Abordagens e Teorias de Aprendizagem Propostos pelos Projetos dos Cursos de Pedagogia a Distância para o Desenvolvimento de Tecnologias Educacionais

Amanda Amorim Costa e Silva, Ana Beatriz Gomes Carvalho

Resumo


O presente trabalho traz os resultados de uma pesquisa que procurou identificar de quais abordagens e teorias de aprendizagem provêm os princípios didático-pedagógicos que os Projetos Pedagógicos de Curso (PPCs) dos cursos de Pedagogia a distância oferecidos por universidades federais da Região Nordeste propõem para o planejamento e desenvolvimento de suas tecnologias educacionais (ambientes, materiais e atividades). Após a revisão de literatura sobre abordagens e teorias de aprendizagem, seguida das análises documental e de conteúdo dos PPCs, identificamos que preponderam princípios escolanovistas, construtivistas e socioconstrutivistas. Contudo: a) a forma de operacionalização de tais princípios no planejamento e desenvolvimento dos ambientes, materiais e atividades é pouco objetiva; e b) os processos de avaliação da aprendizagem (e instrumentos utilizados) não são descritos ou o são de forma imprecisa. Tais achados sugerem que os PPCs, documentação balizadora dos cursos, não são utilizados como referência para o planejamento e o desenvolvimento das tecnologias educacionais empregadas nos cursos investigados.

 

Palavras-chave: Educação a distância, Pedagogia, Teorias de aprendizagem, Tecnologias educacionais, Projeto pedagógico de curso.

 

Approaches and Theories of Learning Proposed by the Projects of Pedagogy Distance Education Course for the Development of Educational Technologies

Abstract
This paper presents the results of a study that aimed to identify from which learning approaches and theories come the didactic and pedagogical principles that the Course’s Pedagogical Project o (PPCs) of Pedagogy distance courses offered by federal universities in the Northeast region propose to design and develop their educational technologies (environments, materials and activities). After a literature review of approaches and learning theories, followed by the documentary and content analysis of PPCs, we identified that the prevail principles come from New School, Constructivist and Socioconstrutivism. However: a) the documents are not objectives on how to operationalize these principles in designing and developing environments, materials and activities, and; b) the learning evaluation processes (and instruments) are not described or are inaccurate. These findings suggest that the PPCs, the basic documentation of the courses, are not used as references for designing and developing the educational technologies used in the investigated courses.

Keywords: Distance education, Pedagogy, Learning theories, Educational technologies, Course projects.


Palavras-chave


Educação a distância, Pedagogia, Teorias de Aprendizagem, Tecnologias Educacionais, Projeto Pedagógico de Curso.

Texto completo:

PDF

Referências


Costa e Silva, A. A. (2016) Teorias de aprendizagem no design em tecnologia educacional dos cursos de pedagogia a distância. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Pernambuco.

Ghiraldelli Júnior, P. (2006). (p. 115). Filosofia da Educação. São Paulo: Ática.

Gil, A. C. (2008). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. (6th ed., p. 200). São Paulo: Editora Atlas.

Lerner, D. O ensino e o aprendizado escolar: argumentos contra uma falsa oposição. (2002). In: J. A. Castorina; E. Ferreiro; D. Lerner & M. K. Oliveira. Piaget – Vygotsky: novas contribuições para o debate. (pp. 18 – 42). São Paulo: Editora Ática.

Moraes, R. (1999). Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, 22(37), 7-32.

Oliveira, M. K. (2002). Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento, um processo sócio-histórico. (4th ed., p. 137). São Paulo: Scipione.

Pilleti, C. & Pilleti, N. (2012) História da Educação: de Confúcio a Paulo Freire. (p. 286). São Paulo: Contexto.

Pritchard, A.; Woolard, J. (2010). Psychology for the Classroom: constructivism and social learning. (p. 415). Nova Iorque: Routledge.

Racy, P. M. P. D. (2010) Psicologia da Educação: origem, contribuições, princípios e desdobramentos. (p. 210). Curitiba: Ibpex.

Richmond, P. G. (1981) Piaget: teoria e prática. (2th ed., p. 115). São Paulo: IBRASA.

Sanches, R. C. F. (2009) Avaliação Institucional. (p. 107). Curitiba: IESDE Brasil S. A.

Silva, R. C. (2011). Gestão do Ensino Superior: temas atuais. (p. 223). São Paulo: Biblioteca24horas.

Simões, S. P. (2012). O Projeto Pedagógico Institucional e Projeto Pedagógico do Curso. Acesso em 04 de novembro de 2014. Disponível em: .

Torres, R. M. (2002). Educação Popular: um encontro com Paulo Freire. (2th ed., p. 185). São Paulo: Loyola.

Veiga, C. G. (2007). História da Educação. (p. 220). São Paulo: Ática.




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v6i3.449



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS