Estudo de Caso sobre o Uso das Ferramentas Notas e Relatórios do Moodle na Prática Pedagógica do Tutor a Distância em Cursos Brasileiros de Formação Continuada de Professores

Thaís Tenório, Fabiana Aparecida Rodrigues, André Tenório

Resumo


O sistema Moodle de gerenciamento de ambientes virtuais de aprendizagem disponibiliza ferramentas, como relatórios e quadro de notas, destinadas ao acompanhamento da assiduidade e do progresso de alunos de cursos a distância. Entretanto, em geral, o emprego e as possibilidades dessas ferramentas são pouco discutidos. Foram investigadas, por meio de questionário on-line, as percepções de 88 tutores a distância atuantes em cursos de formação continuada de professores de dois estados brasileiros. Todos tinham ciência das ferramentas de relatórios e notas, mas alguns declararam não usá-las frequentemente. Os relatórios eram empregados, segundo os pesquisados, principalmente, para verificar a frequência de acesso dos cursistas ao ambiente virtual de aprendizagem e a realização das atividades propostas. A grande maioria indicou atribuir os graus de desempenho dos alunos com a ferramenta de notas e informou utilizá-la para comentar (feedback) as tarefas submetidas para avaliação e monitorar os desempenhos acadêmicos. Para alguns, a principal dificuldade no manuseio das ferramentas envolvia desconhecimento dos recursos. A atuação tutorial é indispensável para envolver os alunos nas atividades dos cursos. Paralelamente, para bem desempenhar suas funções, esses profissionais carecem de capacitação quanto às ferramentas disponíveis.


Palavras-chave: Moodle, Relatórios, Notas, Tutor.

 



Case Study about the Use of Grade and Report Moodle Tools on the Pedagogical Practice of E learning Tutors of Brazilian Teacher-upgrading Courses


Abstract
Moodle management system of virtual learning environment offers tools such as reports and grades, both used to verify attendance and progress of students in e learning courses. However, in general, employment and possibilities of these tools are little discussed. We investigated the perceptions of eighty eight tutors of teacher-upgrading e learning courses of two Brazilian states by on-line questionnaire. Tutors were aware of reports and grades tools, but some declared not using it. According to the subjects, reports were utilized to check the frequency of access of students to virtual learning environment and the realization of the proposed activities. Most of subjects affirmed use grades tool for assign scores achieved by students, give feedback of activities and check academic performance. Some respondents pointed out the little knowledge of tools as the main difficulty in handle it. The actions of tutors are essential to involve students in the activities of the courses. At the same time, to well perform their responsibilities, these professionals need of training about the available tools of virtual learning environment.

Keywords: Moodle, Reports, Grades, Tutor.


Palavras-chave


Moodle; Relatórios; Notas; Tutor.

Texto completo:

PDF

Referências


Aires, C.J. & Lopes, R.G.F. (2009). Gestão na educação a distância. In: A.M. Souza, L.M.R. Fiorentini & M.A.M. Rodrigues (Orgs.). Educação superior a distância: comunidade de trabalho e aprendizagem em rede (p. 233–258). Brasília: Editora UnB.

Alencar, M.A.S. & Netto, J.F.M. (2013). Facilitando a tutoria EaD utilizando o SISACAD. In XIX Congresso Internacional da Associação de Educação a Distância (p. 1-8). Manaus, AM. Disponível em http://www.abed.org.br/congresso2013/trabalhos/36.doc

Almazán, O.M. (2015). Evaluación de la modalidad de interacción de la tutoría y los efectos en logro académico en entornos en línea. Revista Iberoamericana de educación a distancia, 18(1), 231-255. Disponível em http://revistas.uned.es/index.php/ried/article/download/13809/12644

Alves, N.C., Mantilla, S.P.S., Perdigão, L.T., Campos, M.L.G., Rolando, L.G.R. & Salvador, D.F. (2015). Influência da tutoria na participação dos alunos em um fórum de discussão on-line. Revista EaD em Foco, 5(1), 170–182. Disponível em http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/viewFile/287/100

Arieira, J.O., Dias-Arieira, C.R., Fusco, J.P.A., Sacomano, J.B., & Bettega, M.O.P. (2009). Avaliação do aprendizado via educação a distância: a visão dos discentes. Revista Ensaio, 17(63), 313–340. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v17n63/v17n63a07.pdf

Bardin, L. (1988). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Bottentuit Junior, J.B.; Coutinho, C.M.P. (2008). As ferramentas da web 2.0 no apoio à tutoria na formação em E-learning. In Actas de Association Francophone Internationale de Recherche Scientifique en Education (p. 1-11). Lisboa, PT. Disponível em http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/7767/1/Afirse%202008.pdf

Câmara, R.H. (2013). Análise de conteúdo: da teoria à prática em pesquisas sociais aplicadas às organizações. Revista Interinstitucional de Psicologia, 6(2), 179-191. Disponível em http://www.fafich.ufmg.br/gerais/index.php/gerais/article/viewFile/306/284

Delgado, L.M.M. (2009). Uso da plataforma Moodle como apoio ao ensino presencial: um estudo de caso. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Fernandez, N.R. (2014). Fundamentos del proceso educativo a distancia: enseñanza, aprendizaje y evaluación. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia, Espanha, 17(2), 75-93. Disponível em http://revistas.uned.es/index.php/ried/article/download/12679/11874

Franco, C.P. (2010). Possibilidades de participação na sala de aula virtual: uma análise dos modos de interação em um componente on-line de leitura instrumental em inglês. Eutomia - Revista Online de Literatura e Linguística, 3(1), 1-15. Disponível em http://www.claudiofranco.com.br/textos/franco_eutomia.pdf

Franco, L.R.H.R., Braga, D.B. & Rodrigues, A. (2011). EaD virtual: entre a teoria e a prática. Minas Gerais: Triunfal.

Franke, S.M.P. (2014). Experiência de integração do Moodle no ensino de Física no ensino médio – percepção dos alunos. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina.

García, M.A.A. (2014). Retroalimentación en educación en línea: una estrategia para la construcción del conocimiento. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia, 17(2), 59-73. Disponível em http://revistas.uned.es/index.php/ried/article/download/12678/11873

Gerhardt, T.E. & Silveira, D.T. (2009). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora UFRGS.

Gil, A.C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Leme, H.G.S. & Nazario, K.R.P. (2012). Avaliação em EaD e o uso da ferramenta Notas do Moodle. In XVIII Congresso Internacional de Educação a Distância (p. 1-10). São Carlos, SP. Disponível em http://www.abed.org.br/congresso2012/anais/241c.pdf

Marcolla, V. (2004). A inserção das tecnologias de informação e comunicação no espaço e formação docente na Universidade Federal de Pelotas. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Pelotas.

Marques, I.Q. & Caetano, F.S.C. (2014). A utilização do Moodle em cursos presenciais em uma instituição de ensino superior. Revista EaD em foco, 4(2), 107-123. Disponível em http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/235/Art%20235_final

Moodle (2015). Características do Moodle. Disponível em https://moodle.org/

Mendes, N.T., Santos, N.A.S., Tenório, T. & Tenório, A. (2015). As competências socioafetivas aceitação e honradez segundo a percepção de tutores a distância. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia, 18(1), 129-149. Disponível em http://ried.utpl.edu.ec/sites/default/files/files/pdf/v%2018-1/art6_ascompetencias.pdf

Neves, J.L. (1996). Pesquisa qualitativa - características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, 1(3), 1-5. Disponível em http://www.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/pesquisa_qualitativa_caracteristicas_usos_e_possibilidades.pdf

Pereira, R.R.G., Nóbrega, N.P. & Moreira, J.A. (2010). Uma ferramenta para o gerenciamento das atividades e dos horários dos tutores dos cursos a distância da UFPB virtual. In XXX Encontro Nacional de Engenharia de Produção (p. 1-14). São Carlos, SP. Disponível em www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2010_TN_STO_120_781_17350.pdf

Sales Júnior, F.M., Ramos, A., Rosa, J.G.S., Pinho, A.L.S. & Gusmão, E.H. (2015). Avaliação de ambientes virtuais de aprendizagem: um estudo comparativo entre formatos do Moodle de uma universidade. In Atas da IX Conferência Internacional de TIC na Educação. Braga, PT. Disponível em http://hdl.handle.net/1822/35246

Sant’Anna, I.M. (2009). Por que avaliar! Como avaliar: critérios e instrumentos. Petrópolis: Vozes.

Santiago, G., Nazário, K.R. & Korsokovas, L.A. (2012). Gestão de notas e frequência no curso de educação musical a distância da UFSCar. In Simpósio Internacional de Educação a Distância (p. 1-11). São Carlos, SP. Disponível em http://sistemas3.sead.ufscar.br/ojs/Trabalhos/257-923-1-ED.pdf

Silva, D.G. (2011). Análise sobre o uso dos relatórios de atividades do Moodle no acompanhamento do processo de aprendizagem de alunos em cursos de graduação. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal de Mato Grosso.

Tenório, A., Ferreira, R.S.L., Almeida, M.C.R., Zucon, L.H. & Tenório, T. (2014). Ferramentas da educação a distância: a visão do tutor. Revista EaD em foco, 4(1), 48-60. Disponível em http://eademfoco.cecierj.edu.br/index.php/Revista/article/view/204/49

Tenório, A., Teles, A.S. & Tenório, T. (2016). Levantamento de competências pedagógicas necessárias a tutores da educação a distância. Revista Iberoamericana de Educación a Distancia, 19(1), 183-207. Disponível em http://revistas.uned.es/index.php/ried/article/download/13842/13574

Vrasidas, C. & Mcisaac, M.S. (1999). Factors Influencing Interaction in an Online Course. American Journal of Distance Education, 13(3), 22-36. Disponível em http://vrasidas.com/wp-content/uploads/2007/07/ajde_vrasidas.pdf

White, C. (2003). Language learning in distance education. Cambridge: University Press.




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v6i2.385



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidades consorciadas