Materiais Didáticos para Educação a Distância: Observando Layouts

Dorcas Janice Weber, Lia Raquel Oliveira

Resumo


A inserção da educação a distância nos processos educativos formais apontou possibilidades de formação em nível superior para aqueles que estão distantes dos centros de formação e, para além disso, desvelou objetos de investigação. Um exemplo disso são os materiais didáticos, tão necessários para a efetivação da aprendizagem na modalidade a distância. A gama de materiais é grande e, por isso, é interessante conhecer o modo como eles vêm sendo desenvolvidos e utilizados por aquelas instituições que ofertam cursos nessa modalidade. É sabido que há necessidades distintas entre os alunos da educação a distância e os de cursos presenciais, que precisam estar contempladas nos materiais didáticos. Mas de fato estão? Considerando a organização do espaço de estudo como importante no processo pedagógico, como os espaços dos materiais didáticos vêm sendo organizados? Que elementos têm sido utilizados para o desenvolvimento de layouts para materiais didáticos utilizados em cursos a distância? Tais questões são tema deste escrito, que busca, a partir de um estudo de caso, observar materiais didáticos produzidos para cursos brasileiros a distância. Um olhar transversal sobre tais materiais aponta semelhanças com os produtos elaborados para a educação presencial, tão conhecida por muitos.

Palavras-chave: Educação a distância; Materiais didáticos; Layout.

Didactic Materials for Distance Education: Observing Layouts

Abstract
The inclusion of distance education in formal educational processes pointed training opportunities in higher education for those who are distant from training centers and, in addition, unveiled research objects. An example of this are the didactic materials, as necessary for effective learning in the distance. The range of materials is large and therefore it is interesting to know how these are being developed and used by those institutions that offer courses in this modality. It is known that there are different needs among students of distance education and presence courses that need to be addressed in didactic materials. But actually are? Considering the organization of study space as important in the educational process, as the spaces of didactic materials have been organized? What elements have been used to development layouts for the materials used in distance education courses? This questions are theme of this this written that will, with a case study, observe didactic materials produced to Brazilian distance courses. That observation shown us that analyzed materials have similarities with didactic products for face to face education.

Keywords: Distance education; Didactic materials; Layout.

 


Palavras-chave


Educação a distância, materiais didáticos, layout

Texto completo:

PDF

Referências


Araújo, C. (2008). Estudo de caso: métodos de investigação em educação. Estudo de caso. Universidade do Minho. Disponível em http://grupo4te.com.sapo.pt/estudo_caso.pdf

Belisário, A. (2006). O material didático na educação a distância e a constituição de propostas interativas. In M. Silva. Educação online: teorias, práticas, legislação e formação corporativa (pp. 137-148). São Paulo: Loyola.

Brennand, E., & Rossi, S. (2007). Trilhas do aprendente. Recife: Liceu.

Grando, A., Konrath, L. P., & Tarouco, L. (2003). Alfabetização visual para a produção de objetos educacionais. Novas Tecnologias na Educação, 1(2). Disponível em http://rived.mec.gov.br/artigos/artigoanita.pdf

Illera, J. L. R. (2010). Os conteúdos em ambientes virtuais: organização, códigos e formatos de representação. In Coll, C. & Monereo, C. (Orgs.). Psicologia da educação virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. (pp. 136-154). Trad. Naila de Freitas. Porto Alegre: Artmed.

Lidwell, W., Holden, K., & Butler, J. (2010). Princípios universais do design. Porto Alegre, Bookman.

Morais, D. (2008). A renovação visual do livro didático no Brasil. In Congresso brasileiro de pesquisa e desenvolvimento em design. São Paulo, AEND.

Moran, J. (2002). O que é educação a distância. Acesso em 10 de fevereiro de 2013, disponível em http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/dist.pdf

Peters, O. (2009). A educação a distância em transição. São Leopoldo: Editora Unisinos.

Sead/UFRGS (2007). Curso de graduação tecnológica:Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da Sead/UFRGS (Plageder). Série Educação a Distância. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

White, J. V. (2006). Edição e design: para designers, diretores de arte e editores. São Paulo: JSN Editores.

UnB (2004). Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas (Arteduca). Brasília.

UnB (2011). Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas (Arteduca). Brasília.

Weber, D., & Oliveira, L. R. (2014). Material didático: um espaço pedagógico na EAD. In XI Colóquio sobre Questões Curriculares/ VII Colóquio Luso-Brasileiro sobre Questões Curriculares/ I Colóquio Luso-Afro-Brasileiro sobre Questões Curriculares (pp.976 – 981). Braga.

Weber, D., & Oliveira, L. R. (2013). Produções didáticas para a educação a distância: comunicação, instrução, organização. In II Seminário Diálogos em Educação a Distância (pp.327 – 336). Rio Grande.




DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v6i1.362



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS