A Importância da Afetividade Durante as Interações em Disciplinas Online

Elaine Cristina Carvalho Duarte

Resumo


O presente artigo tem como proposta de estudo analisar o papel das ações afetivas na Educação a Distância (EaD) e a importância de refletir sobre as relações de afecção entre os agentes desse processo, tomando como referência os conceitos desenvolvidos por Baruch Spinoza sobre a questão da afetividade. Será proposta uma análise da Educação a Distância no sentido de mostrar a importância das relações afetivas entre os alunos, docentes e demais membros envolvidos nessa modalidade de ensino. Finalizando, serão discutidos aspectos relativos a uma disciplina em EaD que é oferecida para cursos presenciais em uma instituição de ensino superior, a fim de perceber como se estabelecem as relações de afecção entre os participantes desse processo. A metodologia utilizada para a pesquisa foi qualitativa. Foi aplicado um questionário para coleta de dados, que foram analisados, apresentados em forma de gráficos e discutidos. Também foram utilizados nesse estudo alguns e-mails de alunos trocados no decorrer da disciplina, bem como resultados da Comissão Permanente de Avaliação da instituição (CPA).


Palavras-chave: Educação a distância. Afetividade. Ensino-aprendizagem.

 

 


The Importance of Affectivity During Interactions in Online Courses


Abstract


The purpose of this article is to analyze the actions of affectivity in distance learning and the importance of reflecting on affective relationships between the participants of this process, taking as reference the concepts developed by Baruch Spinoza regarding affectivity. An analysis on distance learning will be proposed in order to show the importance of the affective relationships between students, teachers and other members involved in this learning system. Finally, aspects related to a course of a higher education resident program that is offered at a distance will be discussed to understand how affective relationships between the participants in this process are established. The methodology used for the research is qualitative. A questionnaire was applied to collect data that were analyzed, presented in graph form and discussed. Also, used in this study were e-mails from students exchanged during the course as well as results from the Institution's Permanent Evaluation Committee (CPA).


Keywords: Distance Learning. Affectivity. Teaching and learning.


Palavras-chave


Educação a Distância, Afetividade, Ensino aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, Ilka; MELO, Marcia Meireles; RODRIGUES, Joventina. Educação a distância: o desafio da afetividade na percepção de tutores e alunos. In: CONGRESSO INTERNACIONAL ABED DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA. Anais... Foz do Iguaçu: ABED, 2017, p. 1–10. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2019.

DELEUZE, Gilles. Espinosa: Filosofia prática. Trad. Daniel Liens e Fabien Liens. São Paulo: Escuta, 2002.

DUARTE, Elaine C. C. Modulações técnicas: a construção de sentido na telenovela Roque Santeiro, de Dias Gomes. In: XV CONGRESSO INTERNACIONAL ABRALIC. Anais... Rio de Janeiro: UERJ, 2016, p. 3.506–3.515. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2019.

FIGUEIREDO, Vitor F.; SILVA, Camila G. Ambiente virtual de aprendizagem: comunicação, interação e afetividade em EAD. Aprendizagem em EAD, Brasília, v. 1, nº 1, p. 1–16, 2012. Disponível em . Acesso em: 27 nov. 2018.

FILATRO, Andreia. Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson/Prentice Hall, 2008.

GODOI, Eliamar; MIRANDA, Guacira. Alunos da educação a distância: comprometimento e autonomia no processo de aprendizagem. In: CietEnPED 2018. Anais... São Carlos: UFSCar, 2018. p. 1-10. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2018.

GOMURY, Andreia S. Educação a distância com foco no aluno e as contribuições dos docentes para a autonomia no ensino-aprendizagem: o caso do design instrucional. In: CietEnPED 2018. Anais... São Carlos: UFSCar, 2018. p. 1-13. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2018.

JESUS, Paula Bettani M. de. Considerações acerca da noção de afeto em Spinoza. Cadernos Espinozanos, São Paulo, nº 33, p. 161-190, jul./dez. 2015.

MENDES NETTO, Cristiane; PÉPETUO, Denis Graciolli A. M. Estratégias para construção de relações afetivas em ambientes virtuais de aprendizagem. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DIST NCIA. Anais... Foz do Iguaçu: ABED, 2010, p. 1–10. Disponível em: www.abed.org.br/congresso2010/cd/252010085045.pdf. Acesso em: 27 nov. 2017.

MORAN, José Manuel. Interferências dos meios de comunicação no nosso conhecimento. Revista Brasileira de Comunicação, São Paulo, v. 17, nº 2, p. 38-49, jul./dez., 1994. Disponível em: http://portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/viewArticle/844. Acesso em: 27 nov. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/rbcc.v17i2.844.

SAPUCAIA, Flavio dos Santos. Introdução à gestão tecnológica. O papel da gestão tecnológica e formação das equipes pedagógicas. São Paulo: Senac, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2018.

SPINOZA, Baruch. Ética. 2. ed. Trad. Tomaz Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. Formato Kindle.

VYGOSTSKY, Lev. O desenvolvimento psicológico na infância. Trad. Claudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

WALLON, Henri. A evolução psicológica da criança. Trad. Cristina Carvalho. São Paulo: Martins Fontes, 2005.




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v9i1.796



Direitos autorais 2019 EAD EM FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidades consorciadas