A Importância da Afetividade Durante as Interações em Disciplinas Online

Resumo

O presente artigo tem como proposta de estudo analisar o papel das ações afetivas na Educação a Distância (EaD) e a importância de refletir sobre as relações de afecção entre os agentes desse processo, tomando como referência os conceitos desenvolvidos por Baruch Spinoza sobre a questão da afetividade. Será proposta uma análise da Educação a Distância no sentido de mostrar a importância das relações afetivas entre os alunos, docentes e demais membros envolvidos nessa modalidade de ensino. Finalizando, serão discutidos aspectos relativos a uma disciplina em EaD que é oferecida para cursos presenciais em uma instituição de ensino superior, a fim de perceber como se estabelecem as relações de afecção entre os participantes desse processo. A metodologia utilizada para a pesquisa foi qualitativa. Foi aplicado um questionário para coleta de dados, que foram analisados, apresentados em forma de gráficos e discutidos. Também foram utilizados nesse estudo alguns e-mails de alunos trocados no decorrer da disciplina, bem como resultados da Comissão Permanente de Avaliação da instituição (CPA).

Palavras-chave: Educação a distância. Afetividade. Ensino-aprendizagem.

Biografia do Autor

Elaine Cristina Carvalho Duarte, UNICNEC

Graduação em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado em Literatura pela Universidade de Brasília e doutorado em Literatura pela Universidade de Brasília. No momento atuo como professora do ensino semipresencial vinculada ao departamento CEAD da  UNICNEC. Tenho experiência na área de Letras e Metodologia da pesquisa, atuando, principalmente, nos seguintes temas: literatura e internet, cibercultura, telenovela, literatura, internet e educação, tecnologia e Ensino a distância.

Tenho experiência de 12 anos com EAD, tendo atuado como coordenadora de polo, professora responsável e conteudista e tutora. 

Coordeno o grupo de pesquisa sobre "Literatura e representação social" e participo como orientadora dos grupos de pesquisa Núcleo de tecnologia, trabalho e meio ambiente: efeitos sociais, históricos e jurídicos em uma sociedade" e "Estudos de gênero". 

Referências

CAMPOS, Ilka; MELO, Marcia Meireles; RODRIGUES, Joventina. Educação a distância: o desafio da afetividade na percepção de tutores e alunos. In: CONGRESSO INTERNACIONAL ABED DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA. Anais... Foz do Iguaçu: ABED, 2017, p. 1?10. Disponível em: <http://www.abed.org.br/hotsite/20-ciaed/pt/anais/pdf/268.pdf>. Acesso em: 15 abr. 2019.

DELEUZE, Gilles. Espinosa: Filosofia prática. Trad. Daniel Liens e Fabien Liens. São Paulo: Escuta, 2002.

DUARTE, Elaine C. C. Modulações técnicas: a construção de sentido na telenovela Roque Santeiro, de Dias Gomes. In: XV CONGRESSO INTERNACIONAL ABRALIC. Anais... Rio de Janeiro: UERJ, 2016, p. 3.506?3.515. Disponível em: <http://www.abralic.org.br/anais/arquivos/2016_1491414941.pdf>. Acesso em: 12 fev. 2019.

FIGUEIREDO, Vitor F.; SILVA, Camila G. Ambiente virtual de aprendizagem: comunicação, interação e afetividade em EAD. Aprendizagem em EAD, Brasília, v. 1, nº 1, p. 1?16, 2012. Disponível em <https://portalrevistas.ucb.br/index.php/raead/article/view/3254>. Acesso em: 27 nov. 2018.

FILATRO, Andreia. Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson/Prentice Hall, 2008.

GODOI, Eliamar; MIRANDA, Guacira. Alunos da educação a distância: comprometimento e autonomia no processo de aprendizagem. In: CietEnPED 2018. Anais... São Carlos: UFSCar, 2018. p. 1-10. Disponível em: <http://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/903/481>. Acesso em: 14 ago. 2018.

GOMURY, Andreia S. Educação a distância com foco no aluno e as contribuições dos docentes para a autonomia no ensino-aprendizagem: o caso do design instrucional. In: CietEnPED 2018. Anais... São Carlos: UFSCar, 2018. p. 1-13. Disponível em: <http://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2018/article/view/217>. Acesso em: 16 ago. 2018.

JESUS, Paula Bettani M. de. Considerações acerca da noção de afeto em Spinoza. Cadernos Espinozanos, São Paulo, nº 33, p. 161-190, jul./dez. 2015.

MENDES NETTO, Cristiane; PÉPETUO, Denis Graciolli A. M. Estratégias para construção de relações afetivas em ambientes virtuais de aprendizagem. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DIST NCIA. Anais... Foz do Iguaçu: ABED, 2010, p. 1?10. Disponível em: www.abed.org.br/congresso2010/cd/252010085045.pdf. Acesso em: 27 nov. 2017.

MORAN, José Manuel. Interferências dos meios de comunicação no nosso conhecimento. Revista Brasileira de Comunicação, São Paulo, v. 17, nº 2, p. 38-49, jul./dez., 1994. Disponível em: http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/viewArticle/844. Acesso em: 27 nov. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/rbcc.v17i2.844.

SAPUCAIA, Flavio dos Santos. Introdução à gestão tecnológica. O papel da gestão tecnológica e formação das equipes pedagógicas. São Paulo: Senac, 2017. Disponível em: <https://senacsp.blackboard.com/bbcswebdav/pid-2833506-dt-content-rid-71789978_1/courses/EGEADCASDA-1701-669480/Template/Aulas/Aula_06/PDF/INT_GES_TEC_06_PDF.pdf>. Acesso em: 10 nov. 2018.

SPINOZA, Baruch. Ética. 2. ed. Trad. Tomaz Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. Formato Kindle.

VYGOSTSKY, Lev. O desenvolvimento psicológico na infância. Trad. Claudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

WALLON, Henri. A evolução psicológica da criança. Trad. Cristina Carvalho. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

Publicado
2019-07-17
Como Citar
Duarte, E. C. C. (2019). A Importância da Afetividade Durante as Interações em Disciplinas Online. EaD Em Foco, 9(1). https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.796
Seção
Estudos de Caso