Competência Comunicativa Crítica no Ensino de Línguas a Distância: Reflexões e Propostas Preliminares a partir da Ideia de Brechas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18264/eadf.v11i1.1607

Resumo

Este artigo apresenta uma análise do material instrucional de um curso de língua espanhola, na modalidade a distância, em busca de indícios sobre seu potencial crítico e emancipatório. A discussão é realizada à luz do arcabouço teórico da Pedagogia Crítica e da Abordagem Comunicativa, com foco nas possibilidades de novas práticas pedagógicas que visam ao desenvolvimento da competência comunicativa crítica.  Os procedimentos metodológicos adotados foram a pesquisa bibliográfica, de natureza qualitativa e análise das possiblidades de interação e desenvolvimento do senso crítico, a partir da ideia de brechas e problematizações das situações contextualizadas que emergem dos materiais e conteúdos. A discussão evidencia possiblidades do desenvolvimento do pensamento reflexivo, crítico e emancipatório, objetivando à diminuição de assimetrias e superação de visões e relações estereotipadas, em um contexto em que  língua se caracteriza como um elemento-chave para alcançar o respeito à interculturalidade e à atuação do estudante como cidadão plurilíngue.

Palavras-chave: Educação a distância. Pedagogia crítica. Competência  comunicativa crítica. Ensino de línguas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BENEDINI, L. C. A. O. A formação do leitor crítico na aula de espanhol: a atitude curricular diante das brechas do livro didático. Revista Estudos Linguísticos. V.49, n. 1, 2020, p. 491-509. Disponível em: https://revistas.gel.org.br/estudos-linguisticos/article/view/2478. Acesso em: 5 fev. 2021.

CARVALHO, J. S. Educação cidadã a distância: uma perspectiva emancipatória a partir de Paulo Freire. 211 f. Tese (doutorado) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-11052015-100811/pt-br.php. Acesso em: 05 fev. 2021.

COELHO, I. M. W. S. contextualizando a criação do Centro de Idiomas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas. In: COELHO, I. M. W. S. Inovação e Tecnologia: caminhos para o ensino de línguas adicionais, Curitiba: CRV, 2016, p. 13-35. Disponível em: https://www.editoracrv.com.br/produtos/detalhes/31943-inovacao-e-tecnologiabr-caminhos-para-o-ensino-de-linguas-adicionais. Acesso em: 2 mar. 2021.

DAVID, P. B.; FREIRE, R. S.; VENTURA, P. P. O Perfil Dialógico como critério de avaliação na formação online de professores-tutores. Perspectiva, 32(3), 2014, 1045-1072. https://doi.org/10.5007/2175-795X.2014v32n3p1045. Acesso em: 12 jan. 2021.

DOMÍNGUEZ, I. Un modelo didáctico para la orientación del proceso de construcción de textos escritos. Varona, n. 42, 2006, p. 68-74. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/3606/360635561012.pdf. Acesso em: 12 jan. 2021.

DUBOC, A. P. Lendo a mim mesma enquanto aprendo com e ensino o outro. In: PESSOA, R. R.; SILVESTRE, V. P. V.; MONTE MÓR, W. (Orgs.). Perspectivas críticas de educação linguística no Brasil: trajetórias e práticas de professoras(es) universitárias(os) de inglês. São Paulo: Pá de Palavra, 2018, p. 11-24.

DUBOC, A. P. M. Atitude curricular: letramentos críticos nas brechas da sala de aula de línguas estrangeiras. Jundiaí: Paco Editorial, 2015.

FERRARI, P. C., ANGOTTI, J. A. P., TRAGTENBERG, M. H. R.. Educação problematizadora a distância para a inserção de temas contemporâneos na formação docente: uma introdução à Teoria do Caos. Ciência & Educação, 15(1), 2009, p. 85-104. https://doi.org/10.1590/S1516-73132009000100005. Acesso em: 12 jan. 2021.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários prática educativa. São Paulo: Paz e Terra. 2005.

GADOTTI, M. O Trabalho Coletivo como Princípio Pedagógico. Revista Lusófona de Educação, V.24, n. 24, 2013, p. 153-164.

MENEZES, M. G.; SANTIAGO, M. E. Contribuição do pensamento de Paulo Freire para o paradigma curricular crítico-emancipatório. Proposições, v. 25, n. 3 (75), p. 45-62 | set./dez. 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pp/a/QJxGZXzMDX4Qjpkxd5jRfFD/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 jan. 2021.

MONTE MÓR, W. Crítica e letramentos críticos: reflexões preliminares. In: ROCHA, C. H.; MACIEL, R. F. (Orgs.). Língua estrangeira e formação cidadã: por entre discursos e práticas. Campinas: Pontes Editora, 2015. p. 31-50.

OLIVEIRA, A. C. T. Perspectivas de criticidade nas aulas de línguas estrangeiras. In: SANDES, F. N.; COURA, F. A. (Orgs). Experiências e reflexões sobre ensino de línguas na contemporaneidade. Palmas/TO: EDUFT, 2018, p. 71-88.

OLIVEIRA, V. B. Educação a distância referenciada em Paulo Freire: literatura crítica sobre a modalidade? 97 f. Dissertação de Mestrado. Universidade Estácio de Sá. Programa de pós-graduação em Educação, Rio de Janeiro, 2020.

PENNYCOOK, A. A linguística aplicada dos anos 90: em defesa de uma abordagem crítica. In: SIGNORINI I.; CAVALCANTI, M. C. (Orgs.). Linguística aplicada e transdisciplinaridade. Campinas: Mercado de Letras, 2007.

PÉREZ, N.; CRUZ, M. E.; LEYVA, M. La construcción de textos escritos: un acercamiento a su conceptualización. Ciencias Holguín, vol. XVII, n. 3, 2011, p. 1-11. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/1815/181522303006.pdf. Acesso em: 8 fev. 2021.

QUEIROZ, H. N. Letramento crítico no ensino de inglês: questões de gênero nas brechas do livro didático. In: SANDES, F. N.; COURA, F. A. (Orgs). Experiências e reflexões sobre ensino de línguas na contemporaneidade. Palmas/TO: Universidade Federal do Tocantins / EDUFT, 2018, p. 89-p. 120.

RIBEIRO, S. A. Ensino crítico de inglês na escola pública: para além dos muros da escola. Tese de doutorado. 191 f. Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística, da Faculdade de Letras. Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.

ROSA, L. E. O ensino crítico de línguas através de uma abordagem cultural. Travessias, v5. n. 3, 2011, p. 290-300. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/5752/4450. Acesso em: 12 jan. 2021.

URZÊDA-FREITAS, Marco Túlio de. Educando para transgredir: reflexões sobre o ensino crítico de línguas estrangeiras/inglês. Trab. ling. aplic., Campinas, n(51.1), 2012, p. 77-98. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tla/a/jy6hfm97dct7x8ylfxjscjs/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 12 jan. 2021.

Publicado

2021-11-10

Como Citar

Coelho, I. M. W. da S. . (2021). Competência Comunicativa Crítica no Ensino de Línguas a Distância: Reflexões e Propostas Preliminares a partir da Ideia de Brechas. EaD Em Foco, 11(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v11i1.1607

Edição

Seção

Artigos Originais