Análise de Desempenho nos Cursos Superiores de Tecnologia da Informação a Distância no Distrito Federal

  • Carlo Kleber da Silva Rodrigues Universidade Federal do ABC (UFABC) http://orcid.org/0000-0003-1231-6953
  • José Gladistone da Rocha Faculdade Fortium
  • Ricardo Alves Moraes Centro Universitário de Brasília (UniCEUB)
Palavras-chave: educação a distância, ensino superior, aprendizagem

Resumo

Este artigo analisa a modalidade de educação a distância em instituições de ensino superior de cursos de Tecnologia da Informação na região do Distrito Federal do Brasil. Para consecução deste objetivo, percorrem-se os três passos mencionados a seguir. Inicialmente, discute-se brevemente a legislação de ensino a distância no Brasil; em seguida, realiza-se uma compilação de trabalhos recentes da literatura que tratam do assunto; por fim, faz-se uma pesquisa de campo com discentes de cursos superiores de Ciência da Computação e Sistema de Informações na região do Distrito Federal. As principais contribuições advindas da realização deste trabalho são permitir identificar os problemas enfrentados na realização de cursos ou disciplinas nessa modalidade e, sobretudo, propor soluções de melhorias do processo como um todo.

 

Palavras-chave: Educação a distância; Ensino superior; Aprendizagem.

 

Performance Analysis in Distance-Learning Higher-Education Programs of Information Technology in Federal District


Abstract


This article analyzes the modality of distance learning in higher education institutions of Information Technology programs in the region of the Federal District of Brazil. To achieve this goal, the following three steps are covered. Initially, it is briefly discussed the legislation of distance learning in Brazil; a compilation of recent literature works related to this subject matter is then carried out; at last, a field research is taken with students of programs in Computer Science and Information Systems in the region of the Federal District. The contributions arising from this work are to identify the main obstacles faced by students to accomplish programs or even individual courses under this learning modality and, above all, to propose solutions of improvements to the learning process as a whole.

 

Keywords: Distance learning; Higher education; Learning.

Biografia do Autor

Carlo Kleber da Silva Rodrigues, Universidade Federal do ABC (UFABC)
Doutor em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, 2006). Mestre em Sistemas e Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (IME, 2000). Graduado em Engenharia Elétrica (Eletrônica e Eletrotécnica) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG, 1993). Professor do Centro de Matemática, Computação e Cognição (CMCC) da Universidade Federal do ABC (UFABC). Associado efetivo da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Atua na subárea Redes de Computadores e suas linhas de pesquisa atuais incluem Distribuição de Conteúdo Multimídia em Redes de Computadores, Análise de Criptomoedas, e Tecnologias Blockchain e Tangle. Em sintonia com a abordagem interdisciplinar e a educação continuada, possui interesse em Sistemas de Software, Análise de Algoritmos, e Ensino Superior.
José Gladistone da Rocha, Faculdade Fortium
Graduado como Oficial do Exército pela AMAN (1985) e Bacharel em Sistemas de Informação pelo Centro Universitário do Sul de Minas (2014), mestrado em Operações Militares pela EsAO (1994). Atuou como Analista de Sistemas no Centro de Desenvolvimento de Sistemas (CDS) do Exército Brasileiro (2006-2013) e Ministério da Defesa (2014), foi membro do membro do Comitê Executivo de TI do Exército (2013) e é professor da Faculdade Fortium em Brasília, DF.
Ricardo Alves Moraes, Centro Universitário de Brasília (UniCEUB)
Graduado em Computação pelo Instituto Superior de Educação de Brasília (2005), Pós-Graduado em Gerência de Projeto com ênfase em Sistema de Informação (2007), e Educação à Distância (2011), Mestrado em Computação Aplicada pela Universidade Federal de Brasília (UnB) (2015). Atuou como Professor e Coordenador dos cursos graduação em Computação e Sistemas de Informação da Faculdade Fortium (2008-2016), Gerente de Projetos da Fundação Trompowsky (2008-2011), Analista de Sistemas no Centro de Desenvolvimento de Sistemas (CDS) do Exército Brasileiro (2011-2015), e é professor do Instituto Federal de Brasília (IFB), do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) e do Centro Universitário Projeção (UniProjeção).

Referências

Abbad, G., Zerbini, T., & Souza, D. (2010) Panorama das pesquisas em educação a distância no Brasil. Estudos de Psicologia, 15(3), p. 291-298.

Belloni, M. (2005). Educação a Distância e Inovação Tecnológica. Trabalho, Educação e Saúde, 3(1), p. 187-198.

Bielschowsky, C. E. (2018). Qualidade na Educação Superior a Distância no Brasil: Onde estamos, para onde vamos? Rev. EaD em Foco, 8(1):e709.

Brasil. Leis e Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Decreto n. 5.622, de 19 de dezembro de 2005.

________. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior: SINAES, Lei 10.861 de 14 de abril de 2004.

________. Decreto nº 5.773 de 9 de maio de 2006.

Celika, B., & Uzunboylua, H. (2015). High School Students Attitudes towards Distance Education: Comparative Study. Procedia: Social and Behavioral Sciences, 197, p. 292-297.

Çiftci, S., Güneú, E., & ?stundg, M. (2010). Attitudes of distance education students towards web based learning: a case study. Procedia: Social and Behavioral Sciences, 2(2), p. 2393-2396.

Garbina, M. et al. (2015). Teachers Perception On Collaborative Learning Processes: Experiencing Continuing Teacher Education In Brazil. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 191, p. 2231: 2235.

Gil, A. C. (2007). Como Elaborar Projetos de Pesquisa. (4. ed.). São Paulo: Atlas.

Lessa, S. (2011). Os reflexos da legislação de educação a distância no Brasil. Associação Brasileira de Educação a Distância, 10, p. 17-28.

Lévy, Pierre. (1999). Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

Markova, T., Glazkova, I., & Zaborova, E. (2017). Quality Issues of Online Distance Learning. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 237, p. 685: 691.

Martins, V., & Baptista, A. (2018). A afetividade na Educação Online: percursos e possibilidades. EaD em FOCO, 8(1):e639

Nurmukhametov, N., Temirova, A., & Bekzhanova, T. (2015). The problems of development of distance education in Kazakhstan. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 182, p. 15-19.

Pozdnyakova, O., & Pozdnyakov, A. (2017). Adult Students Problems in the Distance Learning. Procedia Engineering, 178, p. 243-248.

Preti, O. (1996). Educação à Distância: Uma prática educativa mediadora e mediatizada. Disponível em: <https://es.scribd.com/doc/182436526/EAD-uma-pratica-educativa-mediadora-e-mediatizada>. Acesso em: 29 de agosto de 2017.

Ribeiro, A. (2012). A Realidade da Pedagogia a Distância. Disponível em: <https://novaescola.org.br/conteudo/3029/a-realidade-da-pedagogia-a-distancia> . Acesso em 29 de agosto de 2017.

Rocha, P., Kawamoto Kanashiro, D., & Noal, M. (2018). Avaliando os Cursos de Licenciatura a Distância da UFMS: o que dizem os egressos. Revista EaD em FOCO, 8(1): e638

Torrez, M. (2005). Educação a Distância e a Formação em Saúde: nem tanto, nem tão pouco. Trabalho, Educação e Saúde, 3(1), p. 171-186.

Valente, J. (1999). O computador na sociedade do conhecimento. Org. Campinas, SP: UNICAMP/NIED.

Publicado
2018-12-19
Seção
Artigos Originais