Editorial do Vol. 4, No 2 (2014) - Educação a distância: Uma Prática da Liberdade?

Esteban Lopez Moreno, Luiz Gustavo Ribeiro Rolando, Gabriella Dias de Oliveira

Resumo


O atual volume apresenta uma seleção de artigos que reúne estudos e pesquisas sobre diversos aspectos da Educação a Distância, em diferentes abordagens metodológicas e fundamentação teórica, específica e ampliada para temas que oferecem subsídios aos assuntos tratados, baseada em bibliografia brasileira e estrangeira.  Os dezesseis autores dos artigos que colaboraram para essa publicação pertencem a universidades localizadas em sete estados brasileiros, portanto esse panorama autentica a ideia de iniciativas de ensino a distância em várias regiões do país e o interesse dos pesquisadores em realizar estudos que venham a contribuir para a qualidade dos cursos oferecidos. Ainda, contribuíram para essa publicação, vinte professores pareceristas e revisores de texto e de forma, que garantiram o rigor científico na seleção e avaliação dos estudos de caso e artigos originais que compõem esse número. Na leitura desse número, destacamos a preocupação com a comunicação de tutores com seus estudantes em fóruns de discussão on-line em que a ênfase é o uso da linguagem em ambientes virtuais de aprendizagem na relação tutor-cursista: o tipo de ferramenta utilizado na comunicação e o de mensagens e a correlação com o processo de aprendizagem. O artigo se prende mais na análise da linguagem em diálogos que promovem trocas interacionais.Nota-se a preocupação com resultados positivos, com a superação das dificuldades, a confiabilidade na relação e a construção de identidades, professor-estudante. Transcrevo parte do diálogo de uma cursista com sua tutora onde a interação é evidenciada no texto: Não sei se vou acertar no alvo, na mosca ou no ar. Creio que confiabilidade e atendimento personalizado guiam "as flechas" para o alvo.  Tem sido comum a observância da influência da educação a distância em cursos regulares de educação presencial, tratada, aqui, em estudo que analisa a aplicação dos recursos da tecnologia, a metodologia empregada e os ambientes virtuais de aprendizagem que são adotados em cursos a distância, em cursos presenciais, reconhecendo que o uso das TIC pode direcionar os alunos para que se tornem sujeitos autônomos na condução de seu percurso formativo. O desenvolvimento da habilidade de autogerenciamento dos estudos, fundamental para os estudantes de cursos a distância, também é um dos temas tratados, associado aos níveis de  satisfação  e percepção em relação à estrutura do curso e as estratégias cognitivas  utilizadas por eles no processo de aprendizagem. Outros temas atuais, associados à discussão da EaD como os sistemas de avaliação, a diversificação dos cursos universitários, os materiais didáticos e a aceitação das tecnologias, selecionados pela sua consistência teórica e contribuição para a ampliação da pesquisa na área,vão integrar um conjunto de experiências de modo a oferecer uma leitura por vezes complementar  ou desafiadora de novas análises, em contextos similares ou diferenciados.   Terminamos essa apresentação com a reflexão do artigo que abre esse volume: Educação a distância: uma prática da liberdade? Leitores da Revista EaD em Foco: pensem sobre a questão que titula o artigo, fundamentado na obra de Paulo Freire, e comentem. Ao final de cada artigo há um fórum destinado a comentários dos leitores.  E uma ótima leitura!Editores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v4i2.325



Direitos autorais 2018 Revista EaD em FOCO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS