Educação a Distância: Dificuldades Práticas e Potencialidades no Polo de Teófilo Otoni, em Minas Gerais

Edimilson Eduardo da Silva, Eduardo Martin Moreira Costa

Resumo


A educação a distância tem se destacado como uma nova forma de acesso ao ensino superior em todo o Brasil. Neste contexto, este artigo tem por objetivo descrever a prática e o nível de compreensão de algumas ferramentas do ensino superior da modalidade a distância da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), no polo de Teófilo Otoni, em Minas Gerais. A abordagem empregada caracteriza-se como quantitativa e qualitativa. Utilizaram-se como ferramentas de coleta de dados a pesquisa bibliográfica, a observação participante e um questionário semiestruturado (misto). Outra fonte utilizada no estudo foi uma consulta pública no Grupo de Apoio ao Aluno (GAA). Este artigo teve como categorias analíticas as definições e conceitos contidos nos Referenciais de Qualidade para a Educação Superior a Distância. Como embasamento legal, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), no intuito de buscar subsídios legais importantes na análise da relação existente entre a realidade do EAD e as normas que regulamentam esta modalidade de ensino superior na UFVJM. Os dados coletados demonstraram os seguintes fatores limitantes da compatibilidade das práticas de ensino EAD, na opinião dos entrevistados: a infraestrutura do sistema EAD, material didático e equipe multidisciplinar. Em relação às potencialidades destacam-se o nível de compreensão da plataforma Moodle, as vídeoaulas e a flexibilidade de horários de estudos. Pelos dados da pesquisa documental do GAA, verificou-se como maior dificuldade prá- tica a falta de retorno (feedbacks) por parte dos professores e tutores. Por meio da análise da pesquisa, e apoiado em parte por pesquisa bibliográfica, infere-se que o sucesso da modalidade de ensino EAD depende de sua compatibilização com os referenciais de qualidade e normativas que abrangem o atendimento às dimensões relativas aos aspectos pedagógicos, aos recursos humanos e à infraestrutura.


Palavras-chave: Ensino superior, Educação a distância, Avaliação de sistemas EAD.

 

Distance Education: Practical Difficulties and Potentialities at Teófilo Campus in Minas Gerais

 

Abstract

Distance education has emerged as a new form of access to higher education throughout Brazil. In this context, this article aims to describe the practice and level of understanding of some distance learning higher education tools of the UFVJM, at Teófilo Otoni campus in Minas Gerais. The approach used is characterized as quantitative and qualitative. Bibliographic research, participant observation and a mixed questionnaire were used as data collection tools. Another source used in the study was a public consultation in the Student Support Group (GAA). This article has as analytical categories the definitions and concepts found in the Referenciais de Qualidade para a Educação Superior a Distância (Quality References for Distance Higher Education). The Lei de Diretrizes e Bases da Educação - Law on Guidelines and Bases of Education (LDB) were used in order to seek important legal resources in the analysis of the relationship between the reality of Distance Education and the norms that regulate this modality of higher education in UFVJM. The data collected showed the following factors limiting the compatibility of Distance Education teaching practices according to the interviewees: infrastructure of the Distance Education system, educational material and multidisciplinary team. Regarding positive factors, the level of understanding of the Moodle platform, the video lectures, and the flexibility of study time were relevant. From the research data of the GAA document, the lack of feedback by teachers and tutors was found as a practical issue. Through the analysis of the research and supported in part by bibliographic research, it is inferred that the success of Distance Education mode depends on its compatibility with the quality and normative frameworks that cover the dimensions related to pedagogical aspects, human resources and infrastructure.


Keywords: Higher education, Distance education, Evaluation of distance education systems.


Palavras-chave


Ensino Superior; Educação a Distância; avaliação de sistemas EAD.

Texto completo:

PDF

Referências


Albertin, A. L., & Brauer, M. (2012). Resistência à educação a distância na educação corporativa. Revista de Administração Pública-RAP, 46(5). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rap/v46n5/a09v46n5

Brasil. (2007). Decreto nº 6.303, de 12 de dezembro de 2007. Altera dispositivos dos Decretos nos 5.622, de 19 de dezembro de 2005, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e sequenciais no sistema federal de ensino. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, 13 dez. 2007. Disponível em: http://goo.gl/UKK1N

Brasil. (2007). Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. Referenciais de qualidade para educação superior a distância. Brasília: MEC/SEED.

Brasil. Ministério da Educação. (2009). Projeto Pedagógico do Curso de Administração Pública Modalidade a Distância. Disponível em http://ead.ufvjm.edu.br/images/documentos/projetopedagogicoadministração_publica_ead.pdf

Dutra, D. (2007). O desafio do e-learning: vencer as barreiras comportamentais. Disponível em: http://www.always.com.br/site2005/endo_clip04.html

Fiorillo, A., Maccari, E., & Martins, C. (2015). A EAD NO BRASIL E A IMPORTÂNCIA DE COMPETÊNCIAS SUBJACENTES PARA O RECONHECIMENTO DE CURSOS DE ACORDO COM A PERCEPÇÃO DE COORDENADORES DE CURSO. Administração: Ensino e Pesquisa, 16(1), 141-178. doi:http://dx.doi.org/10.13058/raep.2015.v16n1.211

Jaques, P., Andrade, A., Jung, J., Bordini, R., & Vicari, R. (2002, January). Using pedagogical agents to support collaborative distance learning. In Proceedings of the Conference on Computer Support for Collaborative Learning: Foundations for a CSCL Community (pp. 546-547). International Society of the Learning Sciences. Disponível em: http://dl.acm.org/citation.cfm?id=1658713

Nunes, I. B. (1993). Noções de educação a distância. Revista educação à distância, 4(5), 7-25. Disponível em: http://www.ibase.org.br/~ined/ivoniol.html

Rosa, M., & Maltempi, M. V. (2006). A avaliação vista sob o aspecto da educação a distância. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, 57-76. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v14n50/30407

Sathler, L. (2009). Referenciais de qualidade para a Educação superior a distância: Desafios de uma caminhada regulatória. Colabor@-A Revista Digital da CVA-RICESU, 5(17). Disponível em: http://pead.ucpel.tche.br/revistas/index.php/colabora/article/view/3/3

Sweeney, D. J., Williams, T. A., Anderson, & D. R. (2013). Estatística aplicada à administração e economia.3. ed. São Paulo: Cengage Learning.




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v7i3.586



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS