestrado), Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, 2017.

SILVA, J. A. M.; AMORIM, W. L. Abordagem histórica e contribuições do NEAD/UFMA: a educação a distância no estado do Maranhão. Poiésis: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação, Tubarão, v. 7, n. 11, p. 137-148, jan./jun., 2019. Disponível em: http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Poiesis/article/viewFile/1634/1228

VIEIRA, R. S. O papel das tecnologias da informação e comunicação na educação a distância: um estudo sobre a percepção do professor/tutor. Revista da Associação Brasileira de Educação a Distância, v. 10, 2011. Disponível em: http://seer.abed.net.br/edicoes/2011/artigo_05.pdf. Acesso em: 18 jul. 2018.

ZIEDE, M. L. et al. A tutoria no curso de Pedagogia a distância da UFRGS. In: NOVAK, Silvestre; ARAGÓN, Rosane; ZIEDE, Mariangela L.; MENEZES, C. S. Aprendizagem em rede na educação a distância: práticas e reflexões. Porto Alegre: Evangraf, 2014. Série EAD.

Publicado

2019-12-13

Como Citar

Santos, I. P., & Gonçalves, R. C. (2019). Curso de Extensão Semipresencial em Agroecologia: Inclusão Cidadã de Jovens do Campo pela Educação a Distância nos Territórios Maranhenses. EaD Em Foco, 9(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.752

Edição

Seção

Artigos Originais