Desafios na Implantação de Cursos a Distância

Luciana Senter, Gislene Miotto Catolino Raymundo

Resumo


Este estudo teve como objetivos investigar, no Câmpus Xanxerê do IFSC, quais os desafios enfrentados para a oferta de cursos na modalidade de Educação a Distância (EaD) e como o câmpus se mobiliza para a construção de saberes necessários à oferta de cursos dessa modalidade. Realizou-se pesquisa bibliográfica e documental, além de entrevistas com gestores e enquetes com servidores. Para selecionar os sujeitos nesta pesquisa, partiu-se do pressuposto de que eles constituem atores que vivenciam as possibilidades e necessidades para oferta de cursos na modalidade EaD no contexto institucional. A análise dos documentos e dos dados coletados permitiu identificar que, entre as maiores dificuldades enfrentadas para a oferta própria em EaD, estão a falta de capacitação dos profissionais e a elaboração de materiais didáticos, além da falta de orientações claras para a estruturação de projetos pedagógicos de cursos para esse tipo de oferta. Verificou-se que, nesse câmpus, a EaD ainda está nos primeiros passos, mas os servidores estão mobilizados para solidificar a Educação a Distância em um futuro bem próximo.

 

Palavras-chave: IFSC Câmpus Xanxerê, Cursos a Distância, Desafios.

 

Challenges in the Implementation of Distance Education Courses 

Abstract


The objective of this study was to investigate, at IFSC Xanxerê campus, the challenges faced in the implementation of Distance Education (DE) courses and how the campus is structured to build the knowledge needed to make courses available in this modality. Bibliographic and documentary research were carried out, in addition to interviews with administrators and polls with the staff. It was assumed, that the selected subjects in this research were those who understand the possibilities and needs to offer courses at a distance in the institutional context. The analysis of the documents and the data collected showed that among the greatest difficulties in offering DE courses are the lack of professional training, the design of instructional materials, and also, the lack of clear guidelines for structuring pedagogical projects for this type of courses. It has been found that, on this campus, DE is still in its first steps, but staff are committed to institutionalize Distance Education in the very near future.


Keywords: IFSC Xanxerê Campus, Distance Education courses, Challenges.


Palavras-chave


IFSC Câmpus Xanxerê; Cursos a Distância; Desafios.

Texto completo:

PDF

Referências


ABED (2005). Censo da EAD 2005. Acesso em julho de 2017, disponível em http://www.abed.org.br/censoead/anuario2005.pdf.

ABED. (2015). Censo da EAD 2015. Acesso em julho de 2017, disponível em http://abed.org.br/arquivos/Censo_EAD_2015_POR.pdf.

Alves, L. (2011). Educação a distância: conceitos e histórias no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, 10, 83-92. Disponível em http://www.abed.org.br/revistacientifica/Revista_PDF_Doc/2011/Artigo_07.pdf.

Brasil (1996). Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Acesso em abril de 2017, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm.

Brasil (2005). Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o artigo 80 da Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Acesso em abril de 2017, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5622.htm.

Brasil (2008). Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e outras previdências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Acesso em abril de 2017, disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm.

Brasil (2016a). Resolução nº 1, de 11 de março de 2016. Conselho Nacional de Educação. Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância. Acesso em abril 2017, disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=35541-res-cne-ces-001-14032016-pdf&category_slug=marco-2016-pdf&Itemid=30192.

Brasil (2016b). Portaria nº 1.134, de 10 de outubro de 2016. Revoga a Portaria MEC nº 4.059, de 10 de dezembro de 2004, e estabelece nova redação para o tema. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Acesso em junho de 2017, disponível em https://www.jusbrasil.com.br/diarios/127794688/dou-secao-1-11-10-2016-pg-21.

Brasil (2017). Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o Art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 25 de maio de 2017. Acesso em junho de 2017, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9057.htm

Brenner, F., Pianesser, R., Espindola, D. B., Pinto, I., Musa, M., Gouvêa, A., Gallon, R. F. & Machado, K. S. (2014). Revisão sistemática da Educação a Distância: Um estudo de caso da EaD no Brasil. In: XI Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância (pp. 1167-1181). Florianópolis, SC. Disponível em: http://esud2014.nute.ufsc.br/anais-esud2014/files/pdf/128187.pdf

Chizzotti, A. (2006). Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis: Vozes.

Freitas, M. D. C. D. (2007). Dificuldades e limitações da Educação a Distância no Brasil. In: VII Seprosul – Semana de Engenharia de Produção Sul-Americana (p. 1-8.). Salto, Uruguai. Disponível em http://www.kmbusiness.net/images/SEPROSUL_EAD%20DIFICULDADES.pdf

IFSC (2017). Resolução CEPE/IFSC nº 4, de 16 de março de 2017. Estabelece diretrizes para a oferta de cursos e componentes curriculares na modalidade a distância na Educação Profissional e Tecnológica de Nível Médio, de Graduação e Pós-Graduação, no âmbito do IFSC. Disponível em https://sig.ifsc.edu.br/sigrh/public/colegiados/filtro_busca.jsfo_normas/resolucao_n_1_11032016.pdfIFSC/Cerfead. (2017). Acesso em agosto de 2017, disponível em http://www.ifsc.edu.br/ensino/menu-cfead

Lengler, F. R., Dalmau, M. B. L., Silva, E. C. & Avila, S. L. (2016). Compreendendo a importância das competências docentes na Educação a Distância: um olhar sobre um curso superior de tecnologia. EaD em Foco, 6(2), 77-92. Disponível em http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/issue/view/12/showToc

Medeiros, J. M. (2017). Tensões e desafios para institucionalização dos cursos técnicos a distância do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília. In: IV Colóquio Nacional e I Colóquio Internacional – A produção do conhecimento em Educação Profissional (E1A54). Natal, RN, Brasil. Disponível em https://ead.ifrn.edu.br/coloquio/anais/2017/trabalhos/eixo1/E1A54.pdf

Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância (2007). Referenciais de qualidade para educação superior a distância. Brasília: MEC/SEED. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf

Moran, J. (2003). Educação on-line. São Paulo: Loyola.

Novello, T. P. & Laurino, D. P. (2012). Educação a Distância: seus cenários e autores. Revista Ibero-americana de Educação, 58(4), 1-15. Disponível em https://rieoei.org/historico/deloslectores/4832Novello.pdf

Sebastião, A. P. F. A (2015). Utilização do ambiente virtual de aprendizagem Moodle em uma instituição de ensino superior pública. Revista Profissão Docente Online, 15(32), 131-139. Disponível em: http://www.revistas.uniube.br/index.php/rpd/article/view/838/1135

Veiga, I. P. A. (Org.) (2002) Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 14ª ed. Campinas: Papirus.




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v8i1.703



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS