Graduação em Enfermagem em Tempos da Covid-19: Reflexões sobre o Ensino Mediado por Tecnologia

Autores

Resumo

O presente estudo tem como objetivos refletir sobre as possibilidades de Educação a Distância (EaD) na formação de enfermeiros durante a pandemia da Covid-19 e apresentar ponderações sobre o ensino mediado por tecnologias para formação de enfermeiros no pós-pandemia. Desse modo, por meio de um estudo teórico-reflexivo, construiu-se a discussão a partir de 3 sessões: i) Formação de enfermeiros em tempos de pandemia: a realidade incerta do ensino mediado por tecnologia; ii) Docentes e uso da modalidade remota de ensino em caráter emergencial em virtude da pandemia da Covid-19; iii) Futuro para educação de enfermeiros diante dos novos desafios. Os resultados demonstraram que a utilização do ensino remoto emergencial como alternativa para minimizar os danos para os estudantes ainda deverá ser objeto de investigação. Entretanto, esse processo certamente terá consequências especiais para educação do Brasil. Professores e estudantes de enfermagem estão se reinventando para o enfrentamento desse novo desafio e os cursos presenciais de graduação em enfermagem no pós-pandemia têm a perspectiva de absorver a experiência atual e buscar inovações, articulando formas híbridas de momentos presencias e de ensino mediado por tecnologia. Naturalmente, sem abandonar a ideia da importância das aulas presenciais na formação de enfermeiros.

Palavras-chave: Enfermagem. Ensino a distância. Pandemias. Infecções por coronavirus. Tecnologia educacional.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thereza Christina Mó y Mó Loureiro Varella, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem. Boulevard 28 de Setembro, 157, Vila Isabel - Rio de Janeiro – RJ – Brasil.

Eloa Carneiro Carvalho, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem. Boulevard 28 de Setembro, 157, Vila Isabel - Rio de Janeiro – RJ – Brasil.

Karla Biancha Silva de Andrade, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem. Boulevard 28 de Setembro, 157, Vila Isabel - Rio de Janeiro – RJ – Brasil.

Samira Silva Santos Soares, Universidade Estado do Rio de Janeiro / Universidade Federal do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem. Boulevard 28 de Setembro, 157, Vila Isabel - Rio de Janeiro – RJ – Brasil.

 Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery. Rua
Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova - Rio de Janeiro – RJ – Brasil.

Sandra Regina Maciqueira Pereira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem. Boulevard 28 de Setembro, 157, Vila Isabel - Rio de Janeiro – RJ – Brasil. 

 

Sheila Nascimento Pereira de Farias, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Anna Nery. Rua Afonso Cavalcanti, 275, Cidade Nova - Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Norma Valéria Dantas de Oliveira Souza, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Enfermagem. Boulevard 28 de Setembro, 157, Vila Isabel - Rio de Janeiro – RJ – Brasil. 

 

Referências

ALVES, L. Educação a distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, v. 10, 2011. Disponível em: http://seer.abed.net.br/index.php/RBAAD/article/view/235/113. Acesso em: 25 ago. 2020.

ARRUDA, E. P. Educação remota emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. EmRede, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 257-275, 2020. Disponível em: https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/621. Acesso em: 28 ago. 2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES nº 3, de 7 de novembro de 2001. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 37, 9 nov. 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES03.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior Cadastro e-MEC. Brasília: Ministério da Educação, 2020a. Disponível em: https://emec.mec.gov.br/. Acesso em: 25 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 100, p. 3, 26 maio 2017a. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/20238603/do1-2017-05-26-decreto-n-9-057-de-25-de-maio-de-2017-20238503. Acesso em: 22 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 9.235, de 15 de dezembro de 2017. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação das instituições de educação superior e dos cursos superiores de graduação e de pós-graduação no sistema federal de ensino. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 2, 18 dez. 2017b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 25 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 27833, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 25 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 2.117, de 6 de dezembro de 2019. Dispõe sobre a oferta de carga horária na modalidade de Ensino a Distância - EaD em cursos de graduação presenciais ofertados por Instituições de Educação Superior - IES pertencentes ao Sistema Federal de Ensino. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 239, p. 131, 11 dez. 2019. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-2.117-de-6-de-dezembro-de-2019-232670913. Acesso em: 28 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus - Covid-19, e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020b. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 144, p. 62, 17 jun. 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020-261924872. Acesso em: 28 ago. 2020

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Doença pelo Coronavírus COVID-19. Boletim Epidemiológico Especial, Brasília, n. 25, 2020c. Disponível em: https://saude.gov.br/images/pdf/2020/August/12/Boletim-epidemiologico-COVID-25-final--1-.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

COSTA, J. P. R. O futuro da educação: novidades e desafios impostos pelos avanços tecnológicos. Cadernos da Fucamp, Minas Gerais, v. 18, n. 33, p. 105-109, 2019. Disponível em: http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/article/view/1693/1116. Acessoem: 25 ago. 2020.

COSTA, R. et al. Nursing teaching in COVID-19 times: how to reinvent it in this context? Texto & Contexto - Enfermagem, Florianópolis, v. 29, p. e20200202, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/tce/v29/1980-265X-tce-29-e20200202.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

D’OLIVEIRA, C. A. F. B. et al. Cotidiano laboral docente: enfrentamentos dos professores de enfermagem na contemporaneidade. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 54, e03577, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v54/pt_1980-220X-reeusp-54-e03577.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

DIAS, E.; PINTO, F. C. F. A educação e a Covid-19. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro , v. 28, n. 108, p. 545-554, set. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ensaio/v28n108/1809-4465-ensaio-28-108-0545.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

FERREIRA, G. S. M. et al. Pandemia do COVID-19 e as possibilidades de ressignificação das atividades de gestão no ensino superior: relato de experiência. Revista Enfermagem Atual Inderme, Rio de Janeiro, v. 93, p. e020006, 2020. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com/index.php/revista/article/view/814/676. Acesso em: 25 ago. 2020.

.

HUMEREZ, D. C. et al. Normativas regulatórias dos cursos de enfermagem a distância: ações e reações do conselho federal de enfermagem. Enfermagem em Foco, Brasília, v. 10, n. 2, p. 142-148, 2019. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2338/535. Acesso em: 28 ago. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA - INEP. Programa Internacional de Avaliação de Estudantes. Relatório Brasil no PISA 2018: versão preliminar. Brasília: INEP/MEC, 2019. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/documentos/2019/relatorio_PISA_2018_preliminar.pdf. Acesso em: 25 ago. 2020.

JOWSEY, T. et al. Blended learning via distance in pre-registration nursing education: a scoping review. Nurse Education in Practice, United Kingdom, v. 44, p. 102775, 2020. Disponívelem: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S147159531930112X. Acessoem: 25 ago. 2020.

KOZLOWSKI-GIBSON, M. Online nursing education: reform from within our humanity. Nurse Education Today, United Kingdom, v. 68, p. 75-77, 2018. Disponívelem: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0260691718302338. Acesso em: 28 ago. 2020.

LEITE, W. S. S.; RIBEIRO, C. A. N. A inclusão das TICs na educação brasileira: problemas e desafios. Magis: Revista Internacional de InvestigaciónenEducación, Bogotá, v. 5, n. 10, p. 173-187, 2012. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=4434902#:~:text=A%20inser%C3%A7%C3%A3o%20das%20TICs%20na,tecnologias%20na%20sua%20pr%C3%A1tica%20docente. Acesso em: 28 ago. 2020.

LUSA, M. G. et al. A Universidade pública em tempos de ajustes neoliberais e desmonte de direitos. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 536-547, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rk/v22n3/1982-0259-rk-22-03-536.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

MOREIRA, J. A. M.; HENRIQUES, S.; BARROS, D. Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia, São Paulo, n. 34, p. 351-364, 2020. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=dialogia&page=article&op=view&path%5B%5D=17123&path%5B%5D=8228. Acessoem: 28 ago. 2020.

NAJAFI GHEZELJEH, T. et al. Effect of education using the virtual social network on the knowledge and attitude of emergency nurses of disaster preparedness: a quasi-experiment study. Nurse Education Today, United Kingdom, v. 73, p. 88-93, 2019. Disponívelem: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0260691718304404?via%3Dihub. Acesso em: 28 ago. 2020.

OLIVEIRA, Z. M. et al. Estratégias para retomada do ensino superior em saúde frente a COVID-19. Revista Enfermagem Atual Inderme, Rio de Janeiro, v. 93, p. e020008, 2020. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/view/803/678. Acesso em: 25 ago. 2020.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. Relatórios econômicos OCDE: Brasil 2018. [S. l.]: OCDE, 2018. Disponível em: https://www.oecd.org/economy/surveys/Brazil-2018-OECD-economic-survey-overview-Portuguese.pdf. Acesso em: 25 ago. 2020.

PASINI, C. G. D.; CARVALHO, É.; ALMEIDA, L. H. C. A educação híbrida em tempos de pandemia: algumas considerações. Observatório Socioeconômico da COVID-19, Santa Maria, 2020. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/820/2020/06/Textos-para-Discussao-09-Educacao-Hibrida-em-Tempos-de-Pandemia.pdf. Acesso em: 25 ago. 2020.

PENNAFORT, V. P. S. et al. Práticas integrativas e o empoderamento da enfermagem. Revista Mineira de Enfermagem, Belo Horizonte, v. 16, n. 2, p. 289-295, 2012. Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/reme.org.br/pdf/v16n2a19.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

RAMOS-MORCILLO, A. J. et al. Experiences of nursing students during the abrupt change from face-to-face to e-learning education during the first month of confinement due to COVID-19 in Spain. International Journal of Environmental Research and Public Health, Basel, v. 17, n. 15, p. 5519, 2020. Disponível em: https://www.mdpi.com/1660-4601/17/15/5519/htm. Acesso em: 28 ago. 2020.

SANES, M. S. et al. Educação a distância, não! Produção de sentidos dos discursos de entidades representativas da enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 73, n. 5, p. e20190465, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v73n5/pt_0034-7167-reben-73-05-e20190465.pdf. Acesso em: 28 ago. 2020.

SOUZA, C. J. et al. As interfaces da (re) invenção do ensino na graduaçãoem enfermagem em tempo de COVID-19. Research, Society and Development, São Paulo, v. 9, n. 7, p. e289974190, 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4190/3446. Acesso em: 25 ago. 2020.

Publicado

2021-01-21

Como Citar

Varella, T. C. M. y M. L., Carvalho, E. C., Andrade, K. B. S. de ., Soares, S. S. S., Pereira, S. R. M., Farias, S. N. P. de, & Souza, N. V. D. de O. (2021). Graduação em Enfermagem em Tempos da Covid-19: Reflexões sobre o Ensino Mediado por Tecnologia. EaD Em Foco, 10(3). Recuperado de https://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/1194

Most read articles by the same author(s)