Os Desafios do Estágio Supervisionado em um Curso de Licenciatura a Distância

Layla Julia Gomes Mattos, Silvana Claudia dos Santos

Resumo


Este trabalho teve por objetivo investigar como acontece o estágio supervisionado em uma licenciatura ofertada a distância. Para tanto, o nosso olhar buscou compreender como os estágios supervisionados do curso de licenciatura em Matemática a distância de uma universidade federal mineira têm sido propostos pela instituição, como eles são organizados pelo professor responsável pelas disciplinas de estágio e como eles são vivenciados pelos alunos. Essa pesquisa é de cunho qualitativo e se constituiu na análise de dados de documentos oficiais da universidade, de entrevistas online com a professora orientadora dos estágios e com estagiários e de relatórios de estágios elaborados por alunos do curso. Concluímos que os princípios da racionalidade técnica, pautados na lógica três (teoria) mais um (prática), é ainda dominante. Acreditamos também que um dos principais problemas que a EaD tem vivenciado é justamente o fato de se estar reproduzindo o modelo presencial, partindo da cultura “presencialista”, e elaborando adaptações para o uso de AVA e suas ferramentas, sendo essa uma das dificuldades enfrentadas pelos docentes que atuam na modalidade.


Palavras-chave: Educação Matemática, Educação a Distância, Formação inicial de professores, Teoria e prática, Licenciatura em Matemática.

 

The challenges of the supervised internship in a distance bachelor's degree course

Abstract


The objective of this paper was to investigate how the supervised internship takes place in a degree offered at distance. In order to do so, our view sought to understand how the supervised internships of the degree course in Mathematics at distance of a Federal University in Minas Gerais have been proposed by the institution, how they are organized by the professor responsible for the internship subjects and how they are experienced by the students. This research is qualitative and was based on the analysis of data in official documents of the University, of online interviews with the internship teacher and with the trainees, as well as of reports of internships elaborated by students of the course. We conclude that the principles of technical rationality, based on logic three (theory) plus one (practice), is still dominant. We also believe that one of the main problems that the EaD has experienced is precisely the fact of reproducing the face-to-face model, starting from the "face-to-face" culture, and elaborating adaptations for the use of AVA and its tools, that being one of the difficulties faced by teachers who work in the modality.

 

Keywords: Mathematical Education, Distance Education, Initial teacher training, Theory and practice, Degree in Mathematics


Palavras-chave


Educação Matemática; Educação a Distância; Formação inicial de professores; Teoria e prática; Licenciatura em Matemática.

Texto completo:

PDF PDF - INGLÊS

Referências


Álvares, C. C. O. T. (2015). A educação superior no Brasil e o Ensino: uma análise crítica do estágio supervisionado. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual de Goiás.

Barreto, E. S. S. (2015). Políticas de formação docente para a educação básica no Brasil: embates contemporâneos. Revista Brasileira de Educação, 20(62), 679-701. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782015206207

Borba, M. C.; Malheiros, A. P. S.; Amaral, R. B. (2011). Educação a Distância online. 3ª ed. Belo Horizonte: Autêntica.

Brasil. Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação Superior na Modalidade a Distância. Resolução CNE/CES 1/2016. Diário Oficial da União, Brasília, 14 de março de 2016, Seção 1, 23-24.

Dias-da-Silva, M. H. G. F. et al. (2008). A reestruturação das licenciaturas: alguns princípios, propostas e (pré)condições institucionais. Rev. Diálogo Educ., 8(23), 15-37. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/1891/189117303002.pdf

Diniz Pereira, J. E. (2007). Formação de professores, trabalho docente e suas repercussões na escola e na sala de aula. Educação & Linguagem, 10(15), 82-98.

Felício, H. M. S.; Oliveira, R. A. (2008). A formação prática de professores no estágio curricular. Educar, Curitiba, 32, 215-232. http://www.scielo.br/pdf/er/n32/n32a15

Garnica, A. V. M. (2006) História oral e Educação Matemática. In: Marcelo de Carvalho Borba; Jussara de Loiola Araújo (Org.). Pesquisa qualitativa em Educação Matemática (2ª ed., p. 79-100). Belo Horizonte: Autêntica.

Gatti, B. A. (2013-2014). A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, 100, 33-46. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i100p33-46.

Gatti, B. A. (2010). Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educ. Soc., 31(113), 1.355-1.379. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302010000400016

Lima, M. S. L.; Gonçalves, H. H. (2009). A práxis docente no desempenho das atividades do professor-formador. XI Congresso Nacional de Educação –EDUCERE, III Encontro Sul-Brasileiro de Psicopedagogia. Disponível em http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2009/anais/pdf/2935_1248.pdf

Lüdke, H. A. M. (2013). O lugar do estágio na formação de professores. Educação em Perspectiva, 4(1), 111-133. Disponível em http://www.seer.ufv.br/seer/educacaoemperspectiva/index.php/ppgeufv/article/view/410/104

Lüdke, H. A. M. (2014). Estágio supervisionado: substantivo fictício? II Congresso Nacional de Formação de Professores e XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Professores. Por uma revolução no campo da formação de professores. Disponível em http://www.geci.ibilce.unesp.br/logica_de_aplicacao/site/index_1.jsp?id_evento=31

Marcelo, C. (2009). Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro, Sísifo Revista de Ciências da Educação, 8, 7-22.

Pimenta, S. G.; Lima, M. S. L. (2005-2006). Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poiésis, 3(3-4), 5-24. https://doi.org/10.5216/rpp.v3i3%20e%204.10542

Quaranta, A. M. (2011). Formação de professores de Educação Física na modalidade de Educação a Distância: experiências docentes no estágio supervisionado. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina.

Reis, S. R. (2015). Estágio supervisionado no curso de Pedagogia a distância: aproximações e diferenças do ensino presencial. Tese de doutorado. Universidade Estadual Paulista.

Rela, E. et al. (2006). Supervisão e construção da avaliação em situações de estágio em cursos de licenciatura na modalidade a distância. Informática na Educação: teoria e prática, singularidades, coletivas e éticas, 1(9), 57-72. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/23255/000629247.pdf?sequence=1




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v8i1.643



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS